"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (339407 votos)..........94.94% das questões objetivas receberam votos.
Sobre a quinta classe da nefrite lupíca podemos afirmar que:
A. é a forma mais comum
B. é uma forma membrano-proliferativa
C. assemelha-se com a glomerulopatia do sindrome Henöch-Schönlein
D. lesões em alça de arame, necrose, formação de crescentes e fibrose são as caracteristicas comuns
E. todas as afirmações são falsas

  RATING: 3.04

Sobre a quinta classe da nefrite lupíca podemos afirmar que:

A. é a forma mais comum
INCORRETO: A nefrite tipo V (nefrite lúpica membranosa) é a forma menos comum.
B. é uma forma membrano-proliferativa
INCORRETO : A nefrite tipo V é uma nefrite lúpica membranosa
C. assemelha-se com a glomerulopatia do sindrome Henöch-Schönlein
INCORRETO : ela assemelha-se histologicamente à glomerulopatia membranosa idiopática, exceto pela existência de proliferação mesangial leve a moderada, e não á glomerulopatia Henöch-Schönlein
D. lesões em alça de arame, necrose, formação de crescentes e fibrose são as caracteristicas comuns
INCORRETO : as lesões indicadas são caracteristicas da classe IV da nefrite lupica - nefrite lúpica proliferativa difusa, e não da classe V
E. todas as afirmações são falsas
CORRETO : veja os comentários acíma

Gabarito:  E

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.04)
DISCURSIVA: (79876 votos) ..........99.06% das questões discursivas receberam votos.
Quais são as etiologias comprovadas de cardiopatia congênita? (0,5 p)

RATING: 3.05

Quais são as etiologias comprovadas de cardiopatia congênita? (0,5 p)

Apenas uma pequena porcentagem dos casos tem causas identificáveis:
I) Fatores genéticos primários:
- anormalidades cromossómicas (0,1 p)
- anormalidades gènicas (0,1 p)
II)Fatores ambientais:
- agentes químicos, drogas isotretinoina (Roaccutan)(0,1 p)
- vírus como o da rubéola e doença materna (0,1 p)
III) Interações genético-ambientais (multifatoriais)(0,1 p)

FONTE:
Semiologia Cardiovascular Cardiopatias Congênitas Carolina Cunto de Athayde acessado em 13 02 2017 no endereço http://www.uff.br/cursodesemiologia/images/stories/Uploads/semio_cardiovascular/aulas/aula9_congenitas.pdf

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.05)

CASO CLINICO: (83966 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Criança M de 10 anos, retirada de casa em chamas com exposição em ambiente fechado a fumaça (tempo de resgate desconhecido), com algumas queimaduras sem gravidade nas mãos e na testa, inclusive vibrissas chamuscadas é trazida no serviço de emergência apresentando pulsoximetria de 92%. Ao exame clínico geral: Glasgow 15, hemodinâmica estável, auscultas cardíaca e pulmonar normais, sem sinais de desconforto respiratório. Foi internada e deu entrada no Centro de Tratamento de Queimados para observação e manteve o quadro inicial, com suporte de O2 em máscara com fluxo de O2 = 15 l/m, frequência respiratória (FR) = 25/min.
Referente ao caso acíma, formulem as respostas nas seguintes questões:
1) Qual é a conduta inicial adequada para o atendimento deste caso na internação? - 0,24 pontos
2) Qual é a primeira investigação especifica indicada na internação e por qual justificativa? - 0,03 pontos
3) Quais seriam os sinais definitórios para lesão inalatória grave? - 0,21 pontos
4) Que sintoma poderia indicar edema das vias aéreas e qual seria a medida imediata? - 0,02 pontos


RATING: 3.06

1) Qual é a conduta inicial adequada para o atendimento deste caso na internação?
Reposição volêmica (0,03 p), instalação de cateter de O2 (0,03 p), analgesia (0,03 p), controle de balanço hídrico (0,03 p) e solicitação de radiografia de tórax (0,03 p), exames laboratoriais (0,03 p), gasometria arterial (0,03 p) e broncoscopia. (0,03 p)

2) Qual é a primeira investigação especifica indicada na internação e por qual justificativa?
O método diagnóstico-padrão deve ser broncoscopia das vias aéreas superiores (0,01 p) de todo paciente queimado com queimaduras no rosto ou na extremidade cefálica (0,01 p) e/ou vibrissas chamuscadas (0,01 p) como apresenta nosso paciente.

3) Quais seriam os sinais definitórios para lesão inalatória grave?
Achados broncoscópicos compatíveis com lesão por inalação incluem edema das vias aéreas (0,03 p), inflamação (0,03 p), necrose da mucosa (0,03 p), presença de fuligem (0,03 p) e carbonização das vias aéreas (0,03 p), descamação de tecido (0,03 p) e material carbonáceo nas vias aéreas. (0,03 p)

4) Que sintoma poderia indicar edema das vias aéreas e qual seria a medida imediata?
A rouquidão progressiva (0,01 p)é um sinal de obstrução iminente das vias aéreas, e a entubação endotraqueal deve ser instituída precocemente (0,01 p) antes que o edema distorça a anatomia das vias aéreas superiores.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.06)

 

1128 USUARIOS INSCRITOS

225 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6586 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1529 DE CLINICA, 2947 DE PEDIATRIA, 1272 DE CIRURGIA, 219 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 368 DE SAUDE PUBLICA
106 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 139 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.