"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

 

OBJETIVA: (401656 votos)..........92.85% das questões objetivas receberam votos.
Dor no andar superior do abdome ou no dorso no paciente com cancer de pancreas indica:
A. invasão do plexo celiaco
B. obstrução pilórica pela infiltração tumoral
C. a posterior disseminação para todo o pâncreas
D. carcinomatose peritoneal ou oclusão da veia porta
E. nenhuma das acima enumeradas

  RATING: 2.93

Dor no andar superior do abdome ou no dorso no paciente com cancer de pancreas indica:

A. invasão do plexo celiaco
INCORRETO:
B. obstrução pilórica pela infiltração tumoral
INCORRETO :
C. a posterior disseminação para todo o pâncreas
CORRETO : Com a posterior disseminação para todo o pâncreas, esses pacientes podem referir dor no andar superior do abdome ou no dorso, quando os plexos nervosos peripancreáticos são envolvidos
D. carcinomatose peritoneal ou oclusão da veia porta
INCORRETO : a ascite e sinal de carcinomatose peritoneal ou obstrução portal
E. nenhuma das acima enumeradas
INCORRETO : veja os comentários acima

Gabarito:  C

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.93)
DISCURSIVA: (89534 votos) ..........99.15% das questões discursivas receberam votos.
Em relação à síndrome de compressão da veia cava superior (SCVCS) responda:

1) Quais são cinco sinais clínicos identificáveis no paciente com SCVCS? (0,125 pontos)
2) Cite quatro métodos utilizados para diagnóstico definitivo (0,125 pontos)
3) Qual o tratamento adequado, baseado no diagnóstico (0,125 pontos)
4) Cite quatro cuidados anestésico-cirúrgicos que devem ser tomados, caso o paciente necessite submeter-se a algum procedimento operatório. (0,125 pontos)


RATING: 2

Em relação à síndrome de compressão da veia cava superior (SCVCS) responda:

1) Quais são cinco sinais clínicos identificáveis no paciente com SCVCS? (0,125 pontos)
2) Cite quatro métodos utilizados para diagnóstico definitivo (0,125 pontos)
3) Qual o tratamento adequado, baseado no diagnóstico (0,125 pontos)
4) Cite quatro cuidados anestésico-cirúrgicos que devem ser tomados, caso o paciente necessite submeter-se a algum procedimento operatório. (0,125 pontos)

1) Quais são cinco sinais clínicos identificáveis no paciente com SCVCS? (0,125 p)
  • distensão e ingurgitamento das veias da região cervical;
  • edema facial;
  • pletora facial;
  • paralisia de corda vocal esquerda;
  • Síndrome de Claude-Bernard-Horner;
  • cianose;
  • aparecimento de circulação colateral tipo cava superior-cava inferior;
  • arritmia cardíaca,
  • taquicardia,
  • hipotensão.
2) Cite quatro métodos utilizados para diagnóstico definitivo (0,125 p)
  • mediastinoscopia cervical com biópsia,
  • mediastinotomia e Chamberlain com biópsia,
  • videotoracoscopia com biópsia,
  • biópsia torácica transparietal dirigida por tomografia,
  • toracotomia minimamente invasiva longitudinal axilar.
3) Qual o tratamento adequado, baseado no diagnóstico (0,125 pontos)
  • Confirmação de patologia benigna: tratamento cirúrgico (ressecção ou derivação atriocaval).
  • Confirmação de patologia maligna, irressecável: radioterapia e quimioterapia. 
4) Cite quatro cuidados anestésico-cirúrgicos que devem ser tomados, caso o paciente necessite submeter-se a algum procedimento operatório. (0,125 pontos)
  • Não puncionar veia e não infundir volume em veias do segmento cefálico (pescoço e membros superiores);
  • decúbito elevado tanto quanto possível;
  • uso de corticosteróides;
  • uso de diuréticos em pequenas doses;
  • dar preferência à punção e/ou dissecção venosa em membros inferiores;
  • utilização de heparina de baixo peso molecular quanto não houver outra contra-indicação.

FONTE:
PROVA DE REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA DE MEDICO GRADUADO NO EXTERIOR UMFT – 2006

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2)

CASO CLINICO: (94600 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
O aluno A. A. V., hoje com quatros anos de idade, está matriculado no Pré I, na Escola Municipal. Nasceu de uma cesariana, com tempo normal de gravidez nove meses. Depois do nascimento a sua mãe nunca percebeu nada de diferente com o seu filho, sempre vendo-o como uma criança normal e saudável.
Depois de um ano ela percebeu que as outras crianças da mesma idade eram diferentes. Com um ano e seis meses L. F. bateu muito forte a boca na bicicleta ao andar com sua mãe, cortou a boca, e por isso a única palavra ("eu") que pronunciava não pronunciou mais.
Mãe observou, no mesmo período que a criança não respondia mais ao ser chamada pelo nome, não mostrava atenção alguma quando apontava para algo.
Começou a andar com um ano e três meses.
1) Qual é a principal suspeita diagnostica? 0,25 pontos
2) É adequado a aplicação do teste de triagem para essa suspeita? Indiquem um. 0,25 pontos


RATING: 3.07

1) Qual é a principal suspeita diagnostica?
Transtorno de espectro autista. (0,25 p)
DISCUSSÃO: O termo "transtorno do espectro do autismo" (TEA) descreve um grupo heterogêneo de desordens do desenvolvimento neurológico que têm etiologias diversas, mas são caracterizadas por prejuízos na interação social recíproca, comunicação social e comportamento (especificamente, padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades).
O autismo é um transtorno de desenvolvimento neurológico que representa um grande desafio hoje, tanto para o medico de família quanto para o pediatra. O núcleo desse transtorno é integrado principalmente pelas dificuldades de comunicação e interação social do paciente e pela presença de comportamentos e/ou interesses repetitivos ou restritos.

2) É adequado a aplicação do teste de triagem para essa suspeita? Indiquem um.
Sim, está na idade certa (16-30 meses). (0,125 p) O teste indicado pela Sociedade Brasileira de Pediatria é o M-CHAT R/F. (0,125 p)
DISCUSSÃO: Modified Checklist for Autism in Toddlers, Revised with Follow-Up. Validada através do estudo realizado em mais de 16.000 crianças entre 18 e 24 meses. O Questionário Modificado para Triagem do Autismo em Crianças entre 16 e 30 meses, revisado, com Entrevista de Seguimento (M-CHAT-R/F) é o instrumento recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.
M-CHAT-R/F é um teste de triagem e não de diagnóstico, é exclusivo para sinais precoces de autismo e não para uma análise global do neurodesenvolvimento, tem dois estágios (melhora a sensibilidade e a especificidade), avaliando o risco de TEA em crianças entre 16 e 30 meses de idade.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.07)

 

1292 USUARIOS INSCRITOS

257 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7499 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1837 DE CLINICA, 3487 DE PEDIATRIA, 1303 DE CIRURGIA, 234 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
117 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.