"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (339406 votos)..........94.94% das questões objetivas receberam votos.
Classificar os bebês em PIG (pequeno para idade gestacional), AIG (adequado para idade gestacional) e GIG (grande para idade gestacional) é importante porque determinadas patologias são mais freqüentes nestes grupos e podem ser evitadas se adequadamente prevenidas. O gráfico de LUBCHENKO é o mas usado para esta classificação. Neste gráfico ser PIG é:
A. nascer com peso abaixo de 2.500 g
B. nascer com peso entre o percentil 10 e 90
C. nascer com peso abaixo do percentil 10
D. nascer com peso abaixo de 1 desvio padrão da média
E. nascer com peso entre 2 desvios padrões da média

  RATING: 2.96

Classificar os bebês em PIG (pequeno para idade gestacional), AIG (adequado para idade gestacional) e GIG (grande para idade gestacional) é importante porque determinadas patologias são mais freqüentes nestes grupos e podem ser evitadas se adequadamente prevenidas. O gráfico de LUBCHENKO é o mas usado para esta classificação. Neste gráfico ser PIG é:

A. nascer com peso abaixo de 2.500 g
INCORRETO: veja a resposta da alternativa C
B. nascer com peso entre o percentil 10 e 90
INCORRETO : veja a resposta da alternativa C
C. nascer com peso abaixo do percentil 10
CORRETO : São considerados pequenos para a idade gestacional (PIG) todos os RN cujo peso ao nascimento esteja abaixo do percentil 10 de peso em relação a idade gestacional. Os adequados para a idade gestacional (AIG) são aqueles com peso para a idade gestacional entre os percentis 10 e 90 e os grandes para a idade gestacional (GIG), aqueles com peso superior ao percentil 90 da curva. A curva de peso/idade gestacional mais utilizada é a de Lubchenko de 1966.
D. nascer com peso abaixo de 1 desvio padrão da média
INCORRETO : veja a resposta da alternativa C
E. nascer com peso entre 2 desvios padrões da média
INCORRETO : veja a resposta da alternativa C

Gabarito:  C

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.96)
DISCURSIVA: (79876 votos) ..........99.06% das questões discursivas receberam votos.
Enumeram os fatores de risco para o status de lactente sibilante. (0,5 pontos)

RATING: 2.5

Enumeram os fatores de risco para o status de lactente sibilante. (0,5 pontos)

Enumeram os fatores de risco para o status de lactente sibilante:
- sexo masculino; - 0,05 pontos
- prematuridade e baixo peso ao nascer; - 0,05 pontos
- uso de oxigênio no periodo neonatal; - 0,05 pontos
- antecedentes pessoais de atopia; - 0,05 pontos
- IgE elevado; - 0,05 pontos
- infecção com virus sincicial respiratorio ante de 1 ano de idade; - 0,05 pontos
- aspiração de conteudo alimentar; - 0,05 pontos
- doença de refluxo gastroesofagico; - 0,05 pontos
- historia materna de asma; - 0,05 pontos
- mãe tabagista; - 0,05 pontos

FONTE:
Pediatria - Lactente sibilante - Aulas Online pelo SanarFlix

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.5)

CASO CLINICO: (83966 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Um paciente dá entrada na UTI de um hospital em coma após ter sido encontrado abandonado na rua, sem assistência ou familiares para maiores informações. Após o procedimento médico padrão com a administração de medicamentos para estabilizar o quadro a partir do quadro clínico, o exame da gasometria laboratorial revela o seguinte quadro:

pH: 7,4
[HCO3-]real: 80 mEql/l
pCO2: 133 mmHg
[HCO3-]standard: 34 mEql/l
BE.: +10

Que tipo de desequilíbrio o paciente apresenta? Explique!



RATING: 2.95

Em toda questão ou caso clinico de distúrbio acido básico tem que seguir o  algoritmo seguinte:

PASSO 1: E ACIDOSE OU ALCALOSE? E uma acidose, conforme pH 7,40, o normal sendo considerado 7,44.

PASSO 2: É UMA ACIDOSE RESPIRATÓRIA OU METABÓLICA? Parece uma acidose respiratória, porque o mais que e modificado e o CO2 (o bicarbonato nem ele não e normal, mais e menos modificado que pACO2) sendo 133 mm Hg (3 vezes mais que o valor normal)

PASSO 3: É UMA ACIDOSE RESPIRATÓRIA AGUDA OU CRONICA?
ATENÇÃO, PORQUE ISTO E SUPER-IMPORTANTE !!!!!!!!

Por cada 10 mm Hg CO2 retido quando distúrbio e cronico a queda do pH e de 0,03.

Por cada 10 mm Hg CO2 retido quando o distúrbio e agudo a queda de pH e de 0,08.>

Da pra ver que o pH e pouco modificado em comparação com a enorme pA do CO2, ou seja o distúrbio é cronico, e, já que a pACO2 e de 133 mmHg podemos ter certeza de mais uma coisa: não é uma retenção voluntária - hipoventilação - relembramos que a retenção voluntaria de CO2 (para equilibrar a alcalose metabólica) nunca não vai passar de 55. Então, se um paciente aparece com 133 mm Hg pACO2 a gasometria, isto não e por causa da hipoventilação ! Isto e útil para saber que nos casos acima apresentados nunca não vamos conseguir equilibrar uma alcalose metabólica utilizando a retenção de CO2 mais que 55 mm Hg.

PASSO 4: É preciso observar que o HCO3 é muito alto, o que indica, provavelmente uma alcalose metabólica que tenta compensar a acidose respiratória, e isso tem sustento no fato que a acidose respiratória é cronica, ou seja, o rim já mobilizou os mecanismos compensatórios. Podemos até enumerar algumas causas

Em conclusão, o paciente apresenta uma acidose respiratória cronica, em conjunto com uma alcalose metabólica compensatória.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.95)

 

1128 USUARIOS INSCRITOS

225 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6586 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1529 DE CLINICA, 2947 DE PEDIATRIA, 1272 DE CIRURGIA, 219 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 368 DE SAUDE PUBLICA
106 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 139 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.