"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

 

OBJETIVA: (383065 votos)..........87.96% das questões objetivas receberam votos.
O exame de melhor acurácia para a avaliação dos volumes cavitários e da fração de ejeção cardíaca:
A. ecocardiograma
B. ecodopplercardiograma
C. tomografia com emissão de positrôns
D. angioventriculografia
E. ventriculografia radioisotópica

  RATING: 3.17

O exame de melhor acurácia para a avaliação dos volumes cavitários e da fração de ejeção cardíaca:

A. ecocardiograma
INCORRETO: O ecocardiograma é exame muito importante para o diagnóstico etiológico da insuficiência cardíaca
B. ecodopplercardiograma
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
C. tomografia com emissão de positrôns
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
D. angioventriculografia
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
E. ventriculografia radioisotópica
CORRETO : A ventriculografia radioisotópica é o exame de melhor acurácia para a avaliação dos volumes cavitários e da fração de ejeção.

Gabarito:  E

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.17)
DISCURSIVA: (87424 votos) ..........97.39% das questões discursivas receberam votos.
Os recém-nascidos não constituem um grupo homogêneo; a classificação permite definir grupos de riscos de morbimortalidade peri e neonatal para ações preventivas e terapêuticas. Os critérios utilizados são: peso ao nascer (PN), idade gestacional (IG), relação peso/idade gestacional e estado nutricional.
1) Classifiquem os recém-nascidos quanto ao peso ao nascer.
2) Classifiquem os recém-nascidos quanto á idade gestacional
3) Classifiquem os recém-nascidos quanto á relação peso/idade gestacional
4) Classifiquem os recém-nascidos quanto ao estado nutricional.

RATING: 3.08

Os recém-nascidos não constituem um grupo homogêneo; a classificação permite definir grupos de riscos de morbimortalidade peri e neonatal para ações preventivas e terapêuticas. Os critérios utilizados são: peso ao nascer (PN), idade gestacional (IG), relação peso/idade gestacional e estado nutricional.
1) Classifiquem os recém-nascidos quanto ao peso ao nascer.
2) Classifiquem os recém-nascidos quanto á idade gestacional
3) Classifiquem os recém-nascidos quanto á relação peso/idade gestacional
4) Classifiquem os recém-nascidos quanto ao estado nutricional.

Quanto ao peso ao nascer (PN)

  1. Recém-nascido de baixo peso (RNBP): PN inferior a 2.500 g, independentemente da IG, com duas categorias:
      1. RN de peso extremamente baixo ao nascer (PN < 1.000 g);
      2. outros RN de baixo peso ao nascer (PN entre 1.000 g e 2.499 g).
  2. Recém-nascido de tamanho excessivamente grande - RN de PN igual ou superior a 4.500 g.

Quanto à idade gestacional (IG)

  1. Recém-nascido pré-termo ou prematuro: é o que tem IG inferior a 37 semanas.
      1. imaturidade extrema: IG inferior a 28 semanas de gestação;
      2. outros RN pré-termo: RN de 28 a 36 semanas de gestação.
  2. Recém-nascido a termo: IG entre 37 e 41 semanas.
  3. Recém-nascido pós-termo: IG igual ou superior a 42 semanas.
  4. RN pós-termo, não grande para a idade gestacional.

Quanto à relação peso/idade gestacional:

  1. grande para a idade gestacional (GIG), se acima do percentil 90;
  2. apropriado para a idade gestacional (AIG), se entre o percentil 10 e 90;
  3. pequeno para a idade gestacional (PIG), se abaixo do percentil 10.
      1. com PN abaixo do percentil 10, porém com estatura acima do percentil 10 para a IG;
      2. peso e estatura ao nascer abaixo do percentil 10.

Quanto ao estado nutricional:

  1. eutrófico: sem sinais de má-nutrição fetal;
  2. mal nutrido fetal grau I (MNF I): pele seca, aspecto levemente apergaminhado, apresentando fissuras e leve descamação. Subcutâneo levemente diminuído nos membros;
  3. mal nutrido fetal grau II (MNF II): pele seca, apergaminhada, com descamação mais evidente do que no grau
    Subcutâneo moderadamente diminuído em membros e tronco. Pele, unhas e cordão umbilical impregnados por mecônio verde-amarelado;
  4. mal nutrido fetal grau III (MNF III): pele muito ressecada com descamação lamelar intensa. Subcutâneo muito diminuído em todo o corpo. Pele, unhas e cordão umbilical impregnados com mecônio amarelo-acastanhado.

FONTE:
Tratado de pediatria: Sociedade Brasileira de Pediatria. – 2.ed. – Barueri, SP : Manole, 2010. PREMATURIDADE E CRESCIMENTO FETAL RESTRITO pag 1447

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.08)

CASO CLINICO: (92377 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Homem de 68 anos foi examinado por ter apresentado massa abdominal pulsátil, na linha mediana, em exame físico de rotina. O paciente apresenta história de hipertensão e diabetes há mais de 20 anos. Foi submetido a revascularização coronária há seis anos. Atualmente está tomando metformina, aspirina, beta bloqueador, inibidor da enzima conversora da angiotensina e doses baixas de diuréticos. Uma revisão sistemática mostra que o paciente está assintomático e hemodinamicamente estável.O exame ultrassonográfico abdominal mostrou aneurisma aórtico, que se estendia desde próximo à artéria renal até a bifurcação ilíaca, com diâmetro máximo de 52 mm

PERGUNTA-SE:

1) O paciente sendo assintomatico é indicada a cirurgia corretora ou não? Argumentam. (0,2 p)

2) O paciente costuma de vez em quando jogar futebol e, sendo auxiliar de carga-descarga pergunta se ele pode continuar a trabalhar no mesmo ambiente. Qual vai ser a sua resposta? (0,2 p)

3) indiquem pelo menos UM fator que indica o risco de rotura do aneurisma (0,1 p)


RATING: 2.98

1) O exame ultrassonográfico mostrou que o aneurisma aórtico atingiu um tamanho no qual a intervenção cirúrgica está indicada, mesmo na ausência de sintomas. O exame ultrassonográfico anual é indicado para o acompanhamento da progressão da doença, o que parece não ter sido feito no presente caso.

2) Não existe nenhum dado que sugira limitações a prática das atividades físicas, no sentido de limitar a progressão da doença, embora as atividades intensas sejam contraindicadas, então, o futebol sim, o trabalho vai ter que ser proibido.

3) O risco da ruptura do aneurisma aórtico abdominal está diretamente relacionado com o diâmetro do vaso. Os estudos epidemiológicos mostram que aneurismas com diâmetro igual ou superior a 50 mm, o risco de ruptura é de 22% ao ano.

FONTE: http://www.medicinageriatrica.com.br

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.98)

 

1256 USUARIOS INSCRITOS

254 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7375 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1782 DE CLINICA, 3423 DE PEDIATRIA, 1300 DE CIRURGIA, 232 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
115 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.