"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

 

OBJETIVA: (382992 votos)..........87.96% das questões objetivas receberam votos.
O tratamento da apendicite aguda não é diferente daquele dispensado aos adultos. Entretanto, há uma importante diferença que reside:
A. no uso da antibioticoterapia
B. na duração da alimentação parenteral pós-operatória
C. no tipo de fio cirúrgico utilizado
D. no tipo de anestesia utilizada
E. na escolha da incisão cirúrgica

  RATING: 0

O tratamento da apendicite aguda não é diferente daquele dispensado aos adultos. Entretanto, há uma importante diferença que reside:

A. no uso da antibioticoterapia
INCORRETO: veja a resposta da alternativa E
B. na duração da alimentação parenteral pós-operatória
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
C. no tipo de fio cirúrgico utilizado
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
D. no tipo de anestesia utilizada
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
E. na escolha da incisão cirúrgica
CORRETO : O tratamento da apendicite aguda não é diferente daquele dispensado aos adultos. Entretanto, uma das maiores diferenças reside na escolha da incisão, que é transversa infra-umbilical direita ou de Davis, ao invés da paramediana ou da clássica incisão de McBurney.

Gabarito:  E

AVALIE ESSA QUESTÃO: (0)
DISCURSIVA: (87422 votos) ..........97.39% das questões discursivas receberam votos.
Cite os resultados de exames laboratoriais que confirmam o diagnóstico de Síndrome HELLP. (0,5 pontos).

RATING: 2.93

Cite os resultados de exames laboratoriais que confirmam o diagnóstico de Síndrome HELLP. (0,5 pontos).

- Presença de esquizócitos em sangue periférico (0,125 p)
- Plaquetopenia ou plaquetas abaixo de 100.000/mL (0,125 p)
- Enzimas hepáticas elevadas ou TGO, TGP e DHL elevados (0,125 p)
- Bilirrubinemia - Bilirrubinas elevadas (0,125 p)

FONTE:
REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA DE MEDICO 2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO - CUIABÁ

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.93)

CASO CLINICO: (92371 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Homem, 21 anos, negro, garçom, evangélico, procurou o serviço médico queixando-se de febre baixa há 30 dias, diária, vespertina, cedendo com antitérmicos, acompanhada de sudorese noturna profusa. Refere emagrecimento de 4 kg no período, tosse seca e sensação de “cansaço de fôlego” nos últimos três dias. Ao exame físico, apresenta-se em regular estado geral, regular estado nutricional, normocorado, desidratado ++/++++, anictérico e acianótico. Língua com leucoplasia pilosa. ACV – ausculta cardíaca normal. PA 100/70 mmHg. FC 110 bpm. Ap. respiratório – tiragem intercostal. Estertores subcrepitantes esparsos. FR 32 irpm. Abdome – normal. Cromatográfico positivo.
1) Cite três hipóteses diagnósticas mais prováveis para justificar o quadro pulmonar, em ordem decrescente de probabilidade. (0,15 pontos)
2) Cite seis exames complementares necessários para o embasamento das suas hipóteses e proposição do plano terapêutico inicial. (0,15 pontos)
3) Trace o plano terapêutico inicial (imediato), justificando cada item. (0,2 pontos)


RATING: 3.76

1) Três hipóteses diagnósticas mais prováveis:
- Pneumocistose; (0,05 p)
- Doença infecciosa granulomatosa (tuberculose, histoplasmose ou micose) disseminada ou não; (0,05 p)
- Pneumonia comunitária (típica ou atípica). (0,05 p)
2) Para embasamento das hipóteses e proposição do tratamento inicial:
- RX Tórax (0,025 p)
- Gasometria arterial (0,025 p)
- LDH (0,025 p)
- Escarro (BAAR/Fungos/Histoplasma) com ou sem culturas (tardia) (0,025 p)
- Hemograma (0,025 p)
- Bioquímica (função renal, ionograma, PCR / VHS) (0,025 p)
3) Plano terapêutico inicial:
- Internação, pelo risco de falência respiratória. (0,0285 p)
- Bactrim venoso em dose terapêutica, pelo risco de pneumocistose. (0,0285 p)
- Oxigenioterapia, pelos sinais de esforço ventilatório. (0,0285 p)
- Hidratação venosa para correção dos distúrbios hidro-eletrolíticos e ácido-básicos. (0,0285 p)
- Antibioticoterapia para germes comunitários (Exemplos: amoxilina, azitromicina, ceftriaxone ou outra associação), para cobertura de gram-negativo, gram-positivo e anaeróbio. (0,029 p)
- Corticoides poderão ser aceitos pelo quadro pulmonar. (0,0285 p)
- Tuberculostáticos com justificativa fundamentada (0,0285 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.76)

 

1256 USUARIOS INSCRITOS

254 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7375 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1782 DE CLINICA, 3423 DE PEDIATRIA, 1300 DE CIRURGIA, 232 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
115 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.