"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (377554 votos)..........88.31% das questões objetivas receberam votos.
Um imigrante recente do Quênia, de 18 anos, procura a clínica universitária com febre, congestão nasal, fadiga intensa e exantema. O exantema começou com lesões isoladas na linha de implantação dos cabelos que surgiram à medida que o exantema se propagou caudalmente. As palmas das mãos e as plantas dos pés estão preservadas. São observadas pequenas manchas brancas com halo eritematoso circundante ao exame do palato. Qual das seguintes condições esse paciente corre risco de desenvolver no futuro?
A. Encefalite
B. Epiglotite
C. Infecções oportunistas
D. Neuralgia pós-herpética
E. Ruptura do baço

  RATING: 0

Um imigrante recente do Quênia, de 18 anos, procura a clínica universitária com febre, congestão nasal, fadiga intensa e exantema. O exantema começou com lesões isoladas na linha de implantação dos cabelos que surgiram à medida que o exantema se propagou caudalmente. As palmas das mãos e as plantas dos pés estão preservadas. São observadas pequenas manchas brancas com halo eritematoso circundante ao exame do palato. Qual das seguintes condições esse paciente corre risco de desenvolver no futuro?

A. Encefalite
INCORRETO: Com base no exantema característico e nas manchas de Kóplik, esse paciente apresenta sarampo. A panencefalite esclerosante subaguda é uma complicação rara, porém temida, de sarampo. Devido à vacinação obrigatória, o sarampo é muito raro na América do Sul, e quase todos os casos são de outros países. Entretanto, os lugares com taxas mais baixas de vacinação ainda apresentam sarampo endêmico.
B. Epiglotite
INCORRETO : O exame não confirma a presença de epiglotite visto que não há salivação excessiva nem disfagia.
C. Infecções oportunistas
INCORRETO : O exantema não é característico da infecção aguda pelo HIV, e o paciente não tem faringite e artralgias, comumente observadas com esse diagnóstico.
D. Neuralgia pós-herpética
INCORRETO : O exantema tampouco compatível com herpes-zóster, e, além disso, o paciente muito jovem para apresentar essa condição.
E. Ruptura do baço
INCORRETO : Às vezes ocorre ruptura do baço na mononucleose infecciosa, mas esse paciente n ao apresenta faringite, linfadenopatia nem esplenomegalia para sugerir esse diagnóstico.

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (0)
DISCURSIVA: (86883 votos) ..........98.25% das questões discursivas receberam votos.
(I) Quais são os intervalos de pontuação do índice de Apgar e o significado? (0,25 pontos)
(II) Quais são os métodos de avaliação da frequência cardíaca nos primeiros minutos de vida? (0,25 pontos)


RATING: 3.01

(I) Quais são os intervalos de pontuação do índice de Apgar e o significado? (0,25 pontos)
(II) Quais são os métodos de avaliação da frequência cardíaca nos primeiros minutos de vida? (0,25 pontos)

(I) Quais são os intervalos de pontuação do índice de Apgar e o significado?
Apgar 8 a 10, presente em cerca de 90% dos recém - nascidos, significa que o bebê nasceu em ótimas condições; (0,0625 p)
Apgar 5 a 7, significa que o bebê apresentou uma dificuldade leve (0,0625 p)
Apgar 3 a 4, traduz uma dificuldade de grau moderado (0,0625 p)
Apgar 0 a 2, aponta uma dificuldade de ordem grave. (0,0625 p)

(II) Quais são os métodos de avaliação da frequência cardíaca nos primeiros minutos de vida?
Os métodos de avaliação da FC nos primeiros minutos de vida incluem:
- palpação do cordão umbilical - subestima a FC (0,0625 p)
- a ausculta do precórdio com estetoscópio - subestima a FC (0,0625 p)
- a detecção do sinal de pulso pela oximetria - detecta de forma contínua a frequência de pulso, mas demora para detectá-la e subestima a FC (0,0625 p)
- atividade elétrica do coração pelo monitor cardíaco - permite a detecção acurada, rápida e contínua da FC (0,0625 p)

FONTE:
MISODOR - RESSUSCITAÇÃO NEONATAL

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.01)

CASO CLINICO: (91555 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
João Gomes, 32 anos, trabalhador braçal rural procura atendimento na Unidade Básica de Saúde com história de que enquanto dava ração para os porcos foi mordido por um deles na região do antebraço esquerdo. Isto aconteceu há dois dias. Desconhece sua situação vacinal. Ao exame: Encontra-se em bom estado geral, febril (39º C), consciente. Presença de lesão corto-contusa, em número de duas, profunda, com secreção purulenta. Fez tratamento com folha de couve. Pede-se:
1) Quais os riscos a que o João está correndo em relação a sua saúde? - 0.15 pontos
2) Faça uma proposta de prevenção/tratamento para cada um desses riscos. - 0,35 pontos


RATING: 2.98

1) Quais os riscos a que o João está correndo em relação a sua saúde?
- Tétano acidental; 0,05 pontos
- Raiva; 0,05 pontos
- Infecção de extremidade superior esquerda. 0,05 pontos
2) Faça uma proposta de prevenção/tratamento para cada um desses riscos.
I) Considerações gerais sobre a prevenção dos riscos:
- Informar o paciente sobre os riscos, esclarecer e estimular a prevenção de novos acidentes com a orientação sobre o uso de equipamentos de prevenção individual, bem como buscar orientações sobre higiene e segurança no ambiente de trabalho. - Orientar a lavar novos ferimentos, imediatamente, com água corrente, sabão ou outro detergente. - A seguir, devem ser utilizados anti-sépticos que inativem o vírus da raiva (polivinilpirrolidona-iodo, por exemplo, o polvidine ou gluconato de clorexidina ou álcool-iodado). Essas substâncias deverão ser utilizadas uma única vez. Posteriormente, lavar a região com solução fisiológica;(0,0875 p)
II) Tétano acidental;
Como não a situação vacinal é ignorada, proceder a profilaxia do tétano acidental com administração de Vacina antitetânica (total de 3 doses com intervalo mínimo de 30 dias cada uma) e Soro antitetânico (Heterólogo) 5.000 UI via intramuscular ou Imunoglobulina humana antitetânica (homólogo) 250 UI intramuscular em dose única em local diverso da vacina .(0,0875 p)

III) Raiva;
Profilaxia para raiva. Como se trata de animal de produção e acidente considerado grave, iniciar tratamento com soro antirrábico homólogo ou heterólogo e vacina antirrábica. O soro antirrábico homólogo, deve ser utilizado na dose de 20 UI/Kg e o soro antirrábico heterólogo deve ser administrado na dose de 40 UI/Kg, em dose única, infiltrando-se a maior dose possível no local do ferimento, caso não seja possível infiltrar toda a dose o restante deverá ser aplicado na região glútea. Ao usar o soro heterólogo, pré-medicar o paciente com anti-histamínicos H1 e H2, além de corticoides para prevenção de reações de hipersensibilidade imediata. As vacinas antirrábicas indicadas são as de cultivo celular ou Fluenzalida-Palacios, de acordo com calendário vacinal recomendado.(0,0875 p)
IV) Infecção de extremidade superior esquerda.
- Limpeza e debridamento com retirada de material necrótico.
- Iniciar antibióticoterapia, com cobertura de amplo espectro, as opções aceitáveis são: Amoxicilina + Ácido clavulânico, Oxacilina, Cefalosporina de 1ª geração ou cefoxitina (0,0875 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.98)

 

1231 USUARIOS INSCRITOS

243 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7323 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1740 DE CLINICA, 3413 DE PEDIATRIA, 1300 DE CIRURGIA, 232 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
114 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.