"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

 

OBJETIVA: (383028 votos)..........87.96% das questões objetivas receberam votos.
Sobre a introdução de alimentos complementares, assinale a INCORRETA:
A. Deve ser lenta e gradual, priorizando as frutas e hortaliças produzidas regionalmente
B. A criança tende a rejeitar as primeiras ofertas de alimentos, pois tudo é novo: a consistência, o sabor, a textura dos alimentos
C. Deve substituir a amamentação, para que a criança acostume com os novos alimentos
D. Os novos alimentos devem complementar a amamentação, e não substituí-la
E. No primeiro ano, não deve ser oferecido suco de frutas, mesmo os naturais.

  RATING: 2.94

Sobre a introdução de alimentos complementares, assinale a INCORRETA:

A. Deve ser lenta e gradual, priorizando as frutas e hortaliças produzidas regionalmente
CORRETO: Ao completar seis meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) três vezes ao dia, se a criança estiver em aleitamento materno.
B. A criança tende a rejeitar as primeiras ofertas de alimentos, pois tudo é novo: a consistência, o sabor, a textura dos alimentos
CORRETO : Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida. Nesta idade as crianças estão desconfiados de alimentos novos e, apesar de gosto, tem a tendência de recusar-los
C. Deve substituir a amamentação, para que a criança acostume com os novos alimentos
INCORRETO : Ao completar seis meses, usar de forma lenta e gradual, outros alimentos, mas precisa manter o leite materno até os dois anos de idade ou mais.
D. Os novos alimentos devem complementar a amamentação, e não substituí-la
CORRETO : Na verdade, as expressões 'alimentos de desmame' e 'alimentação suplementar' não são recomendadas como sinônimos de alimentação complementar, pois sua utilização é inadequada e pode dar a impressão de que os alimentos são introduzidos para substituir o leite materno, provocando o desmame em vez de complementar a amamentação
E. No primeiro ano, não deve ser oferecido suco de frutas, mesmo os naturais.
CORRETO : Pois é. atualmente os sucos foram deletados da lista dos alimentos complementares. Conforme a Academia Americana de Pediatria, os sucos de frutas, mesmo os naturais, devem ser evitados no primeiro ano de vida. Os sucos são liquidos feitos de frutas, e necessitam de grandes quantidades das mesmas para serem preparadas. E as frutas têm uma grande quantidade não de glicose mas de fructose. A fructose, que é um enantiomer da glicose tem uma capacidade calorica considerável. Assim sendo, as mães costumam dar suco como alimento complementar mas também para a hidratação da criança. Isso leva a ingestão de quantidades maiores de calorias e predispor à obesidade.

Gabarito:  C

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.94)
DISCURSIVA: (87422 votos) ..........97.39% das questões discursivas receberam votos.
1) Quais são os critérios de triagem para o transtorno de espectro autista? (0,15 pontos)
2) Qual o beneficio do “early intervention” sobre as crianças com transtorno de espectro autista? (0,14 pontos)
3) Quais são os distúrbios incluídos no transtorno de espectro autista? (0,21 pontos)

RATING: 3.02

1) Quais são os critérios de triagem para o transtorno de espectro autista? (0,15 pontos)
2) Qual o beneficio do “early intervention” sobre as crianças com transtorno de espectro autista? (0,14 pontos)
3) Quais são os distúrbios incluídos no transtorno de espectro autista? (0,21 pontos)

1) Quais são os critérios de triagem para o transtorno de espectro autista?
Resposta: idade da criança (0,05 p), se ela está sendo rastreada pela primeira vez (0,05 p), ter sido identificada através da vigilância ou triagem do desenvolvimento (risco de problemas de desenvolvimento) (0,05 p)

2) Qual o beneficio do “early intervention” sobre as crianças com transtorno de espectro autista?
O diagnóstico precoce e o tratamento intensivo precoce têm a capacidade de influenciar positivamente o desenvolvimento do paciente (0,02 p) com transtorno autista, particularmente o comportamento (0,02 p) , as habilidades funcionais (0,02 p) e a comunicação do mesmo (0,02 p) . Ainda mais, podemos esperar como resultado, a atenuação dos sintomas com o passar do tempo (0,02 p) ou a minimização dos mesmos (0,02 p) do modo que eles não causam mais incapacidade ou falha de integração social. (0,02 p)

3) Quais são os distúrbios incluídos no transtorno de espectro autista?
O distúrbio do espectro do autismo abrange distúrbios conhecidos anteriormente como:
a) transtorno autista (autismo clássico, às vezes chamado de autismo infantil precoce, autismo infantil ou autismo de Kanner)(0,06 p)
b) distúrbio desintegrativo da infância(0,05 p)
c) distúrbio generalizado do desenvolvimento - não especificado de outra forma(0,05 p)
d) disturbio de Asperger (também conhecido como síndrome de Asperger).(0,05 p)

FONTE:
MISODOR.COM - AUTISMO INFANTIL

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.02)

CASO CLINICO: (92373 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
A. M,, 42 anos, empregada de fazenda, fumante, gravida de 23 semanas, relata que 3 dias atras, durante uma atividade domestica, sentiu, de repente 'um liquido quente banhando as coxas'. Aprecia a quantidade do liquido como 'uma xícara ou duas', levemente roseado. Achando que 'urinou sem querer', não deu importância ao incidente e somente trocou de calcinha, continuando a atividade. Hoje, no dia da consulta, achou de novo a lingerie manchada de liquido, e relata que a noite passada teve um curto episodio de calafrio, o que a fez procurar auxilio medico, Ao exame físico, apresenta-se pálida, com leve agitação. Temperatura axilar medida no momento da consulta 38,4 graus C, TA 110/80 mm Hg, FC 100/bpm. Sem sinais respiratórios ou cardiovasculares. Nega ter conhecimento de alguma doença cronica, nega uso de qualquer remédio. Fuma 10-12 cigarros por dia, ocasionalmente toma 1-2 copos de cerveja. Já teve 3 partos normais, e um aborto espontâneo, útero sensível a apalpação. Não apresenta nenhum outro foco de infecção visível.
1) Qual é o diagnóstico mais provável. (0,1 pontos)
2) Indiquem pelo menos 3 complicações maternas da amniorrexe (0,15 pontos)
3) Em quais condições é útil o toque vaginal neste caso? (0,05 pontos)
4) Qual é o plano terapêutico no caso acima?(0,25 pontos)


RATING: 2.96

1) Qual é o diagnóstico mais provável.
a. Amniorrexe prematura (0.05 p) b. Chorioamniotite (0.05 p)
2) Indiquem pelo menos 3 complicações maternas da amniorrexe
ATENÇÃO A PEGADINHA ! O requirimento e: 'complicações maternas' e não 'fetais'.
- Chorioamniotite (0.05 p)
- Infecção puerperal (endometrite) (0.05 p)
- Oligoidramnio (0.05 p)
3) Em quais condições é útil o toque vaginal neste caso?
EM NENHUMA ! Outra pegadinha... Normalmente, o toque vaginal e PROIBIDO em caso de suspeita de amniorrexe prematura, EXCETO quando existe expectativa de parto nas próximas 24 horas. Mas NESTE CASO a gravidez de 23 semanas e bem longe de tal eventualidade, então a resposta correta e 'o toque vaginal e proibido e, neste caso, não existe nenhuma condição que justificaria a fazer um tal exame'. (0.05 p)
4) Qual é o plano terapêutico no caso acima?
Conduta ativa: A única solução e a interrupção da gravidez. Ela vai acontecer em 7 dias. Resolução imediata da gestação se trabalho de parto ou presença de infecção (0.05 p).
Esquemas antibióticos :
Ampicilina 2 g EV 6/6 h + Gentamicina 1,5 mg/Kg 8/8 h ou em dose única diária. Se parto vaginal manter este esquema até que a paciente se mantenha afebril ou assintomática por 48 h, não sendo necessária a manutenção de esquema ambulatorial por via oral. (0.05 p)
Caso haja indicação de parto abdominal indica-se adicionar droga contra anaeróbios como Metronidazol 500 mg 8/8 h ou Clindamicina 900 mg 8/8 h, após clampeamento do cordão. (0.05 p) Particularidades: paciente com infecção estafilocócica requer terapia EV por período prolongado e subsequentemente curso de terapia oral. (0.05 p)
DISCUSSÃO:
O feto não vai ser viável, porque os pulmões são imaturos
. Justificação: a presença da CORIOAMNIOTITE
- Resulta de disseminação hematogênica ou infecção ascendente.
- Incidência mais comum nos casos de ruptura precoce de membranas ovulares, cerca de 15 a 25%. Já nos casos de RPM prolongada, ou seja, com período maior que 24 h, a incidência é de 3 a 15%.
Principais patógenos: Bacteroides, E. coli, estreptococos anaeróbios, estreptococos do grupo B.
- Indicação absoluta de interrupção da gestação. Se possível via vaginal.
RPM em gestações muito precoces, principalmente se menor que 24 semanas, a sobrevida é limitada e a morbimortalidade neonatal está aumentada.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.96)

 

1256 USUARIOS INSCRITOS

254 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7375 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1782 DE CLINICA, 3423 DE PEDIATRIA, 1300 DE CIRURGIA, 232 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
115 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.