"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

 

OBJETIVA: (383029 votos)..........87.96% das questões objetivas receberam votos.
Indique uma contraindicação absoluta do transplante hepático quando há falência hepática aguda complicada com encefalopatia:
A. necessidade de suporte inotrópico progressivo
B. infecção em tratamento
C. pressão de perfusão cerebral abaixo de 40 mmHg
D. midríase fixa
E. complicações neurológicas graves ou progressivas

  RATING: 0

Indique uma contraindicação absoluta do transplante hepático quando há falência hepática aguda complicada com encefalopatia:

A. necessidade de suporte inotrópico progressivo
INCORRETO: veja a resposta da alternativa D
B. infecção em tratamento
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D
C. pressão de perfusão cerebral abaixo de 40 mmHg
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D
D. midríase fixa
CORRETO : Contraindicações absolutas são midríase fixa, sepse não controlada, doença mitocondrial ou metabólica sistêmica, insuficiência respiratória grave. Contraindicações relativas são necessidade de suporte inotrópico progressivo, infecção em tratamento, pressão de perfusão cerebral abaixo de 40 mmHg por mais de duas horas e complicações neurológicas graves ou progressivas.
E. complicações neurológicas graves ou progressivas
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D

Gabarito:  D

AVALIE ESSA QUESTÃO: (0)
DISCURSIVA: (87422 votos) ..........97.39% das questões discursivas receberam votos.
Responda ás seguintes questões:
1) Defina a enurese.(0,1 pontos)
2) Classifique a enurese conforme minimo dois critérios.(0,3 pontos)
3) Comente o tratamento medicamentoso indicado na enurese.(0,1 pontos)

RATING: 3

Responda ás seguintes questões:
1) Defina a enurese.(0,1 pontos)
2) Classifique a enurese conforme minimo dois critérios.(0,3 pontos)
3) Comente o tratamento medicamentoso indicado na enurese.(0,1 pontos)

1) Defina a enurese.
A enurese é definida como perda involuntária de urina em idade na qual a criança já deveria ter assumido o controle miccional – não há consenso quanto a idade, visto que depende de contexto sócio-cultural. Vários autores consideram a idade de 6 anos.0,1 pontos

2) Classifique a enurese conforme minimo dois critérios.
Classifica-se a enurese noturna em primária x secundária, além de monossintomática x polissintomática. 0,1 pontos
a) Primária: quando a criança nunca adquiriu controle miccional ou quando não o manteve por mais de 6 meses. A enurese noturna primária e monossintomática é mais prevalente até os 9 anos. 0,05 pontos
b) Secundária: quando a criança volta a apresentar perda noturna após no mínimo 06 meses consecutivos de controle. Trata-se de aproximadamente metade das crianças com enurese noturna entre 6-7 anos.0,05 pontos

Quanto os sintomas:
a) Monossintomática: na ausência de quaisquer outros sinais e sintomas urinários.0,05 pontos
b) Polissintomática (também denominada “complexa”): quando presença de sintomas miccionais diurnos e/ou constipação intestinal. Mais recentemente fala-se em Disfunção do trato urinário inferior, que é frequentemente associada a constipação (“síndrome das eliminações”).0,05 pontos

3) Comente o tratamento medicamentoso indicado na enurese.
A abordagem medicamentosa é indicada para casos muito restritos, podendo ser realizado uso temporário de antidepressivos tricíclicos (imipramina) ou análogos de ADH (desmopressina). Problemas: potenciais efeitos colaterais, alta taxa de recorrência.0,1 pontos.

FONTE:
https://novapediatria.com.br/xixi-na-cama-enurese-noturna-abordagem-inicial/

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3)

CASO CLINICO: (92373 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Uma recém-nascida de 5 dias de idade é levada ao pronto-socorro para avaliação de uma erupção cutânea. A mãe da criança afirma que observou pequenas saliências de pus se desenvolvendo na face, corpo, mãos e pés de sua infante. Esta é a primeira criança desta mãe jovem. A mãe também está preocupada porque a criança está cuspindo o leite e dorme muito durante o dia, porém não à noite. Ela não sabe se a bebê teve febre. Ela também se queixa de uma vesícula febril em seu próprio lábio.
No exame, as mesmas pústulas e vesículas descritas estão dispersas no mento, tronco e palmas das mãos e solas dos pés. Adicionalmente, há máculas hiperpigmentadas e algumas áreas escamosas na borda das máculas. A criança está afebril, ativa e possui lábios úmidos e uma fralda molhada.

Respondam as seguintes questões:
1) Citam pelo menos 4 alternativas de diagnostico diferencial (0,125 p)
2) Qual é o nome desta lesão descrita acima? (0,125 p)
3) O diagnostico requer que técnica e o que vai ser provavelmente achado? (0,125 p)
4) Qual seria a medida terapêutica mais adequada? (0,125 p)


RATING: 2.95

1) Citam pelo menos 4 alternativas de diagnostico diferencial (0,125 p)
- Eritema tóxico neonatal - erupção neonatal benigna comum, porém tende a poupar as palmas das mãos e solas dos pés e exibir uma mancha eritematosa com pústulas centrais minúsculas. Um esfregaço dos conteúdos da pústula demonstra eosinófilos.
- Células gigantes multinucleadas são observadas nos esfregaços de Tzanck de lesões herpéticas. Um infante com infecção neonatal pelo herpes-vírus aparenta estar doente, com letargia e nutrição deficiente. Um infante com uma apresentação limitada à pele pode ser assintomático, porém pode desenvolver sinais e sintomas neurológicos mais tarde. Este diagnóstico é uma exclusão importante. As lesões são geralmente erosadas.
- Candidíase congênita pode manifestar-se com pústulas, porém tipicamente se manifesta nas primeiras 24 horas de vida e é mais disseminada com lesões confluentes e escamas.
- Escabiose pode causar uma erupção intensa em infantes, porém a descrição de pústulas deixando máculas hiperpigmentadas e bordas de escamas é menos clássica para escabiose, em que vesículas, crostas e alterações dermatíticas podem ser mais evidentes.
- Melanose transitória pustulosa neonatal aparece em recém-nascidos a termo, caracterizada pela presença ao nascimento de pústulas ou vesículas sem eritema circundante. Essas vesicopústulas rompem com facilidade, com subseqüente formação de máculas pigmentadas que são circundadas de forma característica por um colarete de escamas. Essas máculas podem persistir por meses mas geralmente desaparecem espontaneamente dentro de 3 a 4 semanas. As áreas mais afetadas são fronte, parte posterior das orelhas, queixo, pescoço, parte superior do tórax, costas, nádegas, abdômen e coxas, mas todas as áreas podem ser acometidas, inclusive as regiões palmar e plantar. Formas puramente maculares podem indicar erupção vesico-pustulosa intrauterina. A etiologia da MPTN é desconhecida.

2) Qual é o nome desta lesão descrita acima? (0,125 p)
O momento desta erupção, a boa saúde da paciente e a descrição das lesões sugerem uma melanose pustulosa transitória neonatal. Esta erupção neonatal benigna classicamente se manifesta na primeira semana de vida, com lesões em múltiplos estágios, incluindo vesículas, pústulas, colaretes de escamas e máculas hiperpigmentadas. É mais comum em infantes de pele escura. Os esfregaços dos conteúdos de uma pústula demonstram neutrófilos, podendo ser diagnósticos.

3) O diagnostico requer que técnica e o que vai ser provavelmente achado? (0,125 p)
Um esfregaço de uma pústula precisa ser obtido e corado com corante de Wright. Os achados microscópicos revelam feixes de neutrófilos.

4) Qual seria a medida terapêutica mais adequada? (0,125 p)
Simplesmente tranquilizar a mãe e dar alta. A melanose pustulosa transitória neonatal é uma erupção neonatal benigna em que um tratamento não é necessário. Não há desenvolvimento de novas lesões durante a primeira semana de vida. A hiperpigmentação pós-inflamatória pode persistir por semanas a meses. O reconhecimento desta erupção neonatal comum é importante para poupar estes infantes de procedimentos desnecessários, como um rastreio séptico e medicamentos desnecessários. Culturas destas pústulas, tanto bacteriana como virai, são estéreis.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.95)

 

1256 USUARIOS INSCRITOS

254 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
7375 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1782 DE CLINICA, 3423 DE PEDIATRIA, 1300 DE CIRURGIA, 232 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 387 DE SAUDE PUBLICA
115 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 140 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.