"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (340346 votos)..........94.78% das questões objetivas receberam votos.
Uma das afirmações abaixo é INCORRETA:
A. a atropina utilizada no tratamento da bradicardia tem uma dose minima requerida que é de 0,5 mg
B. a dopamina em doses baixas tem a tendência de aumentar o fluxo urinario
C. o tratamento da taquicardia supraventricular necessita a adenosina em administração rápida
D. na reanimação pediatrica o tratamento da hipermagnesemia, quando comprovada, ainda utiliza a administração de cálcio
E. o uso da desfibrilação na reanimação pediatrica é uma tecnica incomum e o golpe precordial contraindicado

  RATING: 3.02

Uma das afirmações abaixo é INCORRETA:

A. a atropina utilizada no tratamento da bradicardia tem uma dose minima requerida que é de 0,5 mg
INCORRETO: na realidade, a dose de atropina é de 0,02 mg/kg, mas se a dose total não alcançar a dose minima de 0,1 mg (e não 0,5 mg) existem estudos que afirmam que uma dose menor que essa pode causar a piora da bradicardia
B. a dopamina em doses baixas tem a tendência de aumentar o fluxo urinario
CORRETO : a dopamina possui efeitos diferentes quando administrada em doses diferentes - se a dose for de 1-5 mcg/kc ela tende a aumentar o fluxo sanguíneo renal e o debito urinário, enquanto em doses altas tem efeitos alfa-adrenérgicos (em volta de 10-20 mcg/kilo)
C. o tratamento da taquicardia supraventricular necessita a adenosina em administração rápida
CORRETO : a adenosina tem substituído virtualmente o verapamil no tratamento das TSV (manejo imediato) - como a metabolização dela é rápida. a administração deve ser feita em bolus e repetir a dose se a primeira não reverteu o quadro
D. na reanimação pediatrica o tratamento da hipermagnesemia, quando comprovada, ainda utiliza a administração de cálcio
CORRETO : embora a utilização de cálcio na reanimação pediátrica foi reduzida bastante ainda há situações que requerem a utilização do calcio via iv: hipocalcemia comprovada, hipercalemia comprovada, hipermagnesemia comprovada e no caso de intoxicação com bloqueadores de calcio
E. o uso da desfibrilação na reanimação pediatrica é uma tecnica incomum e o golpe precordial contraindicado
CORRETO : geralmente, a criança para muito raramente por conta de fibrilação, e mais frequente por conta de assistolia, quando a desfibrilação é praticamente inútil. O golpe precordial, sendo extremamente traumatizante, não é recomendado nas crianças.

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.02)
DISCURSIVA: (79978 votos) ..........99.07% das questões discursivas receberam votos.
Além da universalidade, níveis hierárquicos e controle social, a equidade e a acessibilidade são aspectos fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS), especificados na Constituição brasileira.
A) Conceitue equidade e acessibilidade aos serviços de Saúde. - 0,2 pontos
B) Cite 3 (três) fatores que influenciam a acessibilidade. - 0,3 pontos

RATING: 3.07

Além da universalidade, níveis hierárquicos e controle social, a equidade e a acessibilidade são aspectos fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS), especificados na Constituição brasileira.
A) Conceitue equidade e acessibilidade aos serviços de Saúde. - 0,2 pontos
B) Cite 3 (três) fatores que influenciam a acessibilidade. - 0,3 pontos

A) Define-se equidade como a igualdade de oportunidades no acesso à saúde em todos os níveis hierárquicos dos serviços de saúde do SUS, sendo um dos direitos de todo cidadão, e acessibilidade como a garantia de ingresso do cidadão no sistema de saúde, sem nenhum obstáculo. (0,2 p)
B) Fatores que influenciam a acessibilidade:
- geográficos; (0,2 p)
- econômicos; (0,2 p)
- culturais (0,2 p)

FONTE:
PROVA DE REVALIDAÇÃO U. F. M. T. 2011

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.07)

CASO CLINICO: (84065 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Paciente do sexo masculino, 3 anos de idade, sem histórico de internações prévias e com a vacinação em dia.
A mãe da criança procurou auxílio médico no Pronto-Socorro, queixando-se de “dor de garganta há uma semana”. Dizia que a criança iniciará quadro de febre intermitente medida (38,5º C) e dor ao deglutir há cerca de 7 dias, período em que fizera uso de dipirona para controle sintomático. Há 5 dias iniciara uso de diclofenaco, sem obtenção de melhora. Há 2 dias havia iniciado edema de face (inclusive com dificuldade de abertura dos olhos) e hematúria macroscópica.
A criança apresentava ao exame clínico taquicardia, dispneia, febre (39,0ºC), edema palpebral bilateral, hidratação adequada, orofaringe com placas purulentas em lojas amigdalianas e palato mole. O fígado era palpável a cerca de 6 centímetros do rebordo costal, apresentando-se indolor. Havia a presença de murmúrio vesicular fisiologicamente distribuído com estertores bolhosos em base pulmonar. Laboratório: Hemograma: série vermelha: eritrócitos 3.500.000/mm3, hemoglobina 9,70g/dl, hematócrito 28%, VCM 73 fl, leve microcitose; série branca: leucócitos 10.300/mm3 (2 – 2 – 47 – 40 – 5 – 0 – 2 – 0 – 2), vários neutrófilos apresentando granulações tóxicas finas, plaquetas: 184.000/mmmm3 (adequadas em lâmina).
A gasometria arterial apresentou: pH 7,31, pCO2 22,7 mmHg, pO2 54 mmHg, HCO3 11,4 mEq/l, CO2 total 12,1 mEq/l, Be 12,9 mEq/l, Sat O2 85,6%. Os eletrólitos mostraram: creatinina 1,1, uréia: 82, potássio 4,3, sódio 138. A urina I constatou-se turva, com pH 5,0, proteínas presentes, leucócitos 125.000/ml, eritrócitos 4.000/ml, Células 10.000/ml. A urocultura foi negativa com 24 horas de incubação.
1) Qual a principal suspeita diagnostica nesse caso? ......0,3 pontos
2) Utilizando os dados da gasometria, que tipo de distúrbio eletrolítico a criança apresenta? .........0,1 pontos
3) A criança apresenta critérios de gravidade? ..............0,1 pontos.


RATING: 4.28

1) Amigdalite Aguda (0,1 p), Glomerulonefrite Difusa Aguda (GNDA)(0,1 p) e Pielonefrite (0,1 p).
2) Seguindo o algarismo antigo:
a) Normalmente, o pH do sangue e de 7,42, precisamente um intervalo de tolerância entre 7,38 e 7,42. Se o pH do sangue for < 7,38 temos uma acidemia. Se o pH do sangue for maior que 7,42 temos uma alcalemia. No caso acima, pH=7,31 ----> acidose.
b) É acidose metabólica ou respiratória? Usando os valores do bicarbonato sérico - se a mudança for predominantemente no bicarbonato, então provavelmente que o distúrbio e metabólico. isto e, o bicarbonato vai ser menor que 22. No caso, há uma baixa concentração de HCO3 mas também no pCO2. Ou seja, definição mais correta: ACIDEMIA por ACIDOSE METABÓLICA. E, como o organismo tenta compensar a acidemia diminuindo o CO2, eventualmente através da hiperventilação, o valor do mesmo é bem baixo. ANION GAP = 12.9 Como podemos ver o anion GAP é levemente acima de 12 mEq. E pCO2 esperado - pCO2 esp = 1,5 x Bic + 8 +/-2 = 1,5 x 11,4 + 8 +/- 2 = 17,1 + 8 +/- 2 = 23 - 27 mmHg.

Ou seja, é uma acidose metabólica pura. 0,1 p

3) A acidose metabólica já é um dos critérios de gravidade. Além disto, a saturação de O2 baixa e a PaO2 baixa indica iminência de insuficiência respiratória. Hepatomegalia e outro (6 cm abaixo da borda? Algo está errado!). A creatinina alta e a ureia alta também indicam comprometimento da função renal. Essa criança precisa ser encaminhada já para UTI pediátrica.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (4.28)

 

1131 USUARIOS INSCRITOS

225 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

721 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6603 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1529 DE CLINICA, 2964 DE PEDIATRIA, 1272 DE CIRURGIA, 219 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 368 DE SAUDE PUBLICA
107 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 139 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2020.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.