m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



984 USUARIOS INSCRITOS

200 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

717 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6165 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1420 DE CLINICA, 2657 DE PEDIATRIA, 1248 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 361 DE SAUDE PUBLICA
102 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 138 CASOS CLINICOS

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    MO 482.00 9.181 21
2.    KATY 365.00 2.555 15
3.    TARGIGNIS 347.80 6.720 10

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (231205 votos)..........99.35% das questões objetivas receberam votos.
Adolescente com 13 anos e seis meses de idade, G2P1, estatura percentil 25, peso percentil 25, sem alterações ao exame físico, com velocidade de crescimento no último ano de 5cm/ano, procura o médico preocupada com sua altura, pois é o mais baixo da turma. Altura do pai: percentil 50, altura da mãe: percentil 75 menarca materna aos 14 anos. Indique a alternativa correta:
A. trata-se de retardo puberal
B. trata-se de um maturador tardio, por se afastar da média populacional de idade do início da puberdade
C. a velocidade de crescimento não é compatível com o estágio puberal
D. o caso merece ser investigado pelo fato do adolescente estar no estágio 2 de desenvolvimento genital e estágio 1 de desenvolvimento de pêlos pubianos
E. como já está na fase de aceleração do estirão puberal, logo mudará de percentil de altura

  RATING: 2.87

Adolescente com 13 anos e seis meses de idade, G2P1, estatura percentil 25, peso percentil 25, sem alterações ao exame físico, com velocidade de crescimento no último ano de 5cm/ano, procura o médico preocupada com sua altura, pois é o mais baixo da turma. Altura do pai: percentil 50, altura da mãe: percentil 75 menarca materna aos 14 anos. Indique a alternativa correta:

A. trata-se de retardo puberal
INCORRETO: Não há retardo puberal pois, por definição, em meninos, é considerado retardo puberal a ausência de sinais de maturação sexual após os 14 anos. Trata-se de um menino no início da puberdade, com Tanner G2: pequeno aumento de pênis e testículos; P1: pré-púbere.
B. trata-se de um maturador tardio, por se afastar da média populacional de idade do início da puberdade
CORRETO : Sua mãe teve uma menarca tardia, aos 14 anos, quando em média a menarca ocorre entre os 12 e os 13 anos. Isso sugere que seu desenvolvimento puberal também foi tardio (deve ter se iniciado aos 12 anos - dois anos antes da menarca). A principal hipótese diagnóstica é um retardo constitucional de crescimento e da puberdade.
C. a velocidade de crescimento não é compatível com o estágio puberal
INCORRETO : Seu crescimento no último ano está dentro do padrão esperado na pré-adolescência.
D. o caso merece ser investigado pelo fato do adolescente estar no estágio 2 de desenvolvimento genital e estágio 1 de desenvolvimento de pêlos pubianos
INCORRETO : Trata-se de um menino no início da puberdade, com Tanner G2: pequeno aumento de pênis e testículos; P1: pré-púbere.
E. como já está na fase de aceleração do estirão puberal, logo mudará de percentil de altura
INCORRETO : O pico de crescimento ocorrerá entre os estágios três e quatro de Tanner. Portanto, muito embora esteja iniciando seu estirão puberal, não se pode esperar mudança de percentil para logo.

Gabarito:  B

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.87)
DISCURSIVA: (15258 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
I) Como se calibra a irradiância da fototerapia com o radiômetro? 0,25 pontos
II) Quais são os cuidados específicos durante as sessões de fototerapia? 0,25 pontos

RATING: 3.12

I) Como se calibra a irradiância da fototerapia com o radiômetro? 0,25 pontos
II) Quais são os cuidados específicos durante as sessões de fototerapia? 0,25 pontos

I) Como se calibra a irradiância da fototerapia com o radiômetro? 0,25 pontos
A irradiância da fototerapia deve ser prescrita e determinada antes do uso (0,05 p) e diariamente com radiômetro(0,05 p). No colchão onde está o RN, considera-se um retângulo de 30 x 60 cm (0,05 p) e mede-se a irradiância nas 4 pontas e ao centro(0,05 p), sendo, então, calculada a média dos 5 pontos. (0,05 p).
II) Quais são os cuidados específicos durante as sessões de fototerapia? Na maioria dos RN ≥ 35 semanas a fototerapia é instituída no alojamento conjunto, ao lado da mãe que amamenta em livre demanda, tomando-se os seguintes cuidados:
  • Verificação da temperatura corporal, a cada três horas para detectar hipotermia ou hipertermia; (0,05 p)
  • Verificação do peso, diariamente; (0,05 p)
  • Hidratar melhor o recém-nascido a fototerapia com lâmpadas fluorescentes pode provocar elevação da temperatura; (0,05 p)
  • Proteção dos olhos com cobertura radiopaca por meio de camadas de veludo negro ou papel carbono negro envolto em gaze; (0,05 p)
  • Se a bilirrubinemia não esteja muito elevada amamentação normal, decontinuando a fototerapia; (0,05 p)

FONTE:
SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA DEPARTAMENTO DE NEONATOLOGIA DOCUMENTO CIENTÍFICO (elaborado em 11/11/2012) ICTERÍCIA NO RECÉM-NASCIDO COM IDADE GESTACIONAL > 35 SEMANAS

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.12)

CASO CLINICO: (20531 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Homem branco, 20 anos, professor de natação, solteiro, referindo início dos sintomas há 10 dias, com ardência na orofaringe, obstrução nasal, febre baixa, cefaleia e mialgias. Procurou atendimento médico no Pronto Socorro municipal, tendo o diagnóstico de resfriado comum. Após 5 dias com persistência dos sintomas iniciais, passou a apresentar cefaleia frontal intensa, contínua, com irradiação retro-orbitária, piorando com a flexão da cabeça e não melhorando com analgésicos comuns. Houve piora da obstrução nasal, aparecimento de rinorreia amarelada, tosse seca e febre alta que cedia temporariamente com uso de dipirona. No décimo dia de doença, notou aparecimento de eritema e edema periorbitário, com grande piora do quadro clínico e febre alta contínua.
1) Qual o diagnóstico provável para o quadro clínico descrito até o décimo dia de evolução e qual exame poderia ser realizado pelo médico assistente, durante o exame físico, para confirmar o diagnóstico? (0,2 pontos)
2) Cite três hipóteses diagnósticas para os sinais e sintomas observados no décimo dia de evolução e qual exame deveria ser solicitado para confirmar o seu diagnóstico clínico e as possíveis complicações. (0,3 pontos)


RATING: 2.91

1) Qual o diagnóstico provável para o quadro clínico descrito até o décimo dia de evolução e qual exame poderia ser realizado pelo médico assistente, durante o exame físico, para confirmar o diagnóstico?
Rinossinusite aguda, diagnosticada clinicamente pela rinoscopia, pela presença de secreção mucupurulenta no meato médio. (0,2 p)
2) Cite três hipóteses diagnósticas para os sinais e sintomas observados no décimo dia de evolução e qual exame deveria ser solicitado para confirmar o seu diagnóstico clínico e as possíveis complicações.
Três das possíveis hipóteses:
- trombose do seio cavernoso (0,05 p) - tomografia computadorizada (exame ouro) (0,05 p)
- celulite retro-orbitária (0,05 p) - ressonância nuclear magnética (melhor para avaliação das partes moles, não sendo ideal na osteomielite) (0,05 p)
- meningite (0,05 p) - análise do liquor (0,05 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.91)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.