m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



912 USUARIOS INSCRITOS

184 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

714 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5965 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1335 DE CLINICA, 2569 DE PEDIATRIA, 1232 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 350 DE SAUDE PUBLICA
100 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 135 CASOS CLINICOS

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    MO 482.00 9.181 21
2.    KATY 254.30 2.533 12
3.    TARGIGNIS 206.70 7.363 8

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (87594 votos)..........99.21% das questões objetivas receberam votos.
Para diminuir o número de casos de coqueluche nos lactentes jovens o Ministério da Saúde recomenda Vacina Tríplice Acelular Tipo Adulto para gestantes, preferencialmente:
A. após a 20ª semana de gestação
B. na primeira visita de pré-natal
C. depois da 36ª semana de gestação
D. antes de 28 semanas de gestação
E. imediatamente depois o parto

  RATING: 3.2

Para diminuir o número de casos de coqueluche nos lactentes jovens o Ministério da Saúde recomenda Vacina Tríplice Acelular Tipo Adulto para gestantes, preferencialmente:

A. após a 20ª semana de gestação
INCORRETO: Para diminuir o número de casos nos lactentes jovens o Ministério da Saúde recomenda às gestantes a Vacina Tríplice Acelular Tipo Adulto preferencialmente após a 20ª semana de gestação, podendo ser administrada simultaneamente às outras vacinas indicadas na gestação, tais como as vacinas dT, contra hepatite b e influenza.
B. na primeira visita de pré-natal
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
C. depois da 36ª semana de gestação
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
D. antes de 28 semanas de gestação
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
E. imediatamente depois o parto
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.2)
DISCURSIVA: (9757 votos) ..........98% das questões discursivas receberam votos.
As anormalidades no desenvolvimento do esterno levam a quatro tipos de fissuras esternais. Enumeram esses defeitos e expliquem a significãncia de cada um

RATING: 2.92

As anormalidades no desenvolvimento do esterno levam a quatro tipos de fissuras esternais. Enumeram esses defeitos e expliquem a significãncia de cada um

ECTOPIA CORDIS CERVICAL

Os defeitos esternais superiores (ectopia corais cervical) estão associados a um defeito amplo que se estende até a quarta cartilagem costal em uma aparência em U ou em V. O reparo envolve a união das bandas esternais na linha média após a realização de condrotomias oblíquas para proporcionar uma cobertura protetora ao coração e aos grandes vasos.

Em casos graves, é necessária a reconstrução do defeito com material prostético (p. ex., tela de Marlex) para evitar uma compressão excessiva do coração, o que levaria a uma bradi-cardia, ou hipotensão. (0,2 p)

ECTOPIA CORDIS TORÁCICA 

As fissuras completas (ectopia corais torácica) são mais extensas e frequentemente associadas a um defeito diafragmático anterior em forma crescêntica e diásta-se dos retos, o que resulta em uma comunicação livre entre as cavidades peritoneais e pericárdicas. (0,1 p)

ECTOPIA CORDIS TORACOABDOMINAL 

As fissuras esternais distais (ectopia corais toracoabdominal) são os defeitos mais extensos e estão associados à pentalogia de Cantrell. Este grupo de anomalias é caracterizado por fissura distai no esterno, onfalocele, fenda diafragmática, defeito pericárdico e doença cardíaca congénita (comunicação interventricular, tetralogia de Fallot) (0,1 p)

ESTERNO BÍFIDO 

O esterno bífido é a anomalia menos grave do esterno e pode estar associada a hemangiomas faciais. (0,1 p)

FONTE:

http://misodor.com/PAREDETORACICAEPLEURA.html

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.92)

CASO CLINICO: (13140 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Paciente do sexo masculino, 40 anos, com hipertensão arterial sistêmica controlada por medicação e dieta, apresentando dispneia ao subir lance de escada ou pedalar por mais de uma quadra, com astenia e discreto edema peri-maleolar vespertino. RX do tórax com sinais de hipertrofia ventricular esquerda e leve ectasia aórtica.
1) Qual o estágio e a classe funcional (NYHA) da cardiopatia apresentada pelo paciente? Justifique. (0,20 pontos)
2) Qual a classe de medicamentos indicados no controle da HAS do paciente? Justifique. (0,15 pontos)
3) Diuréticos de alça e cardiotônicos estão indicados neste caso? Justifique. (0,15 pontos)


RATING: 2.92

1) Estágio C; Classe Funcional II.
Justificativa: Estágio C Pacientes com sintomas e com disfunção ventricular associada. Classe Funcional II Limitações leves, sintomáticas durante atividades do cotidiano. (0,2 p)
2) Beta Bloqueador + Inibidor da enzima conversora do angiotensinogênio.
Justificativa: Tem por finalidade evitar o remodelamento do coração e melhorar a sobrevida. (0,15 p)
3) Não.
Justificativa: O uso dessa classe de medicamentos está indicado em pacientes classe funcional III e IV, com a finalidade de melhorar a sintomatologia (melhora na qualidade de vida), sem interferir na sobrevida. (0,15 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.92)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.