PROVA ONLINE
(EXPERIMENTAL)

SAIR

PARTE OBJETIVA

MEDICINA INTERNA (10 QUESTÕES)

1) No hipotireoidismo primário encontramos:

A. níveis baixos de T3 e T4
B. níveis baixos de TSH
C. níveis baixos de TRH
D. níveis baixos de prolactina
E. todos os achados acima são corretos

    

 

2) E contraindicação RELATIVA para o teste de provocação bronquica:

A. Severa limitação ao fluxo aéreo (VEF1< 50% do teórico ou < 1,0 l)
B. Infarto do miocárdio ou AVC nos últimos 3 meses
C. Hipertensão arterial não-controlada (P. sistólica > 200, P. diastólica > 100)
D. Uso de inibidores da colinesterase para a miastenia gravis
E. Aneurisma da aorta

    

 

3) Homem de 63 anos, diabético tipo I há mais de 30 anos, procura ambulatório de clínica médica relatando quadro súbito, iniciado há dois dias, de febre (não aferida), dor lombar e escurecimento da urina. Urina tipo I (EAS) revelou a existência de hematúria (3+/4+) e proteinúria não-nefrótica como únicas alterações. Na sequência da investigação diagnóstica foi solicitada uma urografia excretora, que evidenciou obstrução ureteral unilateral e alterações conhecidas como “sombras em anel”. Devemos pensar principalmente em:

A. glomerulonefrite difusa aguda
B. poliangiíte microscópica
C. pielonefrite aguda
D. necrose de papila
E. necrose tubular aguda

    

 

4) A causa mais comum de urina turva é:

A. quilúria
B. fosfatúria
C. piúria
D. hematúria
E. alcaptonúria.

    

 

5) Uma determinada leucemia derivada do linfócito B, infiltra a medula óssea e determina mielofibrose. Esplenomegalia de grande monta, pancitopenia e linfocitose foram alguns dos achados encontrados. Após o diagnóstico, o câncer teve uma excelente resposta com o uso de ciclo único (7 dias) de 2- clorodesoxiadenosina ou CdA. Aponte esta neoplasia maligna:

A. leucemia mielóide crônica
B. leucemia linfocítica crônica
C. leucemia mielóide aguda (M2)
D. leucemia mielóide aguda (M5)
E. leucemia de células pilosas

    

 

6) A deficiência grave de iodo pode resultar em:

A. retardo mental
B. osteomalacia
C. edema
D. pelagra
E. exoftalmia

    

 

7) Há diferentes técnicas de tomografia computadorizada para estudo do tórax. De acordo com o tipo de doença que se deseja investigar, determinada técnica deverá ser aplicada. Relacionado á isso, indiquem as tecnicas que utilizam cortes finos (1-2 mm):

I) a angiotomografia
II) a técnica de avaliação mediastinal
III) a avaliação da região dos hilos pulmonares
IV) a avaliação tomografica de um nódulo unico

São verdadeiras:

A. apenas I, II e III
B. apenas II, III e IV
C. apenas IV
D. apenas III
E. nenhuma

    

 

8) Paciente com 60 anos apresenta há 6 meses distúrbios da marcha, parestesias de membros inferiores. Concomitantemente notou palidez de pele, dispneia aos esforços e dificuldade de memória. Ao exame apresenta anemia com discreta icterícia. Diminuição dos reflexos em MMII e marcha atáxica. Hemograma com macrocitose e neutrófilos poli-segmentados. O diagnóstico mais provável, dos abaixo, é:

A. Anemia megaloblástica por deficiência de folatos
B. Anemia megaloblástica por deficiência de piridoxina
C. Anemia megaloblástica por intoxicação aguda por NO2
D. Anemia megaloblástica da Doença Celíaca
E. Anemia megaloblástica por deficiência de Vitamina B12.

    

 

9) Assinale a afirmação CORRETA entre as seguintes:

A. o diagnóstico da hepatite C depende da demonstração da genoma viral nos hepatócito
B. o genotipo I de virus de hepatite C, presente em tudo o mundo, inclusive no Brasil, é o sorotipo mais prevalente em usuários de drogas
C. os anticorpos IgG anti-HDV (virus da hepatite delta) indica infecção no passado
D. o virus de HAV permanece vivo até 10 dias nas fezes secas
E. homossexuais masculinos são considerados grupo de risco para a hepatite A

    

 

10) Não tem papel na patogenia do diabetes mellitus:

A. a mutação genica responsável com a fosforilação mitocondrial
B. o índice glicêmico dos alimentos
C. o acúmulo de gordura visceral
D. a alimentação com alto conteudo de fibras
E. a diminuição da capacidade de produção de trifosfato de adenosina (ATP) na mitocôndria

    

 

CIRURGIA (10 QUESTÕES)

11) Sobre a embriologia do intestino delgado indica a alternativa CORRETA:

A. na decima semana de gestação começa a formação do intestino primitivo
B. o intestino delgado primitivo é revestido desde o começo com celulas especializadas em absorção
C. a herniação do intestino medio através de umbigo ocorre as vezes na quinta semana, formando o diverticulo do Meckel
D. a renovação epitelial do revestimento intestinal demora menos de uma semana
E. as criptas intestinais podem ser encontradas na quinta-sexta semana de gestação

    

 

12) Sabe-se que a marca patológica característica da aterosclerose é a placa aterosclerótica. As componentes dela são:

A. células musculares lisas, carbonato de calcio, hemácias, polimorfonucleares
B. células musculares lisas, tecido conjuntivo (matriz), lipídios, células inflamatórias
C. fibroblastos, precipitato de calcio, trombocitos, monocitos
D. elastina, fibrinogenio, endotelio necrotico, colesterol
E. lipoproteinas de baixa densidade, fragmentos trombocitarios, filamentos de elastina, granulocitos

    

 

13) A retocolite ulcerativa e a Doença de Crohn caracterizam-se respectivamente, por:

A. inflamação transmural; fístulas
B. inflamação difusa em todo cólon; megacólon tóxico
C. inflamação segmentar no cólon; fístulas
D. inflamação granulomatosa; inflamação transmural
E. inflamação difusa em todo cólon; inflamação segmentar transmural

    

 

14) Quais das definiçoes abaixo caracterizam melhor o edema da insuficiencia venosa cronica:

A. edema duro em perna, dorso do pé e artelhos
B. edema mole e muito doloroso , colar gordura no joelho em mulheres
C. edema liso, mole com pigmentação, atrofia branca, dermatosclerose e úlcera
D. edema mole, muito doloroso, até o pé, com lesões necróticas
E. edema indolor, mole e liso

    

 

15) Neoplasias espinocelulares de esôfago têm quatro tipos de apresentações patológicas macroscópicas. A melhor sobrevida (70% em 5 anos, comparada com outros tipos) tem a forma:

A. polipóide
B. vegetante
C. pseudoglandular
D. infiltrada
E. ulcerada

    

 

16) Em relação às doenças intestinais inflamatórias, podemos afirmar:

A. a evolução da colangite esclerosante tem íntima relação com atividade de doença intestinal
B. a espondilite é mais freqüentemente associada à doença de Crohn
C. o transplante de fígado deve ser indicado em pacientes com pericolangite
D. a esteatose hepática tem como causa a desnutrição e uso de glicocorticóide
E. a colite granulomatosa não tem associação com câncer colorretal

    

 

17) O megaesôfago é classificado de acordo com sua gravidade em quatro categorias. (I - IV). No quarto grau o esôfago chagasico NÃO apresenta:

A. visibilidade radiografica possivel somente com contraste
B. alongamento do tubo esofágico
C. retenção de alimentos
D. dilatação
E. esvaziamento atrasado

    

 

18) Caracteriza a resposta endócrina metabólica a uma cirurgia eletiva de grande porte, EXCETO:

A. glicogenólise
B. gliconeogênese
C. redução de ácidos graxos livres
D. lipólise
E. elevação das catecolaminas

    

 

19) Dentre as seguintes afirmações sobre a doença ulcerosa somente uma é CORRETA:

A. o aumento da incidencia da doença ulcerosa nos homens é explicada pelo alto numero de homens fumantes
B. as ultimas pesquisas sobre o metabolismo e açoes do Helicobacter pylori conduziram á conclusão que a doença ulcerosa é, de fato, de etiologia infecciosa
C. hoje o tratamento cirurgical da doença ulcerosa foi quase abandonado, por causa dos bons resultados obtidos pela erradicação do H. pylori
D. a condição para definir uma lesão ulcerativa é a extensão atraves de mucosa
E. a doença ulcerosa duodenal tem como unica exigência etiologica a existência da hipersecreção da pepsina

    

 

20) A grande maioria dos pacientes com linfedema pode ser tratada com:
  1. elevação do membro
  2. uso de meias elásticas de boa qualidade
  3. terapia de drenagem linfatica.
  4. bomba de compressão
São apropriadas:

A. I e II
B. I, II e III
C. II e IV
D. todas
E. nenhuma

    

 

PEDIATRIA (10 QUESTÕES)

21) E mandatorio realizar a avaliação da função imune caso que uma criança apresenta histórico de:

A. infecção persistente com enterovirus
B. tres faringoamigdalites no periodo de um ano
C. dois episódios de otite externa
D. diarréia aguda mais de 4 vezes no período de um ano
E. cistite recidivante, pelo menos duas no intervalo de 6 meses

    

 

22) RN, filho de mãe com história de hipertensão arterial crônica gestacional, nascido de parto cesárea por sofrimento fetal agudo, pesando 1.750 g, medindo 44 cm. A idade gestacional avaliada pelo método de Capurro foi de 37 semanas e 3 dias. Não apresenta anormalidades ao exame físico. A complicação mais provável nas primeiras 48 horas de vida é:

A. sepse por Listeria monocytogenes, muito comum nesse tipo de paciente dismaturo
B. hipoglicemia por baixa reserva de glicogênio hepático
C. apnéia primária pelo baixo peso
D. insuficiência respiratória por diminuição da produção de surfactante
E. policitemia neonatal por transfusão materno-fetal devida à hipertensão arterial

    

 

23) Um menino de 13 anos de idade, anteriormente sadio, é trazido ao pronto-socorro com febre, cefaléia, mal-estar e tosse não produtiva caracterizando uma pneumonia leve. O tratamento mais apropriado é:

A. cefalexina
B. amoxicilina
C. penicilina oral
D. trimetoprim-sulfametoxazol
E. eritromicina

    

 

24) O principal fator de inibição da prolactina é:

A. glucagono
B. VIP (Peptídeo Intestinal Vasoativo)
C. insulina
D. adrenalina
E. dopamina

    

 

25) Um recém-nascido pré-termo, com 27 semanas de idade gestacional e peso de nascimento = 840 g, encontra-se em incubadora de dupla parede, umidificada, e apresenta perda de peso = 25 g no 2 dia de vida, com débito urinário = 0,8 mL/kg/h. O sódio plasmático é de 150 mEq/L e a oferta hídrica prescrita, de 80 mL/kg/d. Nesse momento, considerando as peculiaridades hidreletrolíticas do recém-nascido de extremo baixo peso, é correto adotar a seguinte conduta:

A. manter a mesma oferta hídrica e não iniciar sódio
B. instituir uma perfusão com SF 0,9% e SGF 5% em mistura meio-meio, acrescentar potássio e aumentar o aporto de oxigênio
C. prescrever uma expansão de volume com SF a 0.9%. devido a uma desidratação hipernatrêmica com risco de choque hipovolêmico e convulsão, e posteriormente aumentar a oferta hídrica
D. aumentar a oferta hídrica e não iniciar sódio, pois nesse caso a hipernatremia pode ser causada pela oferta hídrica insuficiente
E. prescrever inicialmente uma expansão de volume com 5F a 0.9%. pois se trata de desidratação por perdas insensíveis e posteriormente aumentar a oferta hídrica

    

 

26) Havendo um paciente de 8 anos a hipotensão estará presente se a leitura da pressão arterial sistolica for menor que:

A. 74 mmHg
B. 80 mmHg
C. 86 mmHg
D. 92 mmHg
E. 96 mmHg

    

 

27) Você é chamado para examinar um recém-nascido a termo com 48 horas de vida, mamando exclusivamente ao seio, que está no alojamento conjunto. A mãe se queixa de ter pouco leite e relata que seu filho é 'preguiçoso para mamar'. O exame físico e normal, embora o neonato esteja ictérico ++/4 até mamilos e tenha perdido 8% do peso de nascimento. Sua conduta diante deste caso é:

A. manter o aleitamento materno exclusivo e pesar o recém-nascido antes e após cada mamada
B. manter o aleitamento materno exclusivo e orientar a mãe a levar ao seio mais freqüentemente
C. manter o aleitamento materno e introduzir soro glicosado a 5% no intervalo das mamadas
D. manter o aleitamento materno e introduzir complemento de leite artificial
E. manter o aleitamento e introduzir complemento de leite humano

    

 

28) Assinale a alternativa que não apresenta um efeito adverso comum dos estimulantes:

A. Desconforto gástrico
B. Redução de apetite
C. Alteração do sono
D. Cefaléia
E. Ansiedade.

    

 

29) Todas as alternativas abaixo são complicações neurológicas dos AVEs em pacientes pediátricos com doença falciforme, exceto:

A. AVE recorrente
B. atraso cognitivo
C. neurite óptica
D. distúrbio convulsivo
E. doença de moyamoya

    

 

30) No neonato, os patógenos mais comumente associados à pneumonia bacteriana entre as alternativas abaixo são:

A. estreptococos do grupo B e Escherichia coli
B. H. influenzae e Listeria monocytogenes
C. L. monocytogenes e estreptococos do grupo D
D. estreptococos do grupo D e estreptococos do grupo B
E. Chlamydia trachomatis

    

 

OBSTETRICIA GINECOLOGIA (10 QUESTÕES)

31) O forcipe de Keeland:

1) é contraindicado nos casos com bolsa serosanguinolenta
2) tem curvaturas cefálica e pélvica pouco pronunciadas, promovendo discreta solicitação do assoalho perineal no momento da tração
3) e ótimo para o parto da cabeça derradeira
4) tem articulação em deslize do ramo direito sobre o ramo esquerdo

São verdadeiras:

A. 1, 2, 3
B. 1, 3, 4
C. 1 e 3
D. 1 e 4
E. somente 4

    

 

32) O perfil classico da mulher portadora de leiomioma uterino:

A. mulher ativa, abaixo de 35 anos, nulípara, altura acima de 175 cm
B. mulher em pré-menopausa, com colecistectomia e hipercolesterolemia
C. mulher obesa, negra, com bócio e hipertensão, portadora de uma distrofia mamar.
D. mulher obesa, branca, histórico de aborto, alcoolatra medicação hormonal
E. mulher com esterilidade hiperprolactinemica, hipertensa, infecção com Gardnerella ou candidiase vaginal

    

 

33) Sobre o fórcipe de Simpson e CORRETO afirmar:

A. e útil para os partos com feto em posição transversa ou posterior
B. tem a articulação em deslize do ramo direito sobre o ramo esquerdo
C. tem uma accentuada curvatura pelvica
D. é utilizado especialmente quando existe bossa serossanguínea significativa
E. tem uma colher longa, o cabo do fórcipe e cumprido

    

 

34) A falha estrogenica no climatério NÃO causa:

A. espessamento do epitelio vaginal
B. favorece a invasão bacteriana na vagina
C. encurtamento do cervix
D. atrofia de utero
E. hiperemia da mucosa vaginal

    

 

35) A melhor descrição evolutiva da tumor filóide de mama (cistosarcoma phylloides) é a seguinte:

A. crescimento rápido e tendência a recidiva
B. crescimento lento e tendencia á fistulização
C. crescimento lento e tendência á malignidade
D. crescimento rápido e tendencia á malignidade
E. estacionario e tendencia a regressão espontânea

    

 

36) Na gravidez ectopica o sintoma mais presente é:

A. Dor abdominal
B. Atraso menstrual
C. Sangramento vaginal
D. Massa anexial dolorosa
E. Mobilização dolorosa do colo uterino

    

 

37) Indiquem a afirmação VERDADEIRA dás seguintes enumeradas abaixo:

A. em repouso, o tonus muscular uterino e zero
B. depois o parto as contrações não são mais doloridas, isto sendo explicado pela baixa intensidade das contrações intrauterinas pós-parto
C. é mandatoria a tricotomia e a enteroclise antes do parto
D. na fase ativa do parto e suficiente e até indica-se um toque a cada hora
E. a escuta do coração do feto e mandatória de 15 em 15 minutos depois que as contrações viram doloridas

    

 

38) A hemorragia puerperal pode ser reconhecida pela sintoma seguinte:

A. existência de contrações uterinas pós parto
B. falta de colostro pós-parto
C. ao administrar ocitocina em bólus, a pressão sistolica da puérpera abaixa com mais de 30 mm Hg
D. coagulo que sai depois a placenta
E. atonia uterina na primeira hora post-partum

    

 

39) Referente a um parto prematuro e CORRETO:

A. fazer amniotomia precoce
B. é contraindicado fazer episiotomia
C. fazer ligatura de cordão o mais rápido possivel
D. fazer analgesia de parto
E. evitar quanto for possível o parto vaginal

    

 

40) Sobre a terapia de reposição hormonal é verdade que:

I) a terapia de reposição hormonal não melhora a função cognitiva
II) a terapia de reposição estrogênica pode ser considerada uma modalidade de diminuir a evolução da doença do Alzheimer
III) a terapia de reposição hormonal não influencia o líbido
IV) a razão de associar progestativo ao terapia de reposição hormonal é a prevenção de cancer de mama

São verdadeiras:

A. I e III
B. II e III
C. II e IV
D. III e IV
E. I e IV

    

 

 

SAUDE PUBLICA (10 QUESTÕES)

41) Em um município do estado de São Paulo, no ano de 2005, ocorreram 300 casos de rubéola em crianças menores de 8 anos. Dentre os casos, 240 foram em crianças não vacinadas com tríplice viral e 60 em crianças adequadamente vacinadas. A população de menores de 8 anos era de 50.000, estando 40.000 adequadamente vacinados e 10.000, não. A eficácia da vacina tríplice viral na prevenção de casos de rubéola foi de aproximadamente:

A. 90%
B. 85%
C. 80%
D. 93%
E. 99%

    

 

42) "O sistema está montado na lógica da promoção à saúde – prevenção/atenção primária e atenção e secundária e terciária."
Esse texto simboliza qual principio do SUS?

A. equidade
B. descentralização
C. regionalização
D. hierarquização
E. integralidade

    

 

43) Sobre a Curva de Nelson Moraes, indique a assertiva correta:

A. para a construção da Curva utilizamos os seguintes grupos etários: menores de 1 ano; 1 a 4 anos; 5 a 19 anos; 20 a 49 anos e maiores de 50 anos
B. a curva do Tipo 3 indica nível de saúde regular e tem forma de jota invertido
C. a curva do Tipo 2 indica nível de saúde baixo e tem forma de J
D. a curva do Tipo 4 indica nível de saúde elevado, aonde os óbitos predominam entre 20 e 49 anos
E. para calcular a Curva utilizamos no numerador os seguintes grupos etários: menores de 1 ano; 1 a 4 anos; 5 a 19 anos; 20 a 49 anos e maiores de 50 anos. E no denominador o número total de habitantes no mesmo local e período

    

 

44) A constituição Brasileira de 1988, Instituiu o Sistema Único de Saúde. Seus princípios doutrinários indicam um conjunto articulado de noções fundamentais à construção do sistema de saúde. Estes princípios são:
I. Descentralização, regionalização e equidade
II. Universalidade, equidade, integralidade e participação comunitária
III. Referência e contra referência, integralidade e participação comunitária
IV. Universalidade, equidade, integralidade sem a participação comunitária
Com relação as afirmativas acima, assinale a alternativa CORRETA:

A. Somente a II correta
B. I e III estão corretas
C. Somente I está correta
D. Somente a III está correta
E. Somente IV está correta

    

 

45) O trabalho de conclusão de curso de um aluno do último ano de medicina foi estimar a prevalência de insuficiência cardíaca dos pacientes internados no hospital de sua universidade no ano de 1990. Qual estudo mais adequado para essa investigação?

A. caso-controle
B. coorte
C. ensaio clínico
D. transversal
E. randomizado

    

 

46) Segundo pesquisa da médica Elizabeth Kuber – Ross desenvolvida em Chicago, em 1969, sobre doentes graves e terminais, pode – ser que “os sete estágios da agonia” são:

A. Negação, cólera, depressão, passividade, regateio culpa e decatexis
B. Negação, cólera, agressividade, depressão, regateio, culpa e decatexis
C. Choque, revolta, cólera, depressão, regateio, culpa e decatexis
D. Choque, negação, cólera, depressão, regateio, aceitação e decatexis
E. Choque, pânico, raiva, depressão, regateio, culpa e decatexis

    

 

47) Na receita médica, as orientações do profissional para o paciente constituam:

A. o rodapé
B. a inscrição
C. a subscrição
D. a prescrição
E. a adscrição

    

 

48) Sobre os estudos ecológicos pode-se afirmar que:

A. as medidas usadas representam a eficácia global das intervenções
B. permite afirmar que a exposição está mais presente naqueles que adquirem a doença
C. ajudam a identificar fatores que merecem uma investigação mais detalhada
D. não permitiria, por exemplo, correlacionar dados sobre mortalidade infantil a nível de cada município com a renda per capita e índice de analfabetismo
E. provavelmente será impossível de formular uma hipótese baseada neste tipo de estudo

    

 

49) Um paciente solicita ao seu médico, por telefone um atestado para justificar sua falta ao trabalho. Sabendo-se que o paciente estava, de fato, doente o médico forneceu-lhe o atestado sem o ter examinado, pergunta-se:

A. O atestado é válido mais o ato médico é anti ético
B. O atestado é válido e legal e o ato médico é ético
C. O atestado é válido mais ilegal, embora o ato médico seja ético
D. O atestado é válido e legal, mas o ato médico é anti ético
E. O atestado não é válido porquê é ilegal, além de ser anti ético

    

 

50) A mortalidade específica por câncer de próstata é calculada pela seguinte fórmula:

A. Nº de óbitos totais por câncer de próstata/População total
B. Nº de óbitos totais por câncer de próstata/Óbitos totais
C. Nº de óbitos totais por câncer de próstata/Óbitos de homens
D. Nº de óbitos totais por câncer de próstata/População de homens
E. Nº de óbitos totais por câncer de próstata/População de homens maiores de 50 anos

    

 

 

SAIR