PROVA ONLINE
(EXPERIMENTAL)

SAIR

PARTE OBJETIVA

MEDICINA INTERNA (10 QUESTÕES)

1) Não representa sinal de mal prognostico na forma grave de febre amarela:

A. o tal-chamado 'vômito negro'
B. a albuminuria no quarto dia
C. a sepse
D. a associação com HIV
E. níveis de aminotransferases acima de 500 U/mm3

    

 

2) É um contribuinte significativo da regulação do fluxo sanguíneo coronariano normal, EXCETO:

A. a pressão aórtica
B. a frequência cardíaca
C. a estimulação parassimpática
D. alterações no diâmetro coronariano
E. o óxido nítrico

    

 

3) Um paciente de 52 anos foi submetido há cerca de 2 anos a vagotomia troncular e antrectomia, com reconstrução a Billroth II, para tratamento de úlcera duodenal refratária a terapia. Nos últimos meses queixa-se de dor epigástrica constante que é agravada após as principais refeições; relata também eventuais vômitos biliosos. Realizada endoscopia digestiva alta que demonstrou eritema importante de mucosa e friabilidade mucosa em remanescente gástrico. O cirurgião optou inicialmente pelo tratamento clínico. Aponte a terapia utilizada para tratar esta complicação:

A. colestiramina
B. omeprazol
C. octreotídio
D. pantoprazol e ranitidina
E. salicilato de bismuto, amoxicilina e claritromicina

    

 

4) A água pode estar infectada por vários organismos patogênicos. Não é transmitida pela água a seguinte doença:

A. esquistossomose;
B. cólera;
C. hepatite;
D. leptospirose;
E. teníase.

    

 

5) Paciente com hanseníase, em tratamento incluindo a dapsona, volta ao consultório declarando que interrompeu o remédio, pois depois que começou a tomar não consegue mais dormir e tem azia constante. O paciente também é portador de HIV e toma anti-retrovirais. Sobre esse caso podemos afirmar que:

A. espera-se uma alta resistência á dapsona e há necessidade de aumentar a dose da mesma, pois a presença do virus HIV afeta a imunidade do paciente
B. a insônia não se deve á tratamento com dapsona, provavelmente tem outra causa
C. precisa suspender o uso de dapsona, pois o surgimento da azia pode significar uma ulcera pré-existente que se agravou
D. os efeitos colaterais acima não justificam a suspensão da dapsona
E. o uso de dapsona indica que o paciente sofre duma forma multibacilar

    

 

6) Um caso de hanseníase é considerado multibacilar se cumprir a seguinte condição suficiente:

A. tem mais de 3 lesões cutâneas
B. acomete mais de 3 mucosas
C. a baciloscopia é positiva
D. a reação Mitsuda é positiva
E. surge forma reativa nos primeiros 6 dias de quimioterapia corretamente aplicada

    

 

7) A hanseníase é uma infecção crônica, granulomatosa, curável, que tem como agente etiológico o Mycobacterium leprae ou bacilo de Hansen. Sobre esse microorganismo é CORRETO afirmar que:

A. tem baixa infectividade
B. trata-se dum parasita ectocelular com afinidade para os mastocitos
C. pode ser cultivado em culturas de ovo embrionado
D. é um bacilo isolado, de baixa quantidade nos tecidos infectados
E. acomete as partes profundas da derme

    

 

8) Uma vez entrada na circulação sanguinea, a Squistossoma mansoni NÃO alcança:

A. o pulmão
B. as veias mesentéricas
C. o fígado
D. a bexiga
E. a circulação arterial

    

 

9) Assinale, dentre as doenças baixo, a que apresenta letalidade quase absoluta se contraída pelos seres humanos, necessitando, portanto, de importantes medidas de prevenção:

A. Raiva
B. Dengue
C. Doença de Chagas
D. Esquistossomose
E. Leptospirose

    

 

10) A prova tuberculínica (PT), avaliada através da técnica de Mantoux, é um método auxiliar para o diagnóstico de TB. Ela baseia-se na:

A. reação celular desenvolvida após a inoculação intradérmica de um derivado protéico
B. formação de complexos antígeno-ánticorpo apos a inoculação de fragmentos bacilares
C. reação imune apos instilação subcutãnea de anatoxina bacilar
D. reação de sensibilização bacilar apos inoculação de bacilo vivo e atenuado
E. reação imune apos escarificação cutânea e contato com antígeno bacilar

    

 

CIRURGIA (10 QUESTÕES)

11) São caracteristicas anatomicas/morfologicas do figado:

A. peso entre 2500-3000 g
B. normalmente, a margem inferior desce com 0,5-1 cm abaixo do rebordo costal
C. o lado direito do figado sobe até a quinta costela
D. o figado e totalmente envolvido pelo peritônio
E. o ligamento coronario ancora a vesicula biliar de face inferior do figado

    

 

12) A biópsia pancreatica em caso de cãncer de pâncreas e indicada especialmente:

A. pré-operatório, para confirmação do diagnóstico
B. na suspeita de ascite maligna, causada por carcinomatose peritoneal
C. antes da terapia quimiorradioterápica de tumores pancreáticos irressecáveis
D. associação com síndrome de Peutz-Jeghers
E. em todos os casos acima enumerados

    

 

13) Na frente de um paciente com colangite provocada pelo calculo, após o diagnóstico ultrassonografico a decisão seguinte mais correta é:

A. laparotomia para desobstruir o coledoco
B. papilotomia endoscópica de urgência
C. inserção de dreno no coledoco
D. colangio ressonância
E. antibioticoterapia

    

 

14) Paciente do sexo feminino, 46 anos, apresentando dor e plenitude abdominal, anorexia e perda de peso, sendo palpada massa no flanco esquerdo, fez ultrasonografia que demonstrou formação cística de bordos irregulares, septos internos e vegetações parietais na cauda e corpo do pâncreas. O provável diagnóstico é de:

A. carcinoma mucinoso hipersecretante
B. adenocarcinoma
C. tumor cístico papilar
D. linfangioma cavernoso
E. cistoadenocarcinoma.

    

 

15) Com relação aos cálculos biliares, é INCORRETA:

A. Os de colesterol são os mais comuns
B. A relação com o câncer de vesícula não está bem estabelecida
C. A idade avançada, multiparidade e obesidade são fatores de risco
D. São a principal causa de icterícia obstrutiva
E. A colecistectomia deve ser indicada em todos os casos sintomáticos.

    

 

16) Fundamental ao tratamento da encefalopatia portal é identificar e depois eliminar quaisquer fatores precipitantes, ou seja:

I) hipoproteinemia
II) infecção
III) diarreia
IV) sedativos

São verdadeiras:

A. I, e II
B. I e III
C. II e III
D. II e IV
E. III e IV

    

 

17) Sobre a somatostatina e FALSO:

A. é produzida pelas células S
B. existe endogenamente como um peptídio com 14 ou 28 aminoácidos
C. a forma molecular predominante no estômago é a somatostatina 14
D. pode inibir a secreção acida tanto diretamente quanto indiretamente
E. e secretada tanto no fundo quanto no antro gastrico

    

 

18) Em relação aos cuidados perioperatórios em pacientes que serão submetidos a tratamento operatório do feocromocitoma, assinale a afirmativa correta.

A. As alterações hemodinâmicas perioperatórias adversas mais comumente observadas são a hipotensão intraoperatória e a hipertensão pós-operatória.
B. Em situações de hipotensão ou oligúria no pós-operatório, deve-se optar pelo uso de cardiotônicos, evitando-se grandes volumes de hidratação venosa.
C. Deve-se promover o mais precocemente possível redução na estimulação dos β-receptores vasodilatadores periféricos, visando melhorar a hipertensão.
D. Choque hemodinâmico no pós-operatório está geralmente relacionado à hipervolemia pelo excesso de catecolaminas circulantes após a retirada do tumor.
E. Os β-bloqueadores podem ser administrados após a obtenção de um α-bloqueio adequado, no subgrupo de pacientes com taquicardia persistente

    

 

19) Os pólipos adenomatosos apresentam risco definido para o desenvolvimento de malignidade do pólipo.O risco para o desenvolvimento de carcinoma aumenta com:

A. o crescimento do pólipo
B. o numero dos polipos
C. a localização dos polipos
D. a idade
E. o grau de metaplasia Bormann

    

 

20) No caso de queimadura extensa de segundo grau, com choque, deve-se inicialmente:

A. combater a toxemia e infecção
B. fazer curativo e combater a dor
C. fazer curativo e corrigir a volemia
D. restaurar a volemia e combater a dor
E. combater a infecção e restaurar a volemia

    

 

PEDIATRIA (10 QUESTÕES)

21) Lactente, dois meses de idade, é atendido com história de tosse há cerca de quatro semanas. Ao exame físico apresenta taquidispnéia com freqüência respiratória de 56 ipm e ausculta respiratória com roncos e sibilos. A radiografia de tórax revela infiltrado intersticial difuso associado a iperinsuflação. Nascido de parto vaginal, peso de nascimento 3.200 g, apresentou conjuntivite até três semanas de vida. Este quadro, em geral, está associado a:

A. adenovírus
B. Mycoplasma pneumoniae
C. vírus parainfluenza
D. vírus sincicial respiratório
E. Chlamydia trachomatis

    

 

22) O aumento das amígdalas e adenóides é mais intenso entre:

A. 1 -5 anos de idade
B. 6-12 meses de idade
C. 3 e 10 anos de idade
D. 13 e 20 anos de idade
E. 6 - 12 anos de idade

    

 

23) Lactente de oito meses, sexo feminino, com quadro de febre há sete dias apresenta vômitos incoercíveis há 20 horas. A mãe procura serviço médico de emergência pela terceira vez. Durante interrogatório sobre antecedentes pessoais, ela relata que a paciente teve infecção do trato urinário duas vezes, aos quatro e cinco meses. Exame físico: regular estado geral e palidez moderada. Exame de urina (coletado por cateterismo vesical): leucocitúria: 50.000 UFC/ml, hematúria: 15.000/ml; bacterioscopia: muitas bactérias. Faz-se o diagnóstico provável de ITU e solicita-se urinocultura com teste de sensibilidade antimicrobiana (TSA). A conduta adequada é:

A. solicitar internação hospitalar, hidratação venosa, início imediato de antibioticoterapia venosa
B. solicitar internação hospitalar, hidratação venosa e aguardar resultado de urinocultura para iniciar antibioticoterapia
C. prescrever antibiotioterapia oral, anti-emético e liberada com orientações e encaminhamento para nefrologia pediátrica
D. solicitar ultrassonografia de vias urinárias para descartar malformações, antibioticoterapia oral e liberada com orientações
E. aguardar parecer da nefrologia pediátrica para traçar a conduta, já que trata-se de uma criança com infecção urinaria de repetição

    

 

24) Escolar de 12 anos é levado para consulta devido a baixo aproveitamento escolar. Segundo a mãe, o paciente é bastante inteligente, mas vem deteriorando o seu desempenho ao longo dos anos com piora acentuada nas últimas séries do ensino fundamental. Não consegue se concentrar nos trabalhos, termina muito rápido e de forma incompleta os mesmos e evita envolver-se em atividades que requeiram muita concentração. Em casa, o relato dos pais é que é um menino agradável e de fácil convivência, o mesmo acontecendo no seu grupo social. Com base neste quadro clínico, a conduta em relação ao diagnóstico e tratamento é:

A. TDAH / tratamento com metilfenidato
B. TDAH / tratamento com antidepressivo tricíclico
C. Dificuldade Específica de Aprendizado / solicitar avaliação psicopedagógica
D. TDAH com Transtorno Oposicional Desafi ador / encaminhar para tratamento psicológico
E. Dificuldade Específica de Aprendizado e TDAH associado / tratamento com antidepressivo tricíclico

    

 

25) Pré-escolar de três anos, sexo masculino,é trazido por seus pais à emergência pois parece pálido e menos ativo do que o habitual. Relatam que há dois dias apresentou febre de 38,5º C, vômitos, diarreia com um pouco de sangue e que está urinando pouco nas últimas 12 horas, mesmo em uso de hidratação oral. Exame físico: acentuada palidez, irritabilidade, pouco responsivo e com acentuada sensibilidade à palpação abdominal. FC: 130 bpm, FR: 36 irpm, PA: 85 x 55mmHg. Exames laboratoriais: Hb:6g/dl, Ht:25,6%, Leucometria:15.000/mm³ (bastões15%, segmentados 65%); plaquetas: 95.000/mm³, Na+: 135mEq/L, K+: 3,8mEq/L, creatinina: 5,2mg/dl, uréia: 108 mg/dl. EAS: 35 hemácias/campo. A hipótese mais provável é:

A. glomerulonefrite aguda
B. insuficiência renal crônica
C. leucemia linfoblástica aguda
D. síndrome hemolítico-urêmica
E. púrpura de Henoch-Schonlein

    

 

26) Para profilaxia da infecção neonatal por estreptococo do grupo B, recomenda-se realizar cultura de material da vagina e ânus:

A. de todas as gestantes entre 35 e 37 semanas
B. das gestantes com impetigo entre 37 e 40 semanas
C. de todas as gestantes com 20, 28 e 34 semanas
D. das gestantes soropositivas para HIV no primeiro trimestre
E. das gestantes com corrimento fétido em qualquer época.

    

 

27) O fator de risco mais importante associado á meningite:

A. colonização recente por bactérias patogênicas
B. contato próximo (no domicílio, em creches, em barracas militares) com indivíduos que tenham doença
C. aglomerações
D. a falta de imunidade contra patógenos específicos
E. raça negra

    

 

28) Em relação aos estágios de Tanner, em qual estágio surgem os pelos pubianos iniciais?

A. P1
B. P2
C. P3
D. P4
E. P5.

    

 

29) Qual dos seguintes é um achado laboratorial associado à deficiência de ferro?

A. aumento da TIBC (capacidade total de ligação do ferro) no soro
B. aumento da ferritina sérica
C. aumento do volume corpuscular médio (MCV) das hemácias
D. aumento da sideremia total
E. redução da distribuição do tamanho dos eritrócitos (RDW)

    

 

30) Sobre a febre reumática aguda é CORRETO afirmar que:

A. os pacientes com coréia não necessitam de profilaxia antibiótica
B. os pacientes que não tiveram cardite no seu episódio inicial de febre reumática aguda tem que fazer amtibioticoprofilaxia ate negativar os titulos do ASLO
C. dependendo da região, o uso de penicilina G benzatina a cada semana pode ser necessário, em vez de usar a cada 4 semanas
D. se o paciente apresentou cardite no primeiro episodio de febre reumática e preciso de antibioticoprofilaxia as vezes por resto da vida
E. pacientes alergico ao penicilina tem que receber ceftriaxona 1 g e.v. semanalmente

    

 

OBSTETRICIA GINECOLOGIA (10 QUESTÕES)

31) A amniotomia precoce significa:

A. romper a bolsa quando e preciso a retirada de emergência do feto por causa do sofrimento
B. romper a bolsa sem fazer raquianestesia
C. e o rompimento espontâneo da bolsa, quando a grávida ja vem no serviço de ginecologia com as membranas rotas
D. a amniotomia que se faz quando tudo decorre bem
E. romper a bolsa quando a dilatação e menor de 6 cm

    

 

32) A tríade clinica do abruptio placentae é a seguinte:

A. 1) contratura uterina permanente (“útero de madeira”); 2) ascensão do fundo do útero; 3) desaparecimento das BCF ou mudanças essenciais
B. 1) amolecimento do utero; 2) hemorragia com sangue preto; 3) rotura prematura de membranas e chorioamniotite
C. 1) utero de consistência lenhosa (utero de madeira); 2) hipertensão arterial materna; 3) anuria materna
D. 1) hemorragia com sangue vivo; 2) hipersistolia uterina; 3) anuria materna
E. 1) hemorragia com sangue vivo; 2) ausência dos BCF; 3) utero em 'sanfona'

    

 

33) Para a utilização do termo Sangramento Uterino Disfuncional (SUD), os itens abaixo devem ser excluídos, com exceção de:

A. gravidez
B. leiomiomas submucosos
C. ciclos anovulatórios
D. pólipos endometriais
E. câncer de endométrio

    

 

34) O leiomioma pode aumentar o risco de trombose pela:

A. compressão ureteral, podendo comprometer o rim
B. compressão das veias ilíacas
C. compressão dos vasos isquiáticos
D. compressão vesical
E. compressão retal

    

 

35) Entre as seguintes tumores benignos predispõe a cancer de mama só uma:

A. mastodinia
B. necrose gordurosa
C. a macromastia
D. ectasia ductal mamar
E. cistosarcoma phylloides

    

 

36) O melhor método ultra-sonográfico convencional para avaliação ginecológica e para gestação no 1° trimestre é o:

A. Trans-retal
B. Trans-vaginal
C. Trans-perineal
D. Trans-abdominal
E. Nenhuma das respostas acim

    

 

37) O abortamento já esta considerado inevitável se encontrar:

A. sangramento vaginal, sangue de cor viva ou escura, dores abdominais
B. sangramento, saco gestacional baixo e colo entreaberto
C. febre de 38 graus, secreção fetida, coagulos escuros
D. perda involuntária de urina, colo uterino sangrando, febre alta
E. hipotensão, sangramento, febre e colica hipogástrica

    

 

38) Medir a pressão arterial da gravida é um dos principais requirimentos da consulta pré-natal. Em relação a isto e ERRADO:

A. fazer medidas seriadas
B. a paciente ficar deitada
C. medir depois um repouso de 5 minutos
D. fazer mais de 2 medidas
E. manter o braço na altura do coração

    

 

39) Dependendo da sua localização, tamanho e quantidade os miomas podem provocar:

I) dor durante as relações sexuais
II) incontinência urinária e urgência miccional
III) fezes em fita e constipação
IV) hemorróidas e congestão venosa passiva do útero e da pelve

São verdadeiras:

A. I, II, III, IV
B. I, II, III
C. I e III
D. II e IV
E. III, IV

    

 

40) A torção aguda de um leiomioma uterino pediculado tem como principal sintoma:

A. crises doloridas intermitentes
B. dor crônico e perdas de sangue escuro
C. sintomatologia de abdôme agudo
D. dores explosivos, violentos, com metrorragias fétidas
E. nevralgia isquiática

    

 

 

SAUDE PUBLICA (10 QUESTÕES)

41) A organização da atenção básica tem como fundamento os seguintes princípios:

A. integralidade da assistência, parceria com a iniciativa privada e participação social.
B. intersetorialidade, integralidade da assistência e resolutividade.
C. humanização, universalidade e parceria com o legislativo.
D. parceria com entidades religiosas, integralidade da assistência e resolutividade.
E. eqüidade, universalidade e parceria com associações sem fins lucrativos

    

 

42) São etapas da implantação do PSF, exceto:

A. Solicitar formalmente ao Ministério da Saúde a adesão do município ao PSF.
B. Selecionar, contratar e capacitar os profissionais que atuarão no programa.
C. Identificar as áreas prioritárias para a implantação do programa; mapear o número de habitantes em cada área.
D. Calcular o número de equipes e de agentes comunitários necessários.
E. N.R.A.

    

 

43) Sobre o setor de saúde suplementar no Brasil:

A. para que sejam contratados pelo serviço público não precisam se adequar as normas técnicas do SUS
B. não há uma legislação nacional específica e a prática de oferta de serviços é livre de fiscalização
C. a cobertura dos atendimentos de urgência e emergência dependem do plano escolhido pelo contratante
D. a cobertura geográfica pode alcançar um município (abrangência municipal), um conjunto de municípios, um estado (cobertura estadual), um conjunto de estados ou todo o país, a chamada cobertura nacional e precisa ser especificada no contrato
E. a assistência oferecida pela saúde suplementar compreende as ações necessárias à recuperação, manutenção e reabilitação da saúde, sem ações preventivas

    

 

44) A evolução do SUS:

A. tem evidenciado cada vez mais que os municípios bastam a si próprios, sendo a esfera estadual de governo dispensável para a sua consolidação, pois a execução atual das ações de saúde são totalmente municipalizadas
B. tem mostrado como a regulação das referências já é um problema superado, o que dispensa o gestor da esfera estadual de governo dessa função, passando à atribuição de intermediar verbas de origem federal
C. tem mostrado que as dificuldades de repor recursos humanos outrora existentes não mais existem, depois que a legislação passou a permitir a contratação de profissionais por meio das fundações estatais
D. tem mostrado que a desmotivação dos trabalhadores da saúde pode ser facilmente superada por mecanismos de gerência na administração direta, que permitam a avaliação individual do desempenho
E. tem evidenciado o papel do gestor da esfera estadual como coordenador em âmbito do estado e importante ator na consolidação da integralidade da atenção à saúde.

    

 

45) Um paciente irá viajar para uma região rural de Goiás e procura orientação. Indique em que situação a vacina contra febre amarela não deve ser administrada.

A. Asma brônquica.
B. Hepatite crônica pelo vírus C.
C. Osteoartrite.
D. Insuficiência cardíaca congestiva.
E. Corticoterapia sistêmica.

    

 

46) Entende - se por Relatório de Gestão, no contexto do SUS:

A. instrumento mensal de acompanhamento das atividades desenvolvidas pelos hospitais contratados;
B. instrumento de prestação de contas, passível de auditoria, condição necessária para habilitação pela NOB-96;
C. instrumento de auditoria analítica, instituído pela NOAS 01/2001;
D. instrumento mensal de divulgação de balanços financeiros, encaminhado ao governo federal diretamente pelas secretarias de saúde;
E. instrumento que objetiva programar as atividades e metas da Secretaria Estadual ou Municipal de Saúde nos próximos 5 (cinco) anos.

    

 

47) É correto afirmar:

A. os Estados poderão constituir convênios;
B. não existe direção única no SUS;
C. em nível municipal admite-se sua organização em comarcas;
D. os municípios podem constituir consórcios.
E. os cargos de chefia do SUS são complementares, podendo ser exercitados em horario reduzido ou na metade de norma salarial

    

 

48) Dentre as causas de mortalidade abaixo, qual NÃO É CONSIDERADA como causa de mortalidade materna?

A. eclâmpsia em paciente que não fez pré-natal
B. gestante atropelada por motocicleta
C. gestante falecida por sepse após tentativa de aborto
D. gestante diabética cujo quadro piourou com a gravidez
E. gestante que a miocardiopatia descompensou durante a gravidez

    

 

49) Vários estudos, ao longo dos últimos anos, têm mostrado que pessoas magras tem mortalidade maior que pessoas de peso médio. Um estudo recente, com achados globais semelhantes, mostrou que as pessoas magras fumavam mais que as de peso médio. Controlando, estatisticamente, para o efeito do fumo, a associação entre baixo peso e mortalidade permanecia apenas para indivíduos extremamente magros. O tipo de erro ou vicio que as pesquisas iniciais podem ter incorrido é de:

A. seleção
B. aferição
C. confusão
D. aleatoriedade
E. diagnóstico

    

 

50) Incidência e prevalência são coeficientes muito utilizados em saúde pública. Considerando uma situação de morbidade estável, a relação entre estes indicadores pode ser descrita da seguinte forma:

A. a incidência e a prevalência são inversamente proporcionais entre si, em relação à duração da doença
B. a prevalência é diretamente proporcional ao produto da incidência pela duração da doença
C. a incidência varia proporcionalmente com o produto da prevalência pela duração da doença
D. a duração da doença pode ser estimada pelo produto entre a incidência e a prevalência
E. uma diminuição na prevalência sempre resulta do aumento da duração da doença

    

 

 

SAIR