PROVA ONLINE
(EXPERIMENTAL)

SAIR

PARTE OBJETIVA

MEDICINA INTERNA (10 QUESTÕES)

1) Qual das doenças abaixo NÃO está geralmente associada à positividade do ANCA?

A. Poliarterite nodosa clássica
B. Granulomatose de Wegener
C. Angeíte de Churg-Strauss
D. Retocolite ulcerativa
E. Colangite esclerosante

    

 

2) Sobre a vacina contra sarampo, consideram as afirmações:

(I) tem que evitar expor o frasco á luz solar
(II) a infecção induzida pela vaccinação pode virar transmissivel
(III) hoje em dia não precisa mais guardar o frasco de vacina na geladeira
(IV) a administração de vacina desencadeia somente resposta umoral, mas não celular

São verdadeiras:

A. I, II, III, IV
B. I, II, III
C. I, III
D. IV
E. I

    

 

3) Entre os seguintes farmácos utilizados no tratamento da hipertensão arterial somente um tem ação inibidora adrenergica central:

A. doxazosina
B. bisoprolol
C. guanabenzeno
D. triamteren
E. ácido etacrinico

    

 

4) Um paciente de 56 anos, deu entrada no pronto socorro com dor torácica de forte intensidade há 2h, sudorese fria, náuseas e vômitos. Ao exame, PA = 80 x 40 mmHg, FC = 40 bpm, eupneico, corado, anictérico, RCR 2T bulhas normofonéticas, sem sopros, aparelho respiratório sem alterações. O ECG apresentava supradesnível do segmento ST em D2, D3, aVF e V1, além de um BAV de 2 o grau Mobitz I. A conduta mais apropriada neste momento é:

A. Estreptoquinase
B. Marca-passo transcutâneo
C. Marca-passo transvenoso
D. Atropina + soro fisiológico
E. Dobutamina + noradrenalina

    

 

5) O ponto de partida para a seqüência do mecanismo de falcização das hemácias consta em:

A. o aumento das moléculas de adesão celular da hemácia
B. a formação de um polímero de moléculas de hemoglobina
C. a hemoglobina S sofre interações hidrofóbicas
D. o afoiçamento das hemácias
E. a desoxigenação da hemácia

    

 

6) O teste Coombs direto possui uma sensibilidade limitada no diagnóstico da anemia hemolítica autoimune, estando positivo apenas quando:

A. o numero de hemácias é acíma de 4 milhões elementos/mm3
B. o paciente já sofreu pelo menos uma crise hemolitica
C. a quantidade de IgG é superior a 200 moléculas por hemácia
D. o paciente apresenta na plasma anticorpos Donath-Landsteiner
E. existe ainda um nível plasmatico de haptoglobina suficiente para ligar a hemoglobina

    

 

7) Paciente, 50 anos, negro, tabagista, advogado, alertado pela campanha do Ministério da Saúde, realizou uma primeira glicemia de jejum de 150 mg% e a segunda de 169 mg%. Vinha ganhando peso nos últimos anos (IMC 32) e tinha pressão arterial de 140 x 95 mmHg. O exame clínico não demonstrou outras anormalidades, além da pressão e da obesidade abdominal. Nesse paciente, opta-se por iniciar um programa intensivo de dieta e exercício e, após quatro meses, sua hemoglobina glicosilada estava em 8,1%.
Nesse momento, a melhor opção seria:

A. iniciar insulina, apenas
B. iniciar metformin e manter as modificações do estilo de vida
C. manter o programa de exercícios e de dieta por mais seis meses
D. acarbose
E. iniciar metformin + insulina

    

 

8) Dos seguintes broncodilatadores beta-2-mimeticos, qual é o mais indicado para ser utilizado na prova da variabilidade do PEF:

A. terbutalina
B. salmeterol
C. formoterol
D. bambuterol
E. orciprenalina

    

 

9) Os anti-hipertensivos reduzem a hipertrofia ventricular esquerda, sendo considerados os mais eficazes:

A. os bloqueadores do SRAA
B. os vasodilatadores diretos
C. os diureticos
D. os bloqueadores de canais de calcio
E. os beta-bloqueadores

    

 

10) Paciente internado com linfoma de Hodgkin. Em função da evolução do quadro, foi descartada qualquer possibilidade de terapia para o câncer. O médico não encontra tempo e não tem conseguido conversar com o paciente.
Você pode afirmar que:

A. O médico pode estar apresentando uma reação em função da contratransferência
B. É importante o médico convocar um psicólogo para conversar com o paciente
C. As pesquisas comprovam que as pessoas não querem ser informadas quando apresentam uma doença grave
D. Neste caso conversar com o paciente não seria uma atuação relevante, pois não modificaria a evolução do caso
E. Se o paciente não demonstra preocupação em relação ao seu quadro a atenção do médico não fará diferença

    

 

CIRURGIA (10 QUESTÕES)

11) São causas de dor abdominal secundária a lesões inflamatórias – indique a alternativa ERRADA:

A. ulcera gástrica
B. colecistite aguda
C. pancreatite aguda
D. intussuscepção íleo-cecal
E. diverticulite

    

 

12) Considere-se paciente com quadro de pancreatite aguda que apresenta, após período de duas a três semanas de evolução, coleção líquida sem sinais clínicos ou laboratoriais de infecção. O tratamento mais adequado para o caso é:

A. drenagem local com cateter percutâneo
B. tratamento clínico de suporte
C. antibioticoterapia adequada
D. drenagem cirúrgica através de pequenas incisões localizadas
E. laparotomia com drenagem + necrosectomia.

    

 

13) Paciente de 43 anos é encaminhado ao cirurgião após avaliação inicial com dermatologista, por apresentar eritema migratório necrolítico associado a diabetes melito, anemia, glossite, perda de peso e exame de imagem mostrando massa tumoral ao nível do corpo do pâncreas. Qual a principal hipótese diagnóstica para esse caso?

A. Adenocarcinoma de pâncreas
B. Glucagoma
C. Síndrome de Verner-Morrison
D. Somatostinoma
E. GRFomas

    

 

14) Noventa e cinco por cento de todas as neoplasias gástricas malignas são:

A. polipose familial múltipla
B. carcinoma de células escamosas
C. adenoacantoma
D. tumor carcinóide
E. adenocarcinomas gastricas

    

 

15) Dentre as seguintes afirmações sobre a doença ulcerosa somente uma é CORRETA:

A. o aumento da incidencia da doença ulcerosa nos homens é explicada pelo alto numero de homens fumantes
B. as ultimas pesquisas sobre o metabolismo e açoes do Helicobacter pylori conduziram á conclusão que a doença ulcerosa é, de fato, de etiologia infecciosa
C. hoje o tratamento cirurgical da doença ulcerosa foi quase abandonado, por causa dos bons resultados obtidos pela erradicação do H. pylori
D. a condição para definir uma lesão ulcerativa é a extensão atraves de mucosa
E. a doença ulcerosa duodenal tem como unica exigência etiologica a existência da hipersecreção da pepsina

    

 

16) Paciente cardiopata, etilista está na UTI em pós-operatório imediato de colectomia total. Desenvolve fraqueza, hiporreflexia, íleo e hipodinamia respiratória. O diagnóstico mais provável é:

A. hiperpotassemia
B. hiponatremia
C. hipocalcemia
D. hipopotassemia
E. hipomagnesemia

    

 

17) Paciente em coma (escala de Glasgow 4), anisocórico (midríase à esquerda) é trazido pela equipe de resgate com entubação orotraqueal, colar cervical, venóclise instalada, porém sem evidência de outra lesões traumáticas, além do trauma craniano, PA 120 x 80 mmHg; P 98 bpm. A tomografia de crânio sem contraste não evidenciou hematomas ou grandes áreas de contusão, as cisternas pré-pontina, óptico-quiasmática e perimesencefálica e o terceiro ventrículo estavam com sua anatomia preservada; pequenas áreas hiperatenuantes eram observadas em corpo caloso, centro semioval e no mesencéfalo. A hipótese diagnóstica mais provável é:

A. edema cerebral difuso
B. inchaço cerebral difuso
C. hipoxemia grave
D. embolia gordurosa
E. lesão axonal difusa

    

 

18) Em que tipo de trauma ocorrem as lesões nervosas associadas a traumatismo vascular agudo?

A. abdominal
B. membros inferiores
C. pescoço
D. tórax
E. membros superiores

    

 

19) Você está orientando um adolescente que pratica atividade física regular e que apresenta a doença de Osgood-Schlatter. Qual a principal recomendação a ser dada?

A. fisioterapia com exercícios diários
B. artroscopia do joelho
C. terapia apenas com acetaminofen quando necessário
D. restrição de atividade física
E. suplemento de cálcio e magnésio

    

 

20) Homem de 18 anos dá entrada no pronto-socorro 2 h após queda de altura de 3 metros. Apresenta TCE leve com TC de crânio normal e pneumoperitôneo ao Rx de abdome. O restante da avaliação não demonstrou outros traumatismos. Submetido a laparotomia exploradora, foi identificada laceração da face lateral do esôfago abdominal. Qual a melhor conduta?

A. esofagectomia e reconstrução do trânsito com gastroplastia
B. esofagectomia com derivação esofágica cervical e gastrostomia
C. esofagorrafia
D. esofagorrafia e fundoplicatura
E. omentopexia e esofagorrafia

    

 

PEDIATRIA (10 QUESTÕES)

21) Na imagem abaixo:


o diagnóstico mais provável seria:

A. lupus infantil
B. vitiligo
C. tinea capitis
D. kerion Celsi
E. pediculose

    

 

22) Os agentes que mais provocam sinusite aguda bacteriana são:

A. Str.meningitidis, Staphylococcus albus, Listeria monocytogenes
B. Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes, Bordetella pertussis
C. Streptococcus pneumoniae, o Haemophylus influenzae, Moraxella catarrhalis
D. My. tuberculosis, Actynomices, Candida
E. Klebsiella, Pseudomonas, Bacteroides fragilis

    

 

23) O preparo pre-operatorio da criança com síndrome de Down a ser submetida a tonsilectomia inclui, especificamente:

A. jejum de pelo menos 12 horas antes da cirurgia
B. reposição dos fatores de coagulação no pré-operatório imediato
C. abaixar a temperatura á menos de 37, 5 graus C
D. aplicar sedativos na vespera da cirurgia
E. fazer radiografia da coluna cervical

    

 

24) É a única indicação absoluta para a tonsilectomia:

A. Hipertrofia adenoamigdalar associada a cor pulmonale
B. Sintomas obstrutivos caracterizados por episódios de apnéia durante o sono em crianças pequenas
C. Crescimento deficiente, anormalidades da fala e anormalidades craniofaciais.
D. Abscesso peritonsilar
E. Estado de portador estreptocócico irresponsível ao tratamento clínico.

    

 

25) Sobre quase todos os acessórios existentes para o aleitamento materno (AM), qual a alternativa correta?

A. São produtos de uma sociedade de alta tecnologia
B. Refletem a predisposição da sociedade em pensar no AM como difícil
C. Refletem versões anteriores de acessórios inventados anos atrás
D. Significam que a nutriz necessita de ajuda no aleitamento
E. Mostram que o AM evoluiu muito nos últimos anos.

    

 

26) Entre as seguintes, indiquem a mais apropriada definição para o exantema:

A. prurido crónico, acompanhado de manchas avermelhadas e as vezes de bolhas
B. áreas de pele eritematosa e “inflamada”
C. manchas rosadas de formas irregulares que podem se transformar em escamas finas acastanhadas
D. manchas de pele as quais podem variar da cor rosada até o vermelho escuro
E. erupção cutânea que se manifesta na superfície das mucosas que revestem as cavidades naturais, sobretudo na boca e na faringe

    

 

27) A icterícia fisiologica neonatal é clinicamente aparente quando há níveis de:

A. bilirrubina direta maiores de 5 mg/dL
B. bilirrubina direta maiores de 15 mg/dL
C. bilirrubina indireta maiores de 5 mg/dL
D. bilirrubina indireta maiores de 1 mg/dL
E. bilirrubina total maior que 15 mg/dL

    

 

28) Qual dos seguintes tratamentos deve ser evitado na miocardite aguda?

A. dopamina
B. imunoglobulina IV
C. tratamento de suporte com diuréticos
D. digoxina IV
E. dobutamina

    

 

29) É razoável interromper a reanimação dum recém nascido de mais de 34 semanas quando o mesmo apresenta:

A. Apgar 5 depois de 5 minutos de vida
B. Glasgow abaixo de 3
C. assistolia com 10 minutos de vida
D. suspeita de malformações congênitas letais ou potencialmente letais
E. bradicardia não responsiva á adrenalina

    

 

30) Numa consulta ambulatorial a um recém nascido de 3 dias, a mãe se queixa de que sente muitas dores para amamentar, pois seus mamilos apresentam-se com fissuras. Diz que suas mamas estão flácidas, sem leite, e que seu filho já vomitou sangue. Para podermos tratar a fissura dos mamilos, é preciso:

A. alternar leite materno com mamadeira
B. colocar compressa morna nas mamas
C. mandar lavar as mamas após sucção
D. prescrever pomadas cicatrizantes
E. diminuir a duração das mamadas

    

 

OBSTETRICIA GINECOLOGIA (10 QUESTÕES)

31) São sinais de pré-eclampsia grave, que requerem a imediata interrupção da gravidez:

I) diastólica acima de 110 mmHg
II) distúrbios visuais
III) desidrogenase láctica aumentada (LDH)
IV) vômitos

São verdadeiras:

A. I, II, III, IV
B. I, II, III
C. I, II
D. II e III
E. apenas IV

    

 

32) Os exames complementares que possibilitam a avaliação da maturidade fetal são:

A. dopplerflluxometria da artéria umbilical e espectrofotometria do líquido amniótico
B. prova de Pose e dosagem do hormônio gonadotrófico coriônico
C. teste de Weiner e dosagem do hormônio gonadótrófico coriônico
D. teste de Clements e dosagem de fosfatidilglicerol
E. cardiotocografia basal e perfil biofísico fetal

    

 

33) O síndrome de transfusor-transfundido aparece mais frequente associado com:

A. gemelaridade dizigotica
B. gemelaridade multicorionica
C. gemelaridade unicorionica
D. gemelaridade siameza
E. gemnelaridade múltipla (tripla, quadrupla, etc)

    

 

34) Dependendo da sua localização, tamanho e quantidade os miomas podem provocar:

I) dor durante as relações sexuais
II) incontinência urinária e urgência miccional
III) fezes em fita e constipação
IV) hemorróidas e congestão venosa passiva do útero e da pelve

São verdadeiras:

A. I, II, III, IV
B. I, II, III
C. I e III
D. II e IV
E. III, IV

    

 

35) A melhor descrição evolutiva da tumor filóide de mama (cistosarcoma phylloides) é a seguinte:

A. crescimento rápido e tendência a recidiva
B. crescimento lento e tendencia á fistulização
C. crescimento lento e tendência á malignidade
D. crescimento rápido e tendencia á malignidade
E. estacionario e tendencia a regressão espontânea

    

 

36) O mais frequente e arriscante incidente relacionado ao prematuro é:

A. o síndrome de angustia respiratoria do recém nascido
B. hemorragias capilares freqüentes
C. síndrome de coagulação intravascular disseminada
D. morte súbita
E. hipertensão intracraniana por hidrocefalia

    

 

37) A gravida com evolução normal, sem riscos, tem que evitar, EXCETO:

A. irrigações vaginais
B. viagens, entre 12-36 semanas
C. tomar vacina contra rubéola
D. tomar vacina contra sarampo
E. atividades físicas prolongadas

    

 

38) Recomenda-se o rastreamento do diabetes gestacional de modo especial para:

A. gestantes com idade superior a 35 anos
B. gestantes primíparas
C. gestantes com istorico familiar de diabetes mellitus ou gestacional
D. gestantes com hiperêmese gravidica
E. todas as gestantes, independente da presença ou não de fatores de risco

    

 

39) O feto premáturo tem algumas características especiais que resultam do curto período intrauterino. Entre estas caracteristicas são incluidas:

I) cumprimento menor de 47 cm
II) Fácies pequena, triangular e enrugada, boca grande (aspecto de velho)
III) os olhos podem apresentar vestígios da membrana pupilar
IV) torax com base larga

São verdadeiras:

A. apenas I e II
B. apenas I e III
C. apenas II e III
D. apenas I e IV
E. nenhuma resposta correta

    

 

40) Ovário palpável a uma pessoa a menopausa significa:

A. ovário policistico
B. neoplasia ovariána
C. terapia de reposição hormonal em curso
D. hiperfunção adrenal
E. ooforite autoimune

    

 

 

SAUDE PUBLICA (10 QUESTÕES)

41) Um estudo epidemiológico foi realizado para investigar possíveis fatores de risco ou de proteção para doença ulcerosa péptica em etilistas inveterados com idade entre 28 e 35 anos. Foram entrevistados 191 etilistas entre 28 e 35 anos de idade, cuja endoscopia digestiva alta indicava doença ulcerosa péptica, assim como 301 não etilistas na mesma faixa etária sem doença ulcerosa péptica. Este é um exemplo de:

A. estudo de corte transversal
B. estudo de coorte retrospectivo
C. estudo de coorte prospectivo
D. ensaio clínico controlado
E. estudo caso-controle

    

 

42) Em uma comunidade com 1.000 adultos, um exame clínico inicial revela que 250 pessoas apresentam diabetes. Todos os adultos são acompanhados por 2 anos. Neste período, 50 adultos desenvolvem a doença. A incidência acumulada de diabetes é de:

A. 50/250
B. 50/1.000
C. 50/750
D. 250/1 .000
E. 300/1 .000

    

 

43) A diretriz da participação da comunidade no Sistema Único de Saúde (SUS), definida na Constituição Federal, significa

A. a gestão compartilhada do SUS entre os gestores municipais e representantes de serviços hospitalares privados conveniados.
B. a participação dos servidores do SUS em sua gestão nas esferas estaduais e municipais
C. a gestão compartilhada do SUS entre os gestores municipais e estaduais e conselhos regionais e federais de classe.
D. a participação dos diversos setores da sociedade na gestão do SUS, definida pela Lei n.º 8.142/1990.
E. a participação dos diversos movimentos organizados do país na gestão do SUS por meio das associações e sindicatos.

    

 

44) Se formos analisar o coeficiente de mortalidade por doenças transmissíveis desde 1980, por exemplo, a partir de 1996 poderá ocorrer um aumento deste coeficiente, a explicação sendo:

A. aumento real, determinado de enfraquecimento substancial da politica de Saúde do Brasil
B. aumento real, relativo á informatização e maior facilidade do recolhimento dos dados
C. aumento artificial, causado pelas mudanças do CID (Codice Internacioonal das Doenças)
D. aumento artifical, causado de impacto social de algumas doenças infecto´parasitárias
E. aumento artificial, causado de vies deseleção e aferição nas pesquisas

    

 

45) A legislação referente ao SUS determina que:

A. a sua gestão pode ser pública ou privada, dependendo da situação de cada estado da federação, devendo a decisão ser sempre submetida aos conselhos de saúde
B. a sua gestão na esfera estadual pode ser exercida pelo Secretário de Saúde ou por um dos representantes da sociedade do Conselho Estadual de Saúde, desde que haja delegação formal de competência.
C. tanto a gestão como a gerência dos serviços que dele fazem parte devem ser exercidas por entes públicos, a não ser que haja uma deliberação em contrário do poder legislativo
D. a sua gestão deve ser sempre pública, podendo a gerência dos serviços que dele fazem parte ser pública ou privada.
E. os conselhos de saúde, por serem as instâncias máximas em cada esfera de governo, podem deliberar sobre qualquer forma de gestão e de gerência dos serviços de saúde.

    

 

46) “Um conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual ou coletiva, com finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças e agravos”, constituí a base conceitual da:

A. Epidemiologia
B. Vigilância Epidemiológica
C. Vigilância Sanitária
D. Saúde Pública
E. Educação em Saúde

    

 

47) Associe a estratégia de prevenção principal e mais adequada para abordá-la (segundo o modelo da História Natural e Prevenção de Doenças):
I

febre amarela

A

prevenção primária – promoção da Saúde

II

câncer de intestino

B

prevenção primária – proteção específica

III

hemiparesia pós acidente vascular cerebral

C

prevenção secundária – diagnóstico e tratamento precoces

IV

IV- desnutrição

D

prevenção terciária – reabilitação

A. I – C; II – A; III – B; IV – D
B. I – A; II – B; III – C; IV – D
C. I – B; II – C; III – D; IV – A
D. I – C; II – B; III – C; IV – D
E. I – A; II – C; III – D; IV –B

    

 

48) Considerando que foi desenvolvido um teste novo, para detecção de uma nova doença que pode ser transmitida pelo sangue, para candidatos a doador em um banco de sangue, qual atributo do teste seria mais importante garantir?

A. Positividade
B. Especificidade
C. Veracidade
D. Sensibilidade
E. Prevalência

    

 

49) Sobre a tendência da mortalidade infantil no Brasil nos últimos anos, podemos afirmar, EXCETO:

A. a mortalidade infantil está em declínio há algumas décadas
B. as taxas são maiores na população rural
C. a maioria dos óbitos acontece por afecções do período perinatal e por malformações congênitas
D. a maioria dos óbitos do período neonatal acontece no componente neonatal tardio
E. no período pós-neonatal as doenças infecciosas e parasitárias são as principais causas de óbitos

    

 

50) Se a probabilidade de doença numa pessoa com um exame (teste diagnóstico) positivo é 100%, depreende-se que esse exame tem.

A. Valor preditivo negativo igual a 100%
B. Sensibilidade de 100%
C. Valor preditivo positivo menor que 100%
D. Especificidade de 100%
E. Acurácia de 100%

    

 

 

SAIR