m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



1035 USUARIOS INSCRITOS

210 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

719 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6219 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1442 DE CLINICA, 2677 DE PEDIATRIA, 1260 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 361 DE SAUDE PUBLICA
102 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 138 CASOS CLINICOS

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    KATY 581.90 2.520 21
2.    MO 482.00 9.181 21
3.    TARGIGNIS 424.30 6.573 11

SITES RECOMENDADOS:

 

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (246325 votos)..........99.26% das questões objetivas receberam votos.
Na infecção com HIV NÃO há:
A. desequilíbrio entre as respostas de Th1 e Th2
B. número baixo de células natural-killer NK
C. baixo número de LT-CD8+
D. presença do virus no liquor
E. alto risco de contaminação inter-umana pela saliva

  RATING: 3.27

Na infecção com HIV NÃO há:

A. desequilíbrio entre as respostas de Th1 e Th2
INCORRETO:

Na infecção pelo HIV há mesmo desequilíbrio entre as respostas de Th1 e Th2, que contribui para a desregularização do sistema imunológico e para a progressão da infecção assintomática pelo HIV para AIDS. 

B. número baixo de células natural-killer NK
INCORRETO :
As células NK (natural-killer) são linfócitos que expressam em sua superfície a proteína CD 16 e são responsáveis pelo reconhecimento e eliminação de células tumorais e infectadas por vírus. Estudos recentes sugerem que o número de células está diminuído na infecção pelo vírus HIV-1 e, com significado ainda mais importante, apresentam sua capacidade de reconhecimento e eliminação prejudicadas.

C. baixo número de LT-CD8+
INCORRETO :
A razão pela qual o número de LT-CD8+ também diminui ainda não é bem conhecida.

D. presença do virus no liquor
INCORRETO :
O HIV já foi isolado de praticamente todos os líquidos e secreções, tais como plasma, lágrima, saliva, suor, fezes, urina, secreções vaginal e cervical, sêmen, leite e liquor. 

E. alto risco de contaminação inter-umana pela saliva
CORRETO :
Estudos laboratoriais e epidemiológicos evidenciaram que a possibilidade de transmissão do HIV por intermédio da saliva é extremamente baixa. Esse baixo risco é em parte atribuído à presença de pequena concentração de vírus na saliva de indivíduos com a infecção e pela presença de substâncias inativadoras do HIV na saliva.

Gabarito:  E

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.27)
DISCURSIVA: (17156 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
Explique o conceito de ERITRON, os componentes e a importância.

RATING: 3.04

Explique o conceito de ERITRON, os componentes e a importância.

O CONCEITO DE ERITRON: Os eritrócitos (maduros), embora fisicamente separados de seus precursores, os eritroblastos (imaturos), e diferentemente de outros tecidos corporais, formam uma unidade funcional - o éritron - conceituado como órgão único, apesar de descontínuo, sendo o somatório de precursores das células vermelhas, eritroblastos, reticulócitos e hemácias circulantes. (0,1 p)

Esse conceito enfatiza a unidade funcional das células eritróides, desde os proeritroblastos (precursores nucleados) até os eritrócitos que, após adquirirem uma série de modificações, transformam-se em células altamente especializadas, apesar de anucleadas. (0,1 p)

O 'tecido intersticial' do éritron é representado pelo plasma e pelo estroma da medula óssea. (0,1 p)

A partir das células-tronco (SC, stem-cells), entende-se que o éritron, a unidade funcional da massa eritróide, é o somatório de todas as células que compõem esse sistema, esteja na medula óssea, sangue circulante ou tecidos e órgãos. (0,1 p)

Mecanismos balanceados são necessários para manter a síntese de Hb e, dessa forma, manter o éritron capaz de responder em harmonia, dentro dos limites de resposta adequada a uma variedade de situações fisiológicas e patológicas, em que o objetivo maior é o fornecimento adequado de O2 a órgãos e sistemas. (0,1 p)

 

FONTE:
SITE MISODOR - A SERIE VERMELHA

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.04)

CASO CLINICO: (23098 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Identificação – J.J.S., masculino, 48 anos, caminhoneiro, negro, residente em Campo Grande, MS.
História da doença atual – Em 5/2/2005 procurou a UBS com quadro de febre não aferida, cefaleia, dor retro-orbitária, mialgia e artralgia há 48 horas. Foi prescrito dipirona, com melhora parcial dos sintomas.
No 5º dia de doença, procurou o pronto-socorro, por persistirem os sintomas e pelo aparecimento de pequenas manchas no corpo. Referia viagem à Rondônia em 6/12/2004. Antecedentes: Diabetes Melitus II, tratado irregularmente.
Exame Físico Geral - Regular estado geral, corado, hidratado, anictérico. Temperatura axilar de 38ºC, PA: 160x110mmHg; Frequência cardíaca: 94bpm; Peso: 105kg; Estatura: 1,70m. Pele: exantema maculopapular difuso (?). Segmento cefálico: sem alterações. Tórax: pulmões livres. Coração: bulhas rítmicas normofonéticas, sopro sistólico de ++/6 em foco mitral. Abdome: globoso, normotenso, indolor, sem visceromegalias. Neurológico: sem alterações. Prova do laço: positiva.
Exames complementares – Hemograma: Hb: 16g/dL; Ht: 48%; Plaquetas: 87.000/ mm3; Leucócitos totais: 5.200/mm3.
Questões
1. Quais são as hipóteses diagnósticas para o caso, no quinto dia de doença? 0,1 p
2. Destaque cinco elementos no quadro clínico e laboratorial que sustentam suas duas principais hipóteses diagnósticas. 0,1 p
3. Comente o atendimento clínico deste paciente, no quinto dia de doença. 0,3 p


RATING: 2.86

1. Quais são as hipóteses diagnósticas para o caso, no quinto dia de doença? 0,1 p
Dengue (0,01 p), febre amarela (0,01 p), malária (0,01 p), sarampo (0,01 p), rubéola (0,01 p), leptospirose (0,01 p), febre tifóide (0,01 p), riquetisioses (0,01 p), mononucleose infecciosa (0,01 p), endocardite infecciosa (0,01 p);
2. Destaque cinco elementos no quadro clínico e laboratorial que sustentam suas duas principais hipóteses diagnósticas. 0,1 p
a) Malária: epidemiologia, febre, cefaléia, plaquetopenia. (0,05 p)
b) Dengue: epidemiologia, febre, cefaléia, artralgia, dor retroorbitária, PL+, hemoconcentração (Hematócrito esperado é até 45%), plaquetopenia. (0,05 p)
3. Comente o atendimento clínico deste paciente, no quinto dia de doença. 0,3 p
Faltou melhor avaliação epidemiológica (0,06 p).
Faltou avaliação de PA deitado e sentado. (0,06 p)
Não foi valorizado o relato do paciente de ser portador de diabetes, não sendo no momento solicitado exames complementares (glicemia e outros de interesse) (0,06 p)
Abordagem da HAS. (0,06 p)
Não foi solicitado pesquisa de plasmodium. (0,06 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.86)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.