m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

 


usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



583 USUARIOS INSCRITOS

99 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

710 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5488 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1235 DE CLINICA, 2241 DE PEDIATRIA, 1204 DE CIRURGIA, 191 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 338 DE SAUDE PUBLICA
93 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 133 CASOS CLINICOS

 

 

 

 


LIDERES DAS PROVAS - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI:
Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    TARGIGNIS 137.00 7.829 7
2.    ROSA MARIA 127.00 7.257 7
3.    ANGELINA 119.00 6.800 7
SURPRESAS PARA OS ASSINANTES QUE ESTÃO USANDO A PLATAFORMA DE PROVAS ONLINE!
EM BREVE, NOSSO PATROCINADOR VAI OFERECER PREMIOS SUBSTANCIAIS EM DINHEIRO PARA OS USUARIOS COM AS MELHORES PONTUAÇÕES NAS PROVAS!

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDAS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA:
Sobre a laringotraqueobronquite viral aguda e verdade que:
A. ocorre no final do outono e durante o inverno
B. a temperatura e, geramente, muito elevada (39-40 graus C)
C. mais de 30% das crianças acometidos requer internação
D. o agente etiológico mais envolvido na LTVA é o vírus sincicial respiratorio
E. o edema de cordas vocais e ausente

Sobre a laringotraqueobronquite viral aguda e verdade que:

A. ocorre no final do outono e durante o inverno
CORRETO: Geralmente, a laringite viral aparece no outono e durante o inverno, sendo os meninos mais afetados que as meninas.
B. a temperatura e, geramente, muito elevada (39-40 graus C)
INCORRETO : A LTVA geralmente é precedida de um quadro de infecção de vias aéreas superiores caracterizado por febre baixa..
C. mais de 30% das crianças acometidos requer internação
INCORRETO : Apenas 1,2% das crinaças doentes requer internação.
D. o agente etiológico mais envolvido na LTVA é o vírus sincicial respiratorio
INCORRETO : O agente etiológico mais envolvido na LTVA é o vírus parainfluenza I, não o VRS.
E. o edema de cordas vocais e ausente
INCORRETO : O edema das cordas vocais será o responsável pelo aparecimento da voz rouca.

Gabarito:  A

DISCURSIVA:
(I) Qual é a melhor estratégia para garantir tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação em caso de traumatismo/politraumatismo grave? (0,1875 pontos)
(II) Qual a definição correta do acidente?(0,3125 pontos)


(I) Qual é a melhor estratégia para garantir tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação em caso de traumatismo/politraumatismo grave? (0,1875 pontos)
(II) Qual a definição correta do acidente?(0,3125 pontos)

(I) São de importância vital para a redução da morbidade e mortalidade, representando a melhor forma de oferecer tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação:
  • a regionalização do atendimento médico (0,0625 p)
  • a hierarquização do atendimento médico (0,0625 p)
  • criação de Centros de Trauma (0,0625 p)
(II) Acidente = evento não intencional (0,0625 p) e evitável (0,0625 p), causador de todos os tipos de lesões (0,0625 p) no ambiente doméstico (0,0625 p) ou nos outros espaços sociais como trabalho (0,0125 p), trânsito (0,0125 p), escola (0,0125 p), esportes (0,0125 p) e lazer (0,0125 p).

FONTE:
ABORDAGEM DO PACIENTE PEDIÁTRICO POLITRAUMATIZADO

CASO CLINICO:
O Sr. M. de O. S., natural do Espírito Santo, Brasil, procurou inicialmente atendimento no ambulatório de dermatologia do Hospital das Clínicas por apresentar múltiplas lesões pruriginosas (urticariformes) que apareciam de modo intermitente há mais ou menos um anos. As lesões apareciam e desapareciam em uma semana. Durante esse tempo ele tratava as lesões com ervas.
Não havia história da existência de algum fator desencadeante, alguma doença, ou uso de alguma droga por tempo prolongado. Os exames de sangue, velocidade de hemossedimentação, marcador imunológico para glicose 6 fosfato desidrogenase e raio X de tórax estavam normais.
Biopsia de pele mostrou uma epiderme não delimitada, um infiltrado perivascular de linfócitos e algumas células plasmáticas e mastócitos na derme e restos nucleares por entre elas.
Foi estabelecido o diagnostico de vasculite urticariforme, um tipo de vasculite incomum, mediada por imunocomplexos, caracterizada pelo aparecimento de lesões urticariformes dolorosas de duração prolongada, acompanhadas de febre, artralgias e cólica abdominal.
O paciente foi medicado com prednisolona 10 mg inicialmente e duas semanas depois associada com 0,5 mg de colchicina. Na ausência de uma resposta satisfatória foi medicado com dapsona 50 mg/dia. Após dois meses o paciente não mais compareceu ao ambulatório.
Depois 6 meses da ultima consulta, o sr. M. de O. S. retornou ao ambulatório apresentando lesões eczematosas nos membros inferiores e generalizada xerosis. A pele da face mostrava-se eritematosa, lustrosa, enrugada, edemaciada (face leonina). Ambos os nervos ulnar e o poplíteo esquerdo estavam espessados e endurecidos pela fibrose (sensibilidade preservada). Nódulos eritematosos (paniculite) foram encontrados dispersos nos braços e pernas. 1) Qual é o exame principal que precisa ser solicitado neste momento? (0,1 pontos)
2) A segunda biopsia da pele mostrou intensos infiltrados de macrófagos espumosos (macrófagos com inúmeros bacilos no seu interior) na derme e múltiplos bacilos ácido resistentes. Qual e o diagnostico mais provável, sendo os resultados da biopsia mencionados acima? (0,2 pontos)
3) O que é e qual seria a utilidade do teste Mitsuda realizado neste ultimo atendimento do paciente? (0,2 pontos)


1) Qual é o exame principal que precisa ser solicitado neste momento?
A biopsia das lesões cutâneas! As manifestações iniciais de vasculite urticariforme poderiam ter sido um estágio inicial da lepra e que foi se manifestar de modo mais evidente 2 anos depois na forma hanseníase virchowiana. (0,1 p)
2) Qual e o diagnostico mais provável, sendo os resultados da biopsia mencionados acima?
Hanseníase - doença infecciosa causada pela Micobacterium leprae(0,1 p).
Suas principais formas são:
- hanseníase tuberculoide (forma benigna)
- hanseníase virchoviana (forma maligna) com lesões importantes, vários nódulos forma lepromatosa)
- indeterminada: não se sabe para que forma vai evoluir
- dimorfa - apresenta sinais das formas tuberculoide e lepromatosa
No caso, trata-se de uma forma virchoviana (forma maligna) (0,1 p)
3) O que é e qual seria a utilidade do teste Mitsuda realizado neste ultimo atendimento do paciente?
O teste de Mitsuda visa avaliar a capacidade do indivíduo de responder através da imunidade celular ao bacilo de Hansen. (0,1 p)
Na forma virchoviana - como e o caso do nosso paciente - é negativa, o indivíduo não responde em decorrência do comprometimento das reações imunológicas. (0,1 p)
DISCUSSÃO:
O teste e feito com a administração intradérmica de lepromina que contém de 40 - 60 milhões de bacilos mortos por ml (suspensão de tecidos com bacilos destruídos pelo calor).
A avaliação é feita em cerca de 28 dias em média.
Nos indivíduos normais e com a forma tuberculóide aparece um nódulo no local que pode ou não ulcerar.

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.