m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

 


usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



583 USUARIOS INSCRITOS

99 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

710 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5488 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1235 DE CLINICA, 2241 DE PEDIATRIA, 1204 DE CIRURGIA, 191 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 338 DE SAUDE PUBLICA
93 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 133 CASOS CLINICOS

 

 

 

 


LIDERES DAS PROVAS - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI:
Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    TARGIGNIS 137.00 7.829 7
2.    ROSA MARIA 127.00 7.257 7
3.    ANGELINA 119.00 6.800 7
SURPRESAS PARA OS ASSINANTES QUE ESTÃO USANDO A PLATAFORMA DE PROVAS ONLINE!
EM BREVE, NOSSO PATROCINADOR VAI OFERECER PREMIOS SUBSTANCIAIS EM DINHEIRO PARA OS USUARIOS COM AS MELHORES PONTUAÇÕES NAS PROVAS!

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDAS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA:
Leia atentamente as assertivas abaixo a respeito do sofrimento fetal agudo e classifique-as em verdadeiro (V) ou falso (F):

(I) Na cardiotocografia intra-parto, as desacelerações variáveis significam sofrimento fetal agudo por insuficiência placentária
(II) o pH do sangue fetal no parto normal situa-se acima de 7.2 no período de dilatação e de 7.15 no período expulsivo
(III) A alteração da freqüência cardíaca fetal que caracteriza o sofrimento fetal agudo está relacionada com a presença de DIP precoce
(IV) O laudo da cardiotocografia “padrão reativo com presença de desaceleração variável do tipo favorável durante contração uterina” corresponde a compressão funicular com boa oxigenação do SNC
(V) As acelerações transitórias (pelo menos 15 bpm e duração de pelo menos 15 segundos), assim com a oscilação da FCF sugerem bem-estar fetal

A sequência correta é:
A. F, V, F, V, V
B. V, V, F, F, V
C. F, F, V, F, V
D. V, V, F, V, F
E. F, F, V, V, F

Leia atentamente as assertivas abaixo a respeito do sofrimento fetal agudo e classifique-as em verdadeiro (V) ou falso (F):

(I) Na cardiotocografia intra-parto, as desacelerações variáveis significam sofrimento fetal agudo por insuficiência placentária
(II) o pH do sangue fetal no parto normal situa-se acima de 7.2 no período de dilatação e de 7.15 no período expulsivo
(III) A alteração da freqüência cardíaca fetal que caracteriza o sofrimento fetal agudo está relacionada com a presença de DIP precoce
(IV) O laudo da cardiotocografia “padrão reativo com presença de desaceleração variável do tipo favorável durante contração uterina” corresponde a compressão funicular com boa oxigenação do SNC
(V) As acelerações transitórias (pelo menos 15 bpm e duração de pelo menos 15 segundos), assim com a oscilação da FCF sugerem bem-estar fetal

A sequência correta é:

A. F, V, F, V, V
CORRETO: As desacelerações variáveis são decorrentes da compressão funicular e nem sempre apresentam componente asfíxico. O DIP precoce ou cefálico se associa com compressão do pólo cefálico. O DIP associado ao sofrimento fetal é o DIP tardio ou placentário. As outras opções são verdadeiras.
B. V, V, F, F, V
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
C. F, F, V, F, V
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
D. V, V, F, V, F
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
E. F, F, V, V, F
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  A

DISCURSIVA:
O resultado da gasometria abaixo é compatível com que quadro clínico? Justifique.

(A) Um paciente diabético em coma hiperglicêmico
(B) Paciente com overdose de barbitúricos

pH: 7,0
[HCO3‐]real: 29,5 mEql/l
pCO2: 80 mmHg
[HCO3‐]standard: 24 mEql/l
BE.: ‐1

O resultado da gasometria abaixo é compatível com que quadro clínico? Justifique.

(A) Um paciente diabético em coma hiperglicêmico
(B) Paciente com overdose de barbitúricos

pH: 7,0
[HCO3‐]real: 29,5 mEql/l
pCO2: 80 mmHg
[HCO3‐]standard: 24 mEql/l
BE.: ‐1

ETAPA I: é acidose ou alcalose? E acidose (o pH e 7,0 < 7,44)

ETAPA II: é respiratoria ou metabolica?

Vamos considerar o CO2 versus o HCO3. Quém é mais 'modificado'? Com certeza, o CO2, ou seja, temos uma ACIDOSE RESPIRATORIA.

ETAPA III: É uma acidose respiratória AGUDA ou CRÔNICA?

Vamos ver, então, pACO2 subiu com 38 mm Hg, enquanto o pH caiu com 0,44.  Ou seja, para cada mm Hg de CO2 o pH caiu com 0,01. Ou seja, é um disturbio crônico, o organismo teve tempo de copmpensar esta acidemia com aumento de HCO3

Causas mais frequentes de acidose respiratoria:

Causa mai frequente: HIPOVENTILAÇÃO

Depressão SNC (opiodes - inibem o centru respíratorio, com bradipneia, retenção CO2)
Pneumotorax (a respiração não pode ser eficiente por causa do colapso)
Doenças pulmonares (pneumonia muito extensa)
Doenças musculo-esqueleticas:

Cifoescoliose - normalmente cronica
Guillain Barré - normalmente aguda
Miasthenia gravis - cronica tambem

FONTE:
http://www.misodor.com/DISTURACIDBAS.html

CASO CLINICO:
Paciente de 23 anos, no trigésimo dia de puerpério de seu primeiro parto via vaginal, amamentando exclusivamente ao seio, procura o médico solicitando prescrição de anticoncepcional.
Cite os métodos contraceptivos disponíveis no Brasil que são adequados a essa paciente. (Valor: 0,50)


Métodos contraceptivos:

Preservativo masculino e feminino ou condon ou camisinha (0,1 p)
Minipílula ou pílula, apenas com progesterona (0,08 p)
Progesterona injetável (0,08 p)
Implante de progesterona (0,08 p)
DIU com cobre ou progesterona (0,08 p)
Diafragma (0,08 p)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.