m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



1052 USUARIOS INSCRITOS

211 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

719 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6238 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1449 DE CLINICA, 2689 DE PEDIATRIA, 1260 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 361 DE SAUDE PUBLICA
103 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 138 CASOS CLINICOS

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    KATY 581.90 2.520 21
2.    MO 482.00 9.181 21
3.    TARGIGNIS 424.30 6.573 11

SITES RECOMENDADOS:

 

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (252227 votos)..........99.02% das questões objetivas receberam votos.
Um homem de 30 anos se encontra em investigação diagnóstica de ptose palpebral e fraqueza muscular proximal de início recente. Acordou ontem com quadro de cefaleia, edema facial e de membros superiores. O diagnóstico mais provável para o caso é:
A. doença de Hodgkin
B. linfoma não-Hodgkin
C. neuroblastoma
D. carcinoma de pulmão de pequenas células (oat cell)
E. timoma

  RATING: 2.98

Um homem de 30 anos se encontra em investigação diagnóstica de ptose palpebral e fraqueza muscular proximal de início recente. Acordou ontem com quadro de cefaleia, edema facial e de membros superiores. O diagnóstico mais provável para o caso é:

A. doença de Hodgkin
INCORRETO: veja a resposta da alternativa E
B. linfoma não-Hodgkin
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
C. neuroblastoma
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
D. carcinoma de pulmão de pequenas células (oat cell)
INCORRETO : veja a resposta da alternativa E
E. timoma
CORRETO : Um quadro clássico de Myasthenia gravis, não acham? Ptose palpebral somada a fraqueza muscular proximal não deixam dúvidas. O paciente acordou com manifestações compatíveis com síndrome de veia cava superior (SVC). Embora a causa mais comum de SVC seja o câncer oat cell de pulmão, o timoma (que possui associação clássica com miastenia) também pode ocasioná-la.

Gabarito:  E

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.98)
DISCURSIVA: (17740 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
Responda ás seguintes questões sobre a coqueluche:
1) Quais são os critérios laboratoriais de diagnostico confirmado de coqueluche? (0,125 pontos)
2) Enumeram simplesmente as fases evolutivas da doença. (0,1875 pontos)
3) Que tipo de notificação tem a doença e aonde tem que comunicar em caso de suspeita? (0,125 pontos)
4) Qual é o tratamento da primeira escolha em caso de coqueluche no recém-nascido? (0,0625 pontos)

RATING: 2.96

Responda ás seguintes questões sobre a coqueluche:
1) Quais são os critérios laboratoriais de diagnostico confirmado de coqueluche? (0,125 pontos)
2) Enumeram simplesmente as fases evolutivas da doença. (0,1875 pontos)
3) Que tipo de notificação tem a doença e aonde tem que comunicar em caso de suspeita? (0,125 pontos)
4) Qual é o tratamento da primeira escolha em caso de coqueluche no recém-nascido? (0,0625 pontos)

1) Quais são os critérios laboratoriais de diagnostico confirmado de coqueluche?
Bordetella pertussis isolada em espécime clínica; (0,0625 p)
Reação de cadeia da polimerase positiva para B.pertussis. (0,0625 p)

2) Enumeram simplesmente as fases evolutivas da doença.
Fase catarral (0,0625 p), fase paroxística (0,0625 p) e fase de convalescença (0,0625 p).

3) A coqueluche é uma doença de notificação compulsória (0,0625 p), e sempre que o médico suspeitar do diagnóstico deve comunicar a Vigilância do município (0,0625 p).

4) Qual é o tratamento da primeira escolha em caso de coqueluche no recém-nascido?
Azitromicina 10 mg/kg/d 1x/dia ( Em menores de 1 mês, preferir azitromicina pelo risco maior de estenose hipertrófica de piloro com eritromicina) (0,0625 p)

FONTE:
Coqueluche: revisão atual de uma antiga doença

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.96)

CASO CLINICO: (23918 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Paciente do sexo masculino, 42 anos de idade, oriundo do município de Itapiranga, SC.Em sua história pregressa narrou que seus exames laboratoriais sempre apresentaram anemia. Seu hemograma apresentou alterações significativas em alguns índices hematimétricos, como pode ser visto abaixo:



 Valores de Referência: ERI= Eritrócitos (4,00 – 6,00 x 106/μL); HCT= Hematócrito (35,0 -60,0%); Hb= Hemoglobina (11,0 – 18,0g/dL); VCM= Volume Corpuscular Médio (80,0 -100,0 fL); HCM= Hemoglobina Celular Média (27,0 – 31,0 pg); CHCM=Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média (33,0 – 35,5 g/dL); RDW= Amplitude da Distribuição dos Eritrócitos (11,5 – 14,5%).
No esfregaço, o paciente apresentou: anisocitose, hipocromia, microcitose, policromasia, ponteado basófilo, eliptócito, dacriócito.

Bioquimica: Ferro (μg/dL) 136,0 Ferritina (ng/mL) 1.153,0
Valores de Referência (ferro sérico): Homens – 59,0 a 158,0 μg/dL e Mulheres – 37,0 a 145,0 μg/dL.Valores de Referência (ferritina): Homens – 30,0 a 40,0 ng/mL; Mulheres – 13,0 a 150,0 ng/mL e Crianças (4 meses a 16 anos) – 20,0 a 200,0 ng/mL.

PERGUNTA-SE:

1) Quais são os principais achados que chamam atenção na eritrograma? Justifiquem e caracterizam a eritrograma. (0,35 p)
2) Que importante exame laboratorial está faltando? Qual seria a justificativa? (0,1 p)
3)  Qual é a importância do dosagem da ferritina para esse paciente? (0,05 p)


RATING: 3.01

O paciente de 42 anos do presente caso em estudo apresentou valor de hemoglobina e hematócrito dentro dos valores de referência e no limite inferior, respectivamente. A microcitose (VCM= 65,5 fL) e a hipocromia (HCM = 22,4 pg) chama atenção neste eritrograma. A hipocromia foi difícil de ser visualizada na extensão sanguínea (CHCM =34,2 g/dl), mas ela estava presente porque o HCM está abaixo do valor de referência (27 pg). A hipocromia foi marcada em função do valor do HCM. A anisocitose foi outro achado consistente, pois o RDW foi de 16%. Este eritrograma pode ser classificado como sendo microcítico e hipocrômico e tendo uma população eritrocitária heterogênea. Para dosagem da ferritina pode ser afastada a possibilidade de anemia ferropriva. QUESTÃO 1: A microcitose (VCM= 65,5 fL) e a hipocromia (HCM = 22,4 pg) chamam a atenção neste eritrograma. A hipocromia, difícil de ser visualizada na extensão sanguínea (CHCM =34,2 g/dl), esta presente porque o HCM está abaixo do valor de referência (27 pg). A hipocromia foi marcada em função do valor do HCM.(2 x 0,1 p = 0,2 p) A anisocitose é outro achado consistente, pois o RDW foi de 16%. (0,1 p) O paciente de 42 anos do presente caso em estudo apresentou valor de hemoglobina e hematócrito dentro dos valores de referência e no limite inferior, respectivamente.Este eritrograma pode ser classificado como sendo microcítico e hipocrômico e tendo uma população eritrocitária heterogênea. (0,05 p)
QUESTÃO 2: falta a eletroforese das hemoglobinas, para avaliar a possibilidade de existência de alguma hemoglobinopatia (por exemplo, talassemia). (0,1 p)
QUESTÃO 3: Através do dosagem da ferritina pode ser afastada a possibilidade de anemia ferropriva. (0,05 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.01)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.