USUARIO
SENHA
NÃO SOU CADASTRADO
NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO

 

OBJETIVA:
Lactente do sexo feminino, com quatro meses de idade, é trazida ao pronto-socorro. Sua mãe relata que a criança começou apresentar tosse, cansaço, 'chiado no peito' e febre (de até 38,5ºC) há dois dias. Nega episódios semelhantes anteriores. Ao exame físico a criança apresenta taquipnéia (FR 64/min) sem desconforto respiratório. O murmúrio vesicular está presente e simétrico e acompanha-se de sibilos respiratórios e estertores subcreptantes grossos e difusos. O diagnóstico do quadro de sibilância e a conduta devem ser, respectivamente:
A. asma; inalações com broncodilatadores
B. bronquiolite; inalações com soro fisiológico associados à fisioterapia respiratória
C. asma; aminofilina
D. bronquiolite; inalações com broncodilatadores
E. laringite; inalação com adrenalina

RECOMENDAÇÃO PARA RESUMOS: NOVAPEDIATRIA.COM.BR
DISCURSIVA:
O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um dos agravos da saúde da criança e do adolescente que interferem no desenvolvimento psicomotor. O tratamento baseia-se em cinco principios bascos. Enumeram esses principios.

CASO CLINICO:
E.O.S. , sexo feminino , 3 meses , negra ,natural e procedente de Salvador - BA
QP: tosse e dispnéia há 2 dias
HMA : criança vinha bem quando há 2 dias passou a cursar com tosse seca e desconforto respiratório. Nega febre, vômitos, obstrução nasal ou coriza.. Refere diminuição da ingesta alimentar e irritabilidade neste período. Procurou assistência médica em Unidade de Saúde Leite materno exclusivo até 1 mês. Após esse período foi introduzido Leite Ninho + Cremogema. Recebeu as 2 doses de BCG e Hepatite B, além da 1ª dose de HIB, Polio e DPT. AM : nega alergias,cirurgia, internamentos,acidentes ou episódios de dispnéia anteriores.  Moradia própria com saneamento básico, onde residem 4 pessoas. Renda familiar de R$ 200,00. Em REG e N, afebril, ativa, descorada ++/IV, hidratada, acianótica, anictérica, taquidispnéica com TIC e TSD Peso: 5040 g (p 10-25) FR : 55 ipm FC : 125 bpm. MV rude, com sibilos expiratórios difusos bilaterais, estertores grosseiros, móveis , bilaterais AUSCULTA CV : BRNF em 2T sem sopros ABDÔMEN : plano, flácido, indolor. Fígado palpável a 3cm do RCD. Baço não palpável. RHA presentes. EXTREMIDADES :sem edemas, bem perfundidas.
HEMOGRAMA:
RBC : 4.030.000 Hb: 9,8 g/dL Hct: 27,6% VCM : 79,7 HCM : 28,3 CHCM : 35,5 RDW : 12% Leucograma : 3700 Bt- 2% Seg- 69% Eo - 1% Linf- 26% M-2% 

Pergunta-se:
1) Quais são as principais suspeitas diagnosticas? 0,15 p 2) Indiquem 5 fatores determinantes que contribuem para a deficiência de ferro na infância. 0,2 p 3) Indiquem a esquema terapeutica adequada conforme os diagnosticos feitos no caso apresentado. 0.15 p