m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



1052 USUARIOS INSCRITOS

211 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

719 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
6238 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1449 DE CLINICA, 2689 DE PEDIATRIA, 1260 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 361 DE SAUDE PUBLICA
103 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 138 CASOS CLINICOS

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    KATY 581.90 2.520 21
2.    MO 482.00 9.181 21
3.    TARGIGNIS 424.30 6.573 11

SITES RECOMENDADOS:

 

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (252269 votos)..........99.02% das questões objetivas receberam votos.
Paciente, 40 anos. No segundo pós-operatório de vagotomia troncular + antrectomia, apresenta 12.600 leucócitos, 10% bastões, 78 neutrófilos, 0% eosinófilos, informando estar sentido fraqueza, sem dor ao decúbito, ausculta pulmonar normal. A hipótese diagnóstica para o caso é:
A. resposta endócrino metabólica normal
B. infecção da ferida operatória
C. abscesso sub-frênico
D. fístula digestiva por deiscência na sutura
E. atelectasia pulmonar

  RATING: 3.06

Paciente, 40 anos. No segundo pós-operatório de vagotomia troncular + antrectomia, apresenta 12.600 leucócitos, 10% bastões, 78 neutrófilos, 0% eosinófilos, informando estar sentido fraqueza, sem dor ao decúbito, ausculta pulmonar normal. A hipótese diagnóstica para o caso é:

A. resposta endócrino metabólica normal
CORRETO: Resposta endócrina metabólica esperada, ou seja, uma evolução pós-operatória sem intercorrências. Vamos analisar com calma: a leucocitose encontrada somada a eosinopenia tem como origem a liberação de hormônios como o cortisol. A fraqueza pode ser explicada pelos níveis altos de FNT-alfa e também por hipocalemia, resultado de alcalose (drenagem nasogástrica), aumento da produção de adrenalina (que põe o potássio para dentro da célula) e produção de aldosterona. Ausculta pulmonar normal e ausência de febre descartam a atelectasia como a responsável pelo quadro. As outras opções, como veremos em apostila própria, são eventos mais tardios no pós-operatório.
B. infecção da ferida operatória
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
C. abscesso sub-frênico
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
D. fístula digestiva por deiscência na sutura
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
E. atelectasia pulmonar
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.06)
DISCURSIVA: (17744 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
Quais são os achados clínicos mais comuns da coarctação da aorta as crianças mais velhas? (0,5 p)

RATING: 3.02

Quais são os achados clínicos mais comuns da coarctação da aorta as crianças mais velhas? (0,5 p)

• Pressão arterial diferente: braços > pernas (100%) (0,125 p)
• Sopro sistólico ou frêmito presente no dorso (96%) (0,125 p)
• Hipertensão sistólica presente nas extremidades superiores (96%)(0,125 p)
• Pulsos femorais ou de extremidades inferiores diminuídos ou ausentes (92%)(0,125 p)

FONTE:
Ing FF, Stare TJ, Griffiths SP, Gersony WM: Early diagnosis of coarctation of aorta in children: A continuing dilemma. Pediatrcs 98:378-382,1996.

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.02)

CASO CLINICO: (23924 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Paciente do sexo feminino, 36 anos, sem antecedentes mórbidos, trazida ao hospital devido ao rebaixamento do nível de consciência há dois dias. Esposo relatou que há dez dias a paciente passou a queixar-se de dor nas costas, de intensidade progressiva, que culminou com dificuldade de deambulação.
Ao exame físico de entrada apresentava frequência cardíaca de 120 batimentos por minuto (bpm), desidratação e rebaixamento do nível de consciência (Glasgow 13 à custa de alteração na resposta verbal). Os primeiros exames laboratoriais mostraram as seguintes alterações: ureia = 182mg por decilitro (15-36 mg/dL), creatinina = 1,9 mg por decilitro (0,7-1,2 mg/dL), cálcio = 19,6mg por decilitro (8,4-10,2 mg/dL).
1) Quais são os exames imperativos á ser solicitados em seguida? 0,1 p
2) Quais são as alterações dos exames laboratoriais que aumentam a gravidade do caso? 0,1 p
3) Considerando o valor da calcemia, quais seriam as duas principais causas mais encontradas do mesmo? 0,1 p



RATING: 3.07

1) Quais são os exames imperativos á ser solicitados em seguida? 0,1 p
O quadro clínico inclui sintomas neurologicos (rebaixamento progressivo de Glasgow, dificuldade de deambulação numa paciente de 36 anos, sem antecedentes mórbidos) então é mandatorio, neste caso, solicitar a coleta de líquor e tomografia computadorizada de crânio.
2) Quais são as alterações observados nos exames laboratoriais? - 0,1 p
Temos ureia = 182mg por decilitro (15-36 mg/dL), creatinina = 1,9 mg por decilitro (0,7-1,2 mg/dL) que indicariam uma falha renal, mas, na verdade, o que é mais grave aqui é a hipercalcemia (cálcio = 19,6mg por decilitro (8,4-10,2 mg/dL) - hipercalcemia grave). É sabido que pacientes com hipercalcemia assintomática ou discretamente sintomática - com cálcio menor do que 12 mg/dL - não requerem tratamento imediato. Cálcio entre 12 e 14mg/dL pode requerer instituição de tratamento caso seja oriundo de aumento agudo, visto que o mesmo pode causar alterações neurológicas. Já os pacientes com cálcio acima de 14 mg/dL sempre requerem tratamento imediato, independente dos sintomas.
3) Considerando o valor da calcemia, quais seriam as duas principais causas mais encontradas do mesmo? 0,1 p
A hipercalcemia pode resultar do aumento da reabsorção óssea, da absorção intestinal, da retenção renal ou do uso de drogas hipercalcemiantes. Em algumas doenças, como o câncer, mais de um mecanismo pode estar envolvido. Entre todas as causas, hiperparatireoidismo e malignidades são as mais comuns, respondendo por 90% dos casos.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.07)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.