USUARIO
SENHA
NÃO SOU CADASTRADO
NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO

 


370 USUARIOS INSCRITOS
120 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES
708 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5367 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1235 DE CLINICA, 2125 DE PEDIATRIA, 1202 DE CIRURGIA, 188 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 338 DE SAUDE PUBLICA

77 QUESTÕES DISSERTATIVAS
128 CASOS CLINICOS

CUSTO DA ASSINATURA? ZERO REAIS E ZERO CENTAVOS POR MÊS!



OBJETIVA:
Em caso de distúrbio de controle respiratório com pressão intracraniana elevada é CONTRAINDICADO:
A. hiperventilação profilática intensa
B. manobra de anteriorização da mandíbula
C. tentar estabilizar manualmente a coluna cervical
D. uso de Ringer lactato para reposição volêmica
E. administrar agentes analgésicos ou sedativos

RECOMENDAÇÃO PARA RESUMOS: NOVAPEDIATRIA.COM.BR
DISCURSIVA:
Em relação ao câncer de pulmão responda as questões abaixo:

1) Descreva detalhadamente o quadro clínico (história e exame físico) - 0,125 pontos
2) Descreva os exames complementares que podem ser realizados para a obtenção do diagnóstico histopatológico - 0,125 pontos
3) Quais as classificações atualmente utilizadas (clínica e histopatologica) - 0,125 pontos
4) Descreva o estadiamento utilizado - 0,125 pontos

CASO CLINICO:
J.A.F.S., masculino, 27 anos, negro, mestre-de-obras, natural de São Gonçalo / RJ e morador do município do Rio de Janeiro/RJ. Queixa-se de dor muscular e febre.

IDENTIFICAÇÂO: J.A.F.S., masculino, 42 anos, pardo, advogado, natural de Juiz de Fora / MG e morador do município de Niterói /RJ.

Q.P: Dor muscular e febre.

H.D.A: Indivíduo chega à emergência hospitalar com quadro sintomático de início abrupto – há dois dias, composto de febre (39,2º C), calafrios e cefaleia intensa. Relata fortes dores musculares principalmente na região das panturrilhas e da musculatura paravertebral. Fez uso de Novalgina durante o dia, já que suspeitava de uma gripe.

Diz que se sente muito cansado e seu apetite diminuiu consideravelmente.

H.P.P: Relata ter tido catapora e caxumba durante a infância. Nega internações hospitalares e transfusão de sangue. Nega tabagismo. Etilismo somente social.

H. Familiar: Pai e mãe saudáveis. Irmãos e primos saudáveis. Avô-materno faleceu de doença cardíaca, a qual não soube esclarecer. Avó-materna diabética. Avô-paterno hipertenso. Avó-materna faleceu de causa desconhecida.

H. Psicossocial: Completou o Ensino Médio em Escola Pública. Ativo e magro (IMC = 23). Solteiro com relações heterossexuais com múltiplas parceiras. Afirma fazer uso regular de camisinha. Nega uso de drogas ilícitas. Mora em casa (quatro cômodos com água, energia e saneamento adequados) com seus pais e 2 irmãos.

H. Epidemiológica: Narra ter cruzado faz uma semana, durante período chuvoso, uma zona alagadiça próxima de sua casa.

REVISÃO DOS SISTEMAS:

Geral e Nutrição: Regular estado geral (REG).

Cabeça e Pescoço: Fotofobia e vermelhidão.

Cárdio-respiratório: Sem alterações.

Gastro-intestinal: Sem alterações.

Genitourinário: Sem alterações.

Pele: Aparecimento de algumas lesões avermelhadas.

Esqueleto, articulações e Músculos: Artralgia.

Neurológico: Sem alterações.

EXAME FÍSICO
Sinais Vitais:
Temperatura: 39.2oC; Pulso: 130 bmp; FR: 34 irpm. Pressão: 140x95 mmHG; Peso: 71.2 kg. Altura: 1.76 m.

Ectoscopia: Paciente em regular estado geral, apresentando síndrome febril, hipocorado (2+/4+), hipo-hidratado (2+/4+) – redução do turgor cutâneo, anictérico, acianótico. Marcha atípica. Perfusão capilar periférica normal.

Segmento Cefálico: Hemorragia conjuntival bilateral. Relata fotofobia e dor ocular. Narinas, ouvidos e boca sem anormalidades. Pescoço com boa mobilidade, sem tumorações.

Gânglios: Não foram palpadas linfadenomegalias ao exame físico.

Tórax: Ectoscopia dermatológica apresentando exantemas petequiais em toda a parede anterior e posterior do tórax. Ausência de alterações osteo-esqueléticas da parede torácica. Sem abaulamentos ou retrações.

Pulmão: Murmúrios vesiculares auscultados em todo o tórax, expansibilidade mantida e simétrica, sem estertores, roncos ou sibilos. Percussão torácica timpânica.

Cardiovascular: Íctus normo-localizado em 5oEIE. RCR 2T, BNF, sopro sistólico (2+/6+) melhor auscultado em foco mitral, sem estalitos ou cliques de abertura.

Abdome: Exantemas petequiais dispersos pelo abdome. Dor à palpação profunda do hipocôndrio direito. Abdome peristáltico e timpânico. Sem abaulamentos, visceromegalias e sopros arteriais. Fígado palpável a cinco cm do rebordo costal direito.

Neurológico: Sem alterações de consciência. Equilíbrio normal. Reflexos profundos responsivos.

Osteo-esquelético: Queixa-se de artralgia. Ausência de sinais flogísticos das articulações. Essas permanecem com a amplitude dos movimentos passivos e ativos preservados e simétricos.

Geniturinário: Aumento do volume urinário. Sem alterações macroscópicas da urina. Aparelho genital não avaliado.

LABORATÓRIO:

Análise dos elementos séricos:

Na+: 140 mmol/L (Normal: 135-145).

K+: 3,6 mmol/L (Normal: 3,5-5,0).

Glicose: 80 mg/dL (Normal: 70-110)

Uréia: 28 mg/dL (Normal: 8-25).

Creatinina: 1,6 mg/dL (Normal: 0,6-1,5)

Hemograma:

Anemia hipocrômica.

Leucograma:

14.000 leucócitos/mm3 (Normal: 4300-10800).

Neutrofilia e desvio para a esquerda;

Plaquetas:

110.000/mm3 (Normal: 150.000 – 400.000).

VSH: 30 mm/h (0-13 mm/h).

HIV: negativo.

1) Qual(is) a(s) hipótese(s) diagnóstica(s) possível(eis) para este caso?

2) Qual tratamento?

3) Quais medidas de controle?