m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

 


usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



722 USUARIOS INSCRITOS

115 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

710 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5693 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1261 DE CLINICA, 2407 DE PEDIATRIA, 1205 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 340 DE SAUDE PUBLICA
94 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 134 CASOS CLINICOS

 

 

 

 


LIDERES DAS PROVAS - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI:
Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    MO 152.00 8.686 7
2.    TARGIGNIS 137.00 7.829 7
3.    ROSA MARIA 127.00 7.257 7

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDAS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA:
Uma criança de seis anos é levada a consulta em pronto atendimento e sua mãe refere que a mesma apresentou quadro de febre há uma semana, acompanhada de dor de garganta e vermelhidão na face, tórax e membros. Foi medicada, mas a mãe não sabe referir detalhes. Agora, a criança apresenta descamação lamelar no rosto, tronco e mãos. O diagnóstico provável deste quadro é:
A. eritema infeccioso
B. escarlatina
C. rubéola
D. exantema súbito
E. provável reação alérgica a medicação usada

  RATING: 4.5

Uma criança de seis anos é levada a consulta em pronto atendimento e sua mãe refere que a mesma apresentou quadro de febre há uma semana, acompanhada de dor de garganta e vermelhidão na face, tórax e membros. Foi medicada, mas a mãe não sabe referir detalhes. Agora, a criança apresenta descamação lamelar no rosto, tronco e mãos. O diagnóstico provável deste quadro é:

A. eritema infeccioso
INCORRETO: Eritema infeccioso e exantema súbito não descamam
B. escarlatina
CORRETO : Numa questão de doença exantemática, espera-se que o formulador descreva casos típicos, pois, caso contrário, o diagnóstico é impossível devido à grande superposição entre as diversas manifestações clínicas dessas doenças, particularmente nas suas formas atípicas. Nessa questão, o quadro é altamente sugestivo de escarlatina. A idade é compatível (as crianças com faringite e escarlatina costumam ter entre cinco e 15 anos de idade). Há história de dor de garganta e, o principal, a descamação (iniciada uma semana após o quadro agudo) é lamelar, o que é típico da escarlatina.
C. rubéola
INCORRETO : A descamação na rubéola, quando presente, é mínima e furfurácea (como farinha).
D. exantema súbito
INCORRETO : Eritema infeccioso e exantema súbito não descamam
E. provável reação alérgica a medicação usada
INCORRETO : O surgimento do quadro antes da administração da medicação afasta a possibilidade de reação alérgica.

Gabarito:  B

AVALIE ESSA QUESTÃO: (4.5)
DISCURSIVA:
Enumeram os principais pontos da estrategia de prevençao da esquistossomiase (0,5 pontos)

RATING: 5

Enumeram os principais pontos da estrategia de prevençao da esquistossomiase (0,5 pontos)

A esquistossomose é, fundamentalmente, uma doença resultante da ausência ou precariedade de saneamento básico.

I) Controle dos Portadores

Identificação dos portadores de S. mansoni, por meio de inquéritos coproscópicos a cada dois anos, deve fazer parte da programação de trabalho das secretarias municipais de saúde das áreas endêmicas. (0,05 p)

Quimioterapia específica dos portadores, visando reduzir a carga parasitária e impedir o aparecimento de formas graves. (0,05 p)

Para o diagnóstico e tratamento dos portadores faz-se necessária a participação das equipes do Programa Saúde da Família (PSF), que devem atuar em conjunto com os agentes de saúde encarregados do Programa de Controle da Esquistossomose, por exemplo, no tratamento dos portadores e nas orientações sobre educação em saúde para as pessoas expostas ao risco de contrair esquistossomose.(0,05 p)

A coproscopia para a detecção dos indivíduos infectados pelo S. mansoni e o conseqüente tratamento são medidas dirigidas de maneira direta e mais imediata ao objetivo principal do Programa: controlar a morbidade, especialmente prevenindo a evolução para as formas graves da doença.(0,05 p)

Essas ações de diagnóstico e tratamento devem ser viabilizadas, incorporadas e integradas à rotina dos serviços de atenção primária à saúde (rede básica de saúde). (0,05 p)

II) Saneamento Ambiental

As ações de saneamento ambiental são reconhecidas como as de maior eficácia para as modificações de caráter permanente das condições de transmissão da esquistossomose e incluem:

- coleta e tratamento de dejetos, (0,04 p)

- abastecimento de água potável, (0,04 p)

- instalações hidráulicas e sanitárias, (0,04 p)

- aterros para eliminação de coleções hídricas que sejam criadouros de moluscos, (0,04 p)

- drenagens, limpeza e retificação de margens de córregos e canais, (0,04 p)

- construções de pequenas pontes.(0,04 p)

Essas ações deverão ser simplificadas e de baixo custo, a fim de serem realizadas em todas as áreas necessárias. (0,01 p)

FONTE:
MISODOR

AVALIE ESSA QUESTÃO: (5)

CASO CLINICO:
Paciente do sexo feminino, 36 anos, sem antecedentes mórbidos, trazida ao hospital devido ao rebaixamento do nível de consciência há dois dias. Esposo relatou que há dez dias a paciente passou a queixar-se de dor nas costas, de intensidade progressiva, que culminou com dificuldade de deambulação.
Ao exame físico de entrada apresentava frequência cardíaca de 120 batimentos por minuto (bpm), desidratação e rebaixamento do nível de consciência (Glasgow 13 à custa de alteração na resposta verbal). Os primeiros exames laboratoriais mostraram as seguintes alterações: ureia = 182mg por decilitro (15-36 mg/dL), creatinina = 1,9 mg por decilitro (0,7-1,2 mg/dL), cálcio = 19,6mg por decilitro (8,4-10,2 mg/dL).
1) Quais são os exames imperativos á ser solicitados em seguida? 0,1 p
2) Quais são as alterações dos exames laboratoriais que aumentam a gravidade do caso? 0,1 p
3) Considerando o valor da calcemia, quais seriam as duas principais causas mais encontradas do mesmo? 0,1 p



RATING: 5

1) Quais são os exames imperativos á ser solicitados em seguida? 0,1 p
O quadro clínico inclui sintomas neurologicos (rebaixamento progressivo de Glasgow, dificuldade de deambulação numa paciente de 36 anos, sem antecedentes mórbidos) então é mandatorio, neste caso, solicitar a coleta de líquor e tomografia computadorizada de crânio.
2) Quais são as alterações observados nos exames laboratoriais? - 0,1 p
Temos ureia = 182mg por decilitro (15-36 mg/dL), creatinina = 1,9 mg por decilitro (0,7-1,2 mg/dL) que indicariam uma falha renal, mas, na verdade, o que é mais grave aqui é a hipercalcemia (cálcio = 19,6mg por decilitro (8,4-10,2 mg/dL) - hipercalcemia grave). É sabido que pacientes com hipercalcemia assintomática ou discretamente sintomática - com cálcio menor do que 12 mg/dL - não requerem tratamento imediato. Cálcio entre 12 e 14mg/dL pode requerer instituição de tratamento caso seja oriundo de aumento agudo, visto que o mesmo pode causar alterações neurológicas. Já os pacientes com cálcio acima de 14 mg/dL sempre requerem tratamento imediato, independente dos sintomas.
3) Considerando o valor da calcemia, quais seriam as duas principais causas mais encontradas do mesmo? 0,1 p
A hipercalcemia pode resultar do aumento da reabsorção óssea, da absorção intestinal, da retenção renal ou do uso de drogas hipercalcemiantes. Em algumas doenças, como o câncer, mais de um mecanismo pode estar envolvido. Entre todas as causas, hiperparatireoidismo e malignidades são as mais comuns, respondendo por 90% dos casos.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (5)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.