m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



820 USUARIOS INSCRITOS

166 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

712 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5813 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1276 DE CLINICA, 2513 DE PEDIATRIA, 1206 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 339 DE SAUDE PUBLICA
98 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 135 CASOS CLINICOS


CLASSIFICAÇÃO I CONCURSO SETEMBRO 2019
VEJA A CLASSIFICAÇÃO INTEIRA AQUI
Pos. Nickname Pontuação Premio Provas
1.   LULALIVRE 308.00    300 R$  10
2.   YURIKANG 215.00      3
3.   TERRY_BUENO 113.00      5
4.   MO 109.00      5
5.   MARIA 89.00      4
6.   DAMIAN 68.00      4

"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    LULALIVRE 308.00 8.220 10
2.    MO 261.00 8.700 12
3.    YURIKANG 215.00 6.333 3

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDOS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA: (16683 votos)..........58.95% das questões objetivas receberam votos.
Das alternativas abaixo, a que está correta em relação aos aspectos diferenciais dos vários tipos de epidemias é:
A. as epidemias de fonte comum podem ser por fonte pontual ou persistente
B. as doenças com longos períodos de incubação são fonte comum de epidemias do tipo explosiva
C. as epidemias propagadas geralmente são causadas pela existência de um veiculo comum como água ou alimento
D. a contaminação de um único reservatório doméstico de água geralmente está associada â ocorrência de pandemias
E. a ocorrência de um grande número de casos de diarréia. após ingestão de um alimento contaminado, em uma festa, é um exemplo de epidemia do tipo progressiva

  RATING: 3.4

Das alternativas abaixo, a que está correta em relação aos aspectos diferenciais dos vários tipos de epidemias é:

A. as epidemias de fonte comum podem ser por fonte pontual ou persistente
CORRETO: As epidemias de fonte comum podem ser por fonte pontual ou persistente portanto esta é a afirmativa correta. Entende-se por fonte pontual (ou focal) quando existe um curto intervalo de tempo de contato entre a população com a fonte disseminadora (por exemplo, a intoxicação alimentar) e por fonte persistente quando existe uma longa exposição da população com a fonte (por exemplo, a febre tifóide devido à fonte hídrica).
B. as doenças com longos períodos de incubação são fonte comum de epidemias do tipo explosiva
INCORRETO : as doenças com longos períodos de incubação são epidemias do tipo lenta
C. as epidemias propagadas geralmente são causadas pela existência de um veiculo comum como água ou alimento
INCORRETO : as epidemias propagadas geralmente são causadas pela transmissão pessoa a pessoa
D. a contaminação de um único reservatório doméstico de água geralmente está associada â ocorrência de pandemias
INCORRETO : a contaminação de um único reservatório doméstico de água geralmente está associada à ocorrência de epidemia por fonte comum
E. a ocorrência de um grande número de casos de diarréia. após ingestão de um alimento contaminado, em uma festa, é um exemplo de epidemia do tipo progressiva
INCORRETO : a ocorrência de um grande número de casos de diarréia, após ingestão de um alimento contaminado, em uma festa, é um exemplo de epidemia do tipo explosiva por fonte comum pontual.

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.4)
DISCURSIVA: (3828 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
Os itens A, B, C e D abaixo devem ser respondidos de acordo com a recomendação da OMS/Ministério da Saúde e considerando uma criança de 5 kg com quadro de desidratação.
1) Que volume de soro deve ser fornecido na fase de expansão (Plano B do Ministério da Saúde)? (0,125 pontos)
2) Cite dois dos quatro componentes do soro de re-hidratação oral. (0,125 pontos)
3) Em aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)
4) Sem aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)

RATING: 3.07

Os itens A, B, C e D abaixo devem ser respondidos de acordo com a recomendação da OMS/Ministério da Saúde e considerando uma criança de 5 kg com quadro de desidratação.
1) Que volume de soro deve ser fornecido na fase de expansão (Plano B do Ministério da Saúde)? (0,125 pontos)
2) Cite dois dos quatro componentes do soro de re-hidratação oral. (0,125 pontos)
3) Em aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)
4) Sem aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)

1) 50-100 mL/kg em 4-6 horas (0,125 p)
2) O candidato deverá citar dois dos componentes a seguir:
- SRO – Cloreto de sódio = 3,5 g;
- Cloreto de potássio = 1,5 g;
- Citrato trissódico = 2,9 g
- Glicose = 20 g.(0,125 p)
3) A criança em aleitamento materno não deve ficar em jejum, deve receber o SRO + aleitamento materno. (0,125 p)
4) A criança deve permanecer em jejum até que termine a fase de expansão ou fase rápida.(0,125 p)

FONTE:
PROVA DE REVALIDAÇÃO U. F. M. T. 2011

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.07)

CASO CLINICO: (5405 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
E.O.S. , sexo feminino , 3 meses , negra ,natural e procedente de Salvador - BA
QP: tosse e dispnéia há 2 dias
HMA : criança vinha bem quando há 2 dias passou a cursar com tosse seca e desconforto respiratório. Nega febre, vômitos, obstrução nasal ou coriza.. Refere diminuição da ingesta alimentar e irritabilidade neste período. Procurou assistência médica em Unidade de Saúde Leite materno exclusivo até 1 mês. Após esse período foi introduzido Leite Ninho + Cremogema. Recebeu as 2 doses de BCG e Hepatite B, além da 1ª dose de HIB, Polio e DPT. AM : nega alergias,cirurgia, internamentos,acidentes ou episódios de dispnéia anteriores.  Moradia própria com saneamento básico, onde residem 4 pessoas. Renda familiar de R$ 200,00. Em REG e N, afebril, ativa, descorada ++/IV, hidratada, acianótica, anictérica, taquidispnéica com TIC e TSD Peso: 5040 g (p 10-25) FR : 55 ipm FC : 125 bpm. MV rude, com sibilos expiratórios difusos bilaterais, estertores grosseiros, móveis , bilaterais AUSCULTA CV : BRNF em 2T sem sopros ABDÔMEN : plano, flácido, indolor. Fígado palpável a 3cm do RCD. Baço não palpável. RHA presentes. EXTREMIDADES :sem edemas, bem perfundidas.
HEMOGRAMA:
RBC : 4.030.000 Hb: 9,8 g/dL Hct: 27,6% VCM : 79,7 HCM : 28,3 CHCM : 35,5 RDW : 12% Leucograma : 3700 Bt- 2% Seg- 69% Eo - 1% Linf- 26% M-2% 

Pergunta-se:
1) Quais são as principais suspeitas diagnosticas? 0,15 p 2) Indiquem 5 fatores determinantes que contribuem para a deficiência de ferro na infância. 0,2 p 3) Indiquem a esquema terapeutica adequada conforme os diagnosticos feitos no caso apresentado. 0.15 p


RATING: 3.1

1) Suspeitas diagnosticas:

a) Broncoespasmo sec bronquiolite 0,05 p
b) Broncopneumonia 0,05 p
c) Anemia ferropriva 0,05 p

2) Fatores determinantes que contribuem para a deficiência de ferro na infância:

a) Necessidade de ferro para o crescimento 0,04 p
b) Perda sanguínea gastrointestinal 0,04 p
c) Dieta pobre em ferro 0,04 p
d) Limitada capacidade de absorção do ferro da dieta 0,04 p
e) Alta prevalência de parasitose intestinal 0,04 p

3) Esquema de tratamento:

a) aumentar o aporte hídrico 0,05 p
b) hidrocortisona e nebulizações 0,05 p
c) Sulfato Ferroso na dose de 1,5 mg/kg/dia (3 gotas antes do almoço e jantar), além de Protovit 5 gotas 12/12h. 0,05 p

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.1)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.