m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

 


usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



583 USUARIOS INSCRITOS

99 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

710 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5488 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1235 DE CLINICA, 2241 DE PEDIATRIA, 1204 DE CIRURGIA, 191 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 338 DE SAUDE PUBLICA
93 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 133 CASOS CLINICOS

 

 

 

 


LIDERES DAS PROVAS - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI:
Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    TARGIGNIS 137.00 7.829 7
2.    ROSA MARIA 127.00 7.257 7
3.    ANGELINA 119.00 6.800 7
SURPRESAS PARA OS ASSINANTES QUE ESTÃO USANDO A PLATAFORMA DE PROVAS ONLINE!
EM BREVE, NOSSO PATROCINADOR VAI OFERECER PREMIOS SUBSTANCIAIS EM DINHEIRO PARA OS USUARIOS COM AS MELHORES PONTUAÇÕES NAS PROVAS!

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDAS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA:
São achados clínicos decorrentes dos fenômenos de veno-oclusão e secundário à hemólise destas células afoiçadas, EXCETO:
A. crises álgicas
B. lesões urticariformes generalizadas
C. priapismo
D. acidente vascular cerebral
E. sequestro esplénico

São achados clínicos decorrentes dos fenômenos de veno-oclusão e secundário à hemólise destas células afoiçadas, EXCETO:

A. crises álgicas
INCORRETO: Em cerca de 50% das crianças portadoras de doença falciforme SS até os dois anos de idade encontra-se crise vasoclusiva que acomete os pequenos ossos das mãos e pés. O primeiro episódio ocorre na infância - o dorso da mão ou pé se torna edemaciado e extremamente doloroso, alterações radiográficas só são evidentes após duas a três semanas do início do episódio, dura em média uma a duas semanas quando ocorre no primeiro ano de vida é sinal de doença de pior prognóstico.
B. lesões urticariformes generalizadas
CORRETO : Os fenômenos que ocorrem na doença falciforme são a consequência direta da hemólise das células afoiçadas ou como secundários aos episódios de vasoclusão. As bases fundamentais de todo o curso clínico da doença residem nestas duas eventualidades.
C. priapismo
INCORRETO : Priapismo é uma complicação relativamente frequente e ocorre quando as células falcizadas obliteram os corpos cavernosos e esponjoso e impedem o esvaziamento do sangue do pênis. Existem duas apresentações clínicas: priapismo agudo e priapismo recorrente ou “intermitente” (do inglês stuttering). Aapresentação aguda corresponde à ereção dolorosa, prolongada, que persiste por várias horas, ao passo que o priapismo recorrente é caracterizado por episódios reversíveis da ereção que podem ocorrer em períodos variáveis, com duração de minutos, e também em múltiplos episódios no mesmo dia.
D. acidente vascular cerebral
INCORRETO : É a mais dramática intercorrência na doença falciforme e a segunda causa de mortalidade. Ocorre em cerca de 10% dos pacientes entre 5 e 20 anos!!! Infartos silenciosos foram documentados por testes de ressonância magnética. Principamente acometidas: artérias do polígono de Willis, a carótida interna,
O QUE ACONTECE COM ESSAS ARTÉRIAS? Há fragmentação e duplicação da lâmina elástica interna, hiperplasia da íntima, diminuição do lúmen da artéria.
COMO SE MANIFESTA?
O quadro tem início abrupto com: hemiparesia, alteração do sensório, afasia. Pior é que, se fizermos ressonância magnética, nesse momento, pode ser normal. Mesmo assím, ela deve ser realizada para que se estabeleça o diagnóstico diferencial com o AVC hemorrágico.

E. sequestro esplénico
INCORRETO : Observa-se, na primeira infância, uma esplenomegalia decorrente da congestão na polpa vermelha pelo seqüestro de eritrócitos falcizados nos cordões esplênicos e sinusóides, que evolui com a formação de trombose e infartos, culminando com a atrofia e fibrose do órgão. Este fenômeno, denominado de auto-esplenectomia, ocorre geralmente até os 5 anos de idade

Gabarito:  B

DISCURSIVA:
Os itens A, B, C e D abaixo devem ser respondidos de acordo com a recomendação da OMS/Ministério da Saúde e considerando uma criança de 5 kg com quadro de desidratação.
1) Que volume de soro deve ser fornecido na fase de expansão (Plano B do Ministério da Saúde)? (0,125 pontos)
2) Cite dois dos quatro componentes do soro de re-hidratação oral. (0,125 pontos)
3) Em aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)
4) Sem aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)

Os itens A, B, C e D abaixo devem ser respondidos de acordo com a recomendação da OMS/Ministério da Saúde e considerando uma criança de 5 kg com quadro de desidratação.
1) Que volume de soro deve ser fornecido na fase de expansão (Plano B do Ministério da Saúde)? (0,125 pontos)
2) Cite dois dos quatro componentes do soro de re-hidratação oral. (0,125 pontos)
3) Em aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)
4) Sem aleitamento materno deve ficar quanto tempo em jejum? (0,125 pontos)

1) 50-100 mL/kg em 4-6 horas (0,125 p)
2) O candidato deverá citar dois dos componentes a seguir:
- SRO – Cloreto de sódio = 3,5 g;
- Cloreto de potássio = 1,5 g;
- Citrato trissódico = 2,9 g
- Glicose = 20 g.(0,125 p)
3) A criança em aleitamento materno não deve ficar em jejum, deve receber o SRO + aleitamento materno. (0,125 p)
4) A criança deve permanecer em jejum até que termine a fase de expansão ou fase rápida.(0,125 p)

FONTE:
PROVA DE REVALIDAÇÃO U. F. M. T. 2011

CASO CLINICO:
Um infante de 5 meses de idade é levado ao pronto-socorro após ter 'parado de respirar por aproximadamente 20 segundos e ficado azul ao redor dos lábios'. Ele começou a respirar novamente após a mãe ter 'assoprado em sua face'. Não houve outros sintomas, como doença do trato respiratório superior, febre, vômito, diarreia ou mudança nos hábitos alimentares. Sua alimentação consiste em, aproximadamente, 700 mL a 1L de fórmula infantil por dia e alguns alimentos sólidos; a criança sempre se alimentou bem, embora geralmente 'cuspa' após comer.
A criança está um pouco irritada quando você a examina pela primeira vez. O exame físico é completamente normal, exceto pela presença de sangue seco em ambas as narinas da criança. A saturação de oxigênio em ar ambiente da criança é de 98%. Faz aproximadamente 90 minutos desde que o bebê 'ficou azul', e a mãe parece estar bem assustada com estes eventos.
O histórico familiar é notável pela morte de um irmão durante o sono 2 anos atrás, subsequentemente rotulada como síndrome da morte súbita infantil (SIDS).
1) Quais são os testes de triagem que necessitam ser realizados em caráter de emergência? (0,25 p)
2) Qual a significância do histórico familiar notável pela morte do irmão durante o sono 2 anos atrás? (0,25 p)


1) Quais são os testes de triagem que necessitam ser realizados em caráter de emergência? (0,25 p)
Uma convulsão é uma possibilidade iminente em uma criança com um ALTE. Transtornos metabólicos são causas comuns de convulsões nesta faixa etária. Embora uma hipomagnesemia possa causar convulsões, hipoglicemia, hipocalcemia e hiponatremia são os três distúrbios eletrolíticos mais frequentemente associados a convulsões. Portanto, é crucial obter um nível sérico de glicose e eletrólitos na chegada da criança ao pronto-socorro.
2) Qual a significância do histórico familiar notável pale morte do irmão durante o sono 2 anos atrás? (0,25 p)
É importante para o clínico reconhecer que a SIDS não é um evento hereditário. Portanto, a SIDS que recorre em uma família fortemente sugere a possibilidade de abuso e homicídio. A presença de sangue seco no nariz da criança deveria elevar a suspeita do clínico de traumatismo não acidental, como sufocamento.

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.