m  i  s  o  d  o  r


        SITE PREPARATORIO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA, REVALIDA, CONCURSOS PUBLICOS E PROVAS DE TITULO

 


usuario: senha:


NÃO SOU CADASTRADO
                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO



722 USUARIOS INSCRITOS

115 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

710 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
5693 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

1261 DE CLINICA, 2407 DE PEDIATRIA, 1205 DE CIRURGIA, 201 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 340 DE SAUDE PUBLICA
94 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 134 CASOS CLINICOS

 

 

 

 


LIDERES DAS PROVAS - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI:
Pos.    Nickname Pontuação Media Nr. provas
1.    MO 152.00 8.686 7
2.    TARGIGNIS 137.00 7.829 7
3.    ROSA MARIA 127.00 7.257 7

CONFIRA ALGUNS EXEMPLOS, ESCOLHIDAS PELO SISTEMA ALEATÓRIO:

OBJETIVA:
Escolar de cinco anos de idade apresenta, há mais de 2 anos, quadro de agitação freqüente de mãos e pés, não consegue aguardar a sua vez de falar e de permanecer sentado durante as aulas no colégio. Insiste em escalar móveis de todas as casas que freqüenta. Corre em situações inapropriadas, interrompe as atividades dos colegas e emite respostas precipitadas. A droga mais indicada para tratamento deste paciente é:
A. fenobarbital
B. haloperidol
C. diazepam
D. metilfenidato
E. carbamazepina

  RATING: 0

Escolar de cinco anos de idade apresenta, há mais de 2 anos, quadro de agitação freqüente de mãos e pés, não consegue aguardar a sua vez de falar e de permanecer sentado durante as aulas no colégio. Insiste em escalar móveis de todas as casas que freqüenta. Corre em situações inapropriadas, interrompe as atividades dos colegas e emite respostas precipitadas. A droga mais indicada para tratamento deste paciente é:

A. fenobarbital
INCORRETO: O fenobarbital a carbamazepina são antiepilépticos, portanto, não estão indicados.
B. haloperidol
INCORRETO : haloperidol é um neuroléptico
C. diazepam
INCORRETO : diazepam é ansiolítico
D. metilfenidato
CORRETO : O que esse paciente apresenta é o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. É o distúrbio neurocomportamental mais comum na infância. O tratamento é feito com estimulantes do sistema nervoso central e o medicamento de escolha é o metilfenidato.
Veja abaixo os critérios diagnósticos:
A Qualquer de (1) ou (2) ou ambos 1 Seis (ou mais) dos seguintes sintomas de desatenção persistiram por pelo menos 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o nível de desenvolvimento:
a) Frequentemente deixa de prestar atenção a detalhes, ou comete erros por descuido em atividades escolares, de trabalho ou outras.
b) Frequentemente tem dificuldade de sustentar a atenção em tarefas ou atividades lúdicas.
c) Frequentemente parece não escutar quando alguém lhe dirige a palavra.
d) Frequentemente não acompanha instruções, não completas os deveres escolares, domésticos ou profissionais (não devido a comportamento de oposição ou incapacidade de compreender instruções).
e) Frequentemente tem dificuldade de organizar tarefas e atividades.
f) Frequentemente evita, não gosta, ou reluta a envolver-se em tarefas que requerem esforço mental por longo tempo.
g) Frequentemente perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades.
h) Frequentemente se distrai com estímulos alheios à tarefa.
i) Frequentemente se esquece das atividades diárias.
2 Seis (ou mais) dos seguintes sintomas de hiperatividade/impulsividade persistiram por pelo menos 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o nível de desenvolvimento:
Hiperatividade:
a) Freqüentemente agita as mãos, pernas ou remexem na cadeira.
b) Frequentemente se levanta da carteira, ou de situações em que deveriam ficar sentados.
c) Frequentemente corre ou sobe, em locais ou situações que não são apropriadas (em adolescentes e adultos, pode estar limitado a sensações subjetivas de inquietação).
d) Frequentemente apresenta dificuldade em brincar ou se envolver silenciosamente em atividades de lazer.
e) Frequentemente “a mil” ou como se estivesse a “todo vapor”.
f) Frequentemente fala excessivamente.
Impulsividade:
g) Frequentemente responde precipitadamente às questões antes que tenham sido completadas.
h) Frequentemente tem dificuldade de esperar a sua vez.
i) Frequentemente interrompe ou se intromete em assunto dos outros.
B – Alguns sintomas de hiperatividade/impulsividade ou de desatenção que causaram prejuízo estavam presentes antes dos 7 anos de idade.
C – Algum prejuízo causado pelos sintomas está presente em dois ou mais contextos.
D – Desajustes claros, evidentes e significativos, nas funções sociais, acadêmicas ou ocupacionais.
E – Sintomas não ocorrerem exclusivamente durante o curso de um Transtorno Evasivo do Desenvolvimento, Esquizofrenia ou outro Transtorno Psicótico e não é mais bem explicado por outro Transtorno mental (por exemplo: Transtorno do Humor, Transtorno de Ansiedade, Transtorno Dissociativo, ou um Transtorno de Personalidade).
Classifica-se com base no tipo:
314.01 Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, Tipo Combinado: se tanto os critérios A1 quanto A2 são satisfeitos durante os últimos 6 meses.
314.00 Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, Tipo Predominantemente Desatento: se o critério A1 é satisfeito, mas o critério A2 não é satisfeito durante os últimos 6 meses.
314.01 Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, Tipo Predominantemente Hiperativo/Impulsivo: se o critério A2 é satisfeito, mas o critério A1 não é satisfeito durante os últimos 6 meses.
314.9 Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade sem outra especificação: aplica-se a transtornos com sintomas proeminentes de desatenção ou hiperatividade/impulsividade que não satisfazem os critérios para o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade.

E. carbamazepina
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  D

AVALIE ESSA QUESTÃO: (0)
DISCURSIVA:
Além da universalidade, níveis hierárquicos e controle social, a equidade e a acessibilidade são aspectos fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS), especificados na Constituição brasileira.
A) Conceitue equidade e acessibilidade aos serviços de Saúde. - 0,2 pontos
B) Cite 3 (três) fatores que influenciam a acessibilidade. - 0,3 pontos

RATING: 1

Além da universalidade, níveis hierárquicos e controle social, a equidade e a acessibilidade são aspectos fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS), especificados na Constituição brasileira.
A) Conceitue equidade e acessibilidade aos serviços de Saúde. - 0,2 pontos
B) Cite 3 (três) fatores que influenciam a acessibilidade. - 0,3 pontos

A) Define-se equidade como a igualdade de oportunidades no acesso à saúde em todos os níveis hierárquicos dos serviços de saúde do SUS, sendo um dos direitos de todo cidadão, e acessibilidade como a garantia de ingresso do cidadão no sistema de saúde, sem nenhum obstáculo. (0,2 p)
B) Fatores que influenciam a acessibilidade:
- geográficos; (0,2 p)
- econômicos; (0,2 p)
- culturais (0,2 p)

FONTE:
PROVA DE REVALIDAÇÃO U. F. M. T. 2011

AVALIE ESSA QUESTÃO: (1)

CASO CLINICO:
Homem, 50 anos, diabetico e hipertenso, nega antecedentes mórbidos até a idade de 42 anos, época em que, durante exame médico de rotina no trabalho, foram detectados valores de pressão arterial de 140/96 mmHg. Nessa ocasião, o paciente era completamente assintomático do ponto de vista cardiovascular.

Exames laboratoriais normais, exceto por uma glicemia de 136 mg/dl etriglicérides de 180 mg/dl. Tais exames foram repetidos e confirmaram-se valores de glicemia e triglicérides anormais, tendo sido, na ocasião, feito diagnóstico de hipertensão arterial, diabetes melito e dislipidemia.

Desde o diagnóstico inicial, o paciente vem tomando regularmente 50 mg de hidroclorotiazida e 100 mg de atenolol. Foi orientada dieta com pouco sal e hipocalórica, sem adição de açúcar. Recentemente, o paciente foi encaminhado ao oftalmologista, que diagnosticou microaneurisma em vãos de retina, tendo sido realizada laserterapia.

Há três meses, foi reavaliado e, ao exame físico, apresentava um peso de 106 kg, pressão arterial na posição supina de 170/112 mmHg com freqüência cardíaca de 72 batimentos por minuto.

Apresentava hipotensão postural (PA = 130/90 mmHg em pé) sem variação de pulso.

Exame físico:

Paciente em bom estado geral, peso de 106 kg e altura de 1,70 m, apresentando fundo de olho com espasmo segmentar arteriolar, perda da relação arteriovenosa nos vasos da retina, alguns pontos sugestivos de microaneurismas em ambas as retinas e sinais cicatriciais de laserterapia prévia. A pressão arterial na posição supina estava em 160/104 mmHg e a freqüência cardíaca era de 68 batimentos por minuto. A pressão arterial na posição ortostática era de 120/88 mmHg, sem variação da freqüência cardíaca. Ausculta cardiopulmonar normal. Ausência de sopros carotídeos. Abdômen flácido, indolor, com fígado e baço não-palpáveis. Ruídos hidroaéreos anormais presentes . Ausência de sopros abdominais.

Extremidades com alterações tróficas de fâneros; pulsos presentes e simétricos, ausência de edemas.

Exames laboratoriais:

Glicemia de jejum de 172 mg/dl, potássio plasmático de 3,7 mEq/l, ácido úrico de 8 mg/dl, colesterol total de 230 mg/dl, HDL-colesterol de 28 mg/dl, LDLcolesterol não calculado devido aos valores elevados de triglicérides (450 mg/dl). Creatinina sérica de 1,8 mg/dl e uréia de 96 mg/dl.

Exame de Urina Rotina demonstrando a presença de proteínas. Proteinúria de 24 horas de 1,2 g/24 horas. Exames complementares: Eletrocardiograma e raios X de tórax dentro da normalidade para o biótipo do paciente.
Ecocardiograma mostrando alterações do relaxamento ventricular esquerdo, sem aumento da massa ventricular. Função sistólica preservada.

1) Definem uma relação entre os fatores de risco e patologia deste paciente (0,2 p)

2) Qual é o exame eletivo para diagnosticar, neste caso, o acometimento renal? Ele já foi realizado, examinando o historico do paciente?(0,1 p)

3) O paciente pergunta se ele corre risco de cegueira, mesmo com tratamento para hipertensão e diabetes. Qual vai ser a sua resposta? (0,2 p)




RATING: 5

1) Este caso demonstra a associação de diabetes, hipertensão e dislipidemia além de obesidade, todos sendo considerados fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
Este paciente apresentou como lesão de órgão-alvo o desenvolvimento de retinopatia diabética e nefropatia que, provavelmente, é o resultado da associação de diabetes e da hipertensão arterial

2) O diagnóstico de certeza da nefropatia somente poderia ser feito através da biópsia renal, exame que não foi realizado neste caso .

3) Retinopatia diabética é uma das principais causas tratáveis de cegueira. A observação preventiva periódica é fundamental no paciente diabético.

FONTE: http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/8-4/casoclinico.pdf

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (5)

Todos os direitos reservados. 2019.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.