MISODOR - SITE DE ESTUDO E TREINAMENTO PARA PROVAS DA ÁREA MÉDICA
ÁREA DOS COLABORADORES
USUÁRIO
SENHA

 

485 RECADOS
CLINICA MEDICA               CIRURGIA               PEDIATRIA           GINECOLOGIA              SAÚDE PUBLICA E LEGISLAÇÃO
QUESTÕES OBJETIVAS      QUESTÕES DISSERTATIVAS     CASOS CLINICOS     PROVAS ANTERIORES     SIMULADOR
BANCO DE PROVAS EM CONTINUA EXPANSÃO, ATUALMENTE COM 3449 QUESTÕES OBJETIVAS, 30 QUESTÕES DISCURSIVAS E 34 CASOS CLINICOS, TODAS COM GABARITO COMENTADO

PATOLOGIA DA TIREÓIDE

O cancer de tireoide induzido pela medicação com lítio, nas maioria dos casos é:

A. folicular
B. papilífero
C. colunar
D. mesenquimal
E. infiltrativo

A. folicular
INCORRETO:
B. papilífero
CORRETO : O primeiro caso de câncer de tireóide atribuído ao uso crónico de lítio foi registrado na literatura norte-americana em 1980. Posteriormente, outros três casos foram publicados sugerindo a etiologia litiogênica. Um destes últimos pacientes tinha antecedente de irradiação da região da cabeça e pescoço para tratamento de acne e apresentava hiperparatireoidismo concomitante ao carcinoma tireóideo. Nos quatro pacientes portadores de bócio o câncer demonstrado foi do tipo papilífero.
C. colunar
INCORRETO :
D. mesenquimal
INCORRETO :
E. infiltrativo
INCORRETO :

Gabarito: B

URGÊNCIAS PEDIATRICAS

A Síndrome da Angústia Respiratória Aguda (SARA) é uma forma de insuficiência respiratória aguda e progressiva, devido ao edema pulmonar intersticial induzido por diversas causas diretas e indiretas, que se manifesta por taquipnéia, dispnéia, cianose, diminuição progressiva da complacência pulmonar e hipoxemia refratária e constante.

1) Quais são as causas qua mais predispõem á SARA? (0,25 p)
2) Enumeram pelo menos 4 criterios que definem a SARA (0,25 p)

1) Quais são as causas qua mais predispõem á SARA? (0,25 p)

As causas que mais predispõem à SARA são:
- trauma 0,05 p
- choque 0,05 p
- afogamento 0,05 p
- infecções 0,05 p
- toxinas 0,05 p

2) Enumeram pelo menos 4 criterios que definem a SARA (0,25 p)

Os critérios para sua definição são:
- início agudo;
- tensão arterial de oxigênio/fração de O 2 inspirado (PaO2/FiO2) menor de 200mmHg,
- presença de infiltrados bilaterais observados na radiografia de tórax póstero-anterior;
- pressão de oclusão arterial pulmonar 18 mmHg

José Antônio Chehuen Neto, Luiz Antônio Tavares Neves, Gustavo Ferreira da Mata, Rafael Ribeiro Mansur Barbosa, Guilherme de Oliveira Firmo, Daniela de Souza Neves, Síndrome da angústia respiratória aguda na criança - relato de caso, HU rev., Juiz de Fora, v.33, n.3, p.99-102, jul./set. 2007


Homem de 68 anos foi examinado por ter apresentado massa abdominal pulsátil, na linha mediana, em exame físico de rotina. O paciente apresenta história de hipertensão e diabetes há mais de 20 anos. Foi submetido a revascularização coronária há seis anos. Atualmente está tomando metformina, aspirina, beta bloqueador, inibidor da enzima conversora da angiotensina e doses baixas de diuréticos. Uma revisão sistemática mostra que o paciente está assintomático e hemodinamicamente estável.O exame ultrassonográfico abdominal mostrou aneurisma aórtico, que se estendia desde próximo à artéria renal até a bifurcação ilíaca, com diâmetro máximo de 52 mm

PERGUNTA-SE:

1) O paciente sendo assintomatico é indicada a cirurgia corretora ou não? Argumentam. (0,2 p)

2) O paciente costuma de vez em quando jogar futebol e, sendo auxiliar de carga-descarga pergunta se ele pode continuar a trabalhar no mesmo ambiente. Qual vai ser a sua resposta? (0,2 p)

3) indiquem pelo menos UM fator que indica o risco de rotura do aneurisma (0,1 p)

1) O exame ultrassonográfico mostrou que o aneurisma aórtico atingiu um tamanho no qual a intervenção cirúrgica está indicada, mesmo na ausência de sintomas. O exame ultrassonográfico anual é indicado para o acompanhamento da progressão da doença, o que parece não ter sido feito no presente caso.

2) Não existe nenhum dado que sugira limitações a prática das atividades físicas, no sentido de limitar a progressão da doença, embora as atividades intensas sejam contraindicadas, então, o futebol sim, o trabalho vai ter que ser proibido.

3) O risco da ruptura do aneurisma aórtico abdominal está diretamente relacionado com o diâmetro do vaso. Os estudos epidemiológicos mostram que aneurismas com diâmetro igual ou superior a 50 mm, o risco de ruptura é de 22% ao ano.

FONTE: http://www.medicinageriatrica.com.br