MISODOR - SITE DE ESTUDO E TREINAMENTO PARA PROVAS DA ÁREA MÉDICA
MISODOR - SITE DE ESTUDO E TREINAMENTO PARA PROVAS DA ÁREA MÉDICA

RECOMENDAÇÃO PARA RESUMOS: NOVAPEDIATRIA.COM.BR

 

685 RECADOS
BANCO DE PROVAS EM CONTINUA EXPANSÃO, ATUALMENTE COM 4191 QUESTÕES OBJETIVAS, 48 QUESTÕES DISCURSIVAS E 53 CASOS CLINICOS, TODAS COM GABARITO COMENTADO
EXPERIMENTE AQUI! SEQUÊNCIA RÁPIDA DE INTUBAÇÃO NA CRIANÇA!

DIABETES MELLITUS

Os fatores abaixo são secretagogos da insulina, EXCETO:

A. leucina
B. estimulo simpatico
C. sulfoniluréias
D. repaglinida
E. nateglinida

A. leucina
INCORRETO: Os pesquisadores administraram glicose, leucina e glicose e avaliaram o nivel de insulina e glicose nos pacientes. De forma interessante, quando administramos leucina e glicose, observa-se uma curva glicemica menor e uma nivel de insulina maior. Quando administrada sozinha, a leucina aumentou o nivel de insulina.
B. estimulo simpatico
CORRETO : o estimulo vagal, e não o simpatico, aumenta o nivel de insulina
C. sulfoniluréias
INCORRETO : as sulfoniluréias estimulam a secreção de insulina, ligando-se e um receptor específico na célula b (SUR), que determina o fechamento dos canais de potássio dependentes de ATP, resultando em despolarização da célula. O influxo de cálcio secundário à despolarização causa liberação de insulina.
D. repaglinida
INCORRETO : A repaglinida induz um aumento da produção de insulina pelo pâncreas durante a ingestão de alimentos.
E. nateglinida
INCORRETO : Quando tomada antes das refeições, a nateglinida restabelece a primeira fase de secreção de insulina, a qual está ausente nos pacientes com diabetes tipo 2. Esta ação é mediada por uma interação rápida e transitória com o canal de K+ ATP-dependente das células b pancreáticas.Diferentemente de outros hipoglicemiantes orais, a nateglinida induz uma secreção significativa de insulina nos primeiros 15 minutos posteriores a uma refeição, o que a magnitude dos picos glicêmicos pós-prandiais.

Gabarito: B

OTORRINOLARINGOLOGIA

1) Qual é a causa mais comum de dor de ouvido na criança pequena? (0,25 p)
2) O que é a miringite bolhosa e como é feito o diagnostico? (0,25 p)

1) A otite media aguda, infecção bacteriana ou viral, associando-se a dor (otalgia) e febre. - 0,25 p.
2) É uma infecção da membrana timpanica cuja caracteristica é a formação de bolhas na sua superficie. Streptococcus pneumoniae, Haemophilus e Mycoplasma são agentes comuns. - 0,25 p

Segredos em emergência pediatrica - Steven M. Selbst MD, Kate Cronan MD


Uma mulher de 80 anos foi admitida em nosso serviço com história de um ano de parestesias em membros inferiores, queda do estado geral e piora cognitiva progressiva. A um mês da internação parou de deambular e evoluiu com disfagia orofaríngea. Na admissão apresentava-se em regular estado geral, descorada, confusa e hiporresponsiva. Não reconhecia familiares e apresentava déficit da memória recente. Exame tóraco-abdominal normal. Ao exame neurológico evidenciou-se déficit de sensibilidade em membros inferiores, incoordenação motora, Babinski bilateral, paraparesia crural e desorientação têmporo-espacial. Necessitou de sondagem enteral para alimentação. No laboratório, apresentava Hb: 8,4 g/dL, VCM:110 fl, hipersegmentação de neutrófilos, vitamina B 12 diminuída (182 pg/mL), TSH normal, tomografia de crânio normale endoscopia com gastrite atrófica confirmada por biópsia, com pesquisa negativa para Helicobacter pylori.
PERGUNTA-SE:
1) Qual é o diagnóstico provável desta paciente? Justifique!  (0,20 p)
2) Quais são os exames clínicos de confirmação? (0,10 p)
3) Qual é a esquema de tratamento que deve ser aplicada? (0,20 p)

1) ANEMIA PERNICIOSA (BIERMER)
Justificativa:
- sintomatologia neurologica - megaloblastose VCM:110 fl-
- baixo nivel de hemoglobina  - hipersegmentação de neutrófilos - A hipersegmentação dos neutrófilos (polilobocitose) é achado específico e precoce. O achado de mais de 5% de neutrófilos com 5 lobos ou uma ou mais células com 6 ou mais lobos é o critério citológico mais utilizado para definir a polilobocitose.  - gastrite atrofica comprovada  - pesquisa negativa para Helicobacter pylori.
2) MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO:
- gastroscopia e biópsia gástrica de corpo e fundo - pesquisa de anticorpos antimucosa gástrica (positiva em 85% dos casos, baixa especificidade)
- mais específicos: anticorpos antifator intrínseco (baixa sensibilidade)
- teste de Schilling - método diagnóstico que utiliza a dosagem urinária de cobalamina marcada radioativamente e ingerida previamente pelo paciente. 
3) TRATAMENTO
1) VITAMINA B12 (CITONEURIN) ampolas 50 μg no XLII
DS: injetável:
100 μg/dia durante 7 dias
100 μg dias sim, dia não, 2 semanas
100 μg de 3 em 3 dias 3 semanas

2) ACIDOPEPS cpm XX
DS int: 1 comprimido dissolvido/copo de agua a cada almoço

3) SULFATO FERROSO cpm. XC
DS int: 1 cpm 3 vezes ao dia

4) SLOW K cpm 600 mg cx. I
DS: int, 1 cpm 3 vezes/dia 1 dia

5) ENDOFOLIN cpm 5 mg cx I
DS: int. 1 cpm 3 vezes ao dia